Crítica: 6×15 de The Flash mantém ótima sequência com personagens clássicos

Critica 6x15 de The Flash
Imagem: The CW/Divulgação
Continua após publicidade

Crise dos Wells Infinitos em The Flash

O novo formato de temporada de The Flash, mesmo que ainda seja um teste, tem mostrado bons resultados. Esta segunda metade tem sofrido seus altos e baixos, mas já faz algumas semanas que tem mostrado uma sequência muito boa de episódios.

Continua após publicidade

A Mestre dos Espelhos é a primeira grande antagonista feminina da série, mas ainda pouco se sabe sobre ela. Tem sido controverso ver ela presa por tantos anos nesse outro universo sendo que suas crias entram e saem de lá. Mas enquanto os roteiristas escolhem dar pouco desenvolvimento e história a personagem, o episódio desta semana deu destaque mais uma vez ao icônico antagonista do Flash: Eobard/Thawne, o Flash Reverso.

Sendo o principal vilão do super-herói, o Flash Reverso sempre tem dado as caras ao longo das temporadas da série. Só que dessa vez, Thawne, assumindo novamente a aparência de Wells, possuiu o corpo de Nash juntamente com a consciência de todos os outros Wells conhecidos do antigo multiverso. Tom Cavanagh continua carregando seus personagens com maestria, e dessa vez não poderia ter sido diferente. Seja através do vilão ou de Nash, Cavanagh passa emoção e sentimentos diversos dentro uma mesma cena. Suas cenas como Thawne em parceria com Grant Gustin como Barry continuam sendo as melhores dos episódios em que estão presente. Quase como se um conseguissem exigir o melhor um do outro.

Continua após publicidade
Continua após publicidade

O episódio também finalmente mostrou a triste história de Nash e sua filha Maya, que culminou na melhor cena do episódio: o “exorcismo”. Foi uma cena empolgante carregada de efeitos visuais, mas que claramente não representou o fim do personagem em The Flash.

Uma vilã inédita

Sunshine foi a primeira vilã não-DC Comics a aparecer em The Flash. Criada pelo showrunner Eric Wallace, a antagonista abre oportunidade de um dia ir parar nos quadrinhos como um dia aconteceu com Arlequina na série animada do Batman. Os poderes da personagem são interessantes e os efeitos visuais os tornaram bonitos, mas ainda pouco foi mostrado da personalidade da personagem. A atriz Natalie Sharp fez um bom trabalho e a cena de sua captura se mostrou divertida. A esperança é que possamos vê-la novamente em um futuro episódio com uma história maior.

Continua após publicidade

O final do episódio deixa ainda a pista de que o team Flash usará o diário de Nora para descobrir como criar uma nova Força de Aceleração. Mais um item a acrescentar ao que ainda está por vir nesta sexta temporada que tem empolgado. The Flash continua a impressionar com uma boa sequência de episódios nas últimas semanas. Ainda veremos mais de Black Hole e a Mestre dos Espelhos, e a possível introdução de um novo Godspeed. Com o cuidado que a equipe de Wallace tem mostrado, é possível que essa sexta temporada ainda não só nos surpreenda como entre para o ranking das melhores da série.

Continua após publicidade
Imagem: The CW/Divulgação

CURIOSIDADES:

– Por conta da gravidez de Danielle Panabaker, suas cenas foram filmadas do peito para cima. Já nas cenas de ação como Nevasca, foi utilizada uma dublê.

Continua após publicidade

– Nash menciona uma invasão de estrelas-do-mar na Terra 26, referência a Starro. Nos quadrinhos, a Terra 26 é o lar do Capitão Cenoura e seu Bando Zoológico. O grupo enfrenta Starro em sua primeira aparição.

Continua após publicidade

– Referências Nerds:

Continua após publicidade
  1. – Cisco diz que Thawne usou Nash como Linda Blair, referência a O Exorcista (1973).
  2. – Cisco descreve as personalidades de Nash como as de Tyler Durden de Clube da Luta (1999).
  3. – O Nash desencarnado é comparado por Cisco com Voldemort da franquia Harry Potter.

Confira abaixo o vídeo promocional do próximo episódio: