Crítica: 7×03 de The 100 fez parecer que a série anda em círculos

Critica The 100 7x03

O terceiro episódio de The 100 foi marcado por uma história já cansada

Como tínhamos visto no primeiro episódio desta temporada final de The 100, as coisas no Santuário não estão nada boas. O pessoal não consegue trabalhar junto e o local está prestes a entrar em guerra, mesmo que tenham prometido a morte de Russel Prime.

Continua após as recomendações

E se já não tivessem problemas suficientes em tentar controlar toda a situação, o reator nuclear que mantém todas as funcionalidades do escudo (que protege o Santuário) começa a dar defeito.

“False Gods” não é o melhor episódio apresentado até agora e, apesar de se manter na narrativa e não ser tão confuso como o anterior, parece andar em círculo. Assim, ficamos com aquela sensação de não sair do lugar.  Mas vamos nos manter esperançosos e pensar que ainda é apenas o terceiro episódio da temporada.

Continua após a publicidade

Tudo dá errado ao mesmo tempo

Os filhos de Gabriel ainda não estão satisfeitos, pois Russell (que na verdade é o Sheidheda) continua vivo. Wonkru está impaciente porque a comandante não está presente. Os prisioneiros da Eligius estão começando a ficar incomodados pela forma que estão sendo tratados e os crentes do Santuário bravos pela promessa de morte ao Prime. Tudo isso está acontecendo enquanto o reator com defeito ameaça contaminar a todos com radiação.

Clarke, Indra e Gaia tentam controlar os problemas, mas veem suas forças diminuírem consideravelmente quando Wonkru fica sabendo que não há mais comandante e que a chama já não existe mais, fazendo com que se dividissem em seus clãs originais.

Quem se aproveita do caos é o Comandante Obscuro (que está no corpo de Russell), manipulando as pessoas e as ações para que consiga escapar da morte. De quebra consegue reiterar o apoio dos seus seguidores mais fiéis.

A sobrevivência nem sempre é fácil!

Com certeza, nesse episódio, um dos destaques principais, se não o maior deles, foi Raven. A mecânica esteve em uma posição um tanto quanto difícil.

Com o reator dando defeito, a sala onde ele se encontra está com alto nível de radiação. Somente quem tem o sangue negro (NightBlood), consegue suportar entrar no local sem morrer. Porém, se tudo der errado, nem mesmo o sangue escuro poderá salvar a pessoa. Isso faz com que Raven precise de mais quatro voluntários (além da pessoa de sangue escuro), para conseguir conter os vazamentos. Mas quem iria se voluntariar para morrer?

Podemos dizer que essa foi a primeira vez que Raven fez algo questionável. Ela enganou as pessoas para conseguir os voluntários, os fazendo acreditar que não era nada demais, quando na verdade se tratava de altos níveis de radiação. Emori e Murphy (que estão ajudando devido ao sangue escuro que agora possuem), tentam argumentar, mas, The 100 não deixa as coisas fáceis para os protagonistas. Era os quatro (prisioneiros), ou todo o Santuário, a conta pareceu fácil na cabeça de Raven que não hesitou em deixar quatro prisioneiros da Eligius morrer.

O que nós queremos mesmo saber é: quando tudo vai acabar andando?

Não dá para deixar de pensar em até quanto tempo vai levar até tudo sair completamente do controle. Quanto tempo será que vai demorar para Clarke “chutar o balde” e tomar a liderança?

A personagem que é conhecida por sua forte característica de liderar com a cabeça, parece estar perdida em sentimentos. Seria esse o problema dos episódios parecerem rodear em volta do mesmo assunto sem de fato ter um desfecho? Uma protagonista, sem o protagonismo merecido? Não dá para se saber ao certo, só temos aquela pequena sensação de que algo não está se encaixando, já que os três primeiros episódios não fora o melhor começo de todas as temporadas de The 100.

Confesso que no primeiro episódio tive muitas expectativas boas, porém, com os dois episódios seguintes, minhas expectativas passaram a ser preocupações. Ainda acredito que The 100 tem muito caminho pela frente para conseguir fazer uma ótima temporada, e estou esperando fielmente que tudo vai se resolver mais para frente, porém, fica o questionamento.

Será que vamos ter uma temporada inovadora ou apenas mais do mesmo? Deixe nos comentários o que você pensa e continue acompanhando todas as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do episódio7
Crítica do terceiro episódio da sétima temporada de The 100, da CW, intitulado, "False Gods".
7
Tags The 100

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Aparecida 10 junho, 2020 at 07:09 Responder

    Estamos sentindo a falta do the resident aos sábados e domingos no fox life por gentileza façam exibir nos horários das 14 horas até pelo menos uns quatro episódio se é a melhor setie tá fazendo falta queremos ver mais o dr conrad e a enfermeira nic devia represar muito mais no aguardo Obrigada cida.fatima neto thiago flavia.

Post a new comment