Crítica: 7×08 de The 100 inseriu universo de série derivada

The 100 Critica 7x08

Anaconda” apresentou personagens do possível prequel de The 100

Havia muitas expectativas com relação a esse episódio de The 100 e como é que seria mostrado o passado, já que o produtor disse várias vezes que não se tratava de viagem no tempo.

Pois bem, é exatamente nesse momento que temos uma grande surpresa. As cenas do passado são apresentadas através das memórias de Clarke. O que gerou uma certa confusão em alguns fãs. Uma confusão bem válida, já que Clarke só utilizou a Chama (chip mental que os comandantes utilizavam), por algumas horas lá na terceira temporada.

Vale lembrar que o chip que ela tem em sua mente e que foi o que salvou ela na sexta temporada, não é a IA da Becca, é a da ALIE, que ela precisou ingerir para conseguir chegar na cidade da luz.

Tudo indica que a pessoa que teve a sua mente em algum momento ligada com a Chama tem fragmentos das memórias dos outros usuários em sua mente, mesmo não estando mais com o chip. Algo que estamos vendo acontecer com a Madi.  Porém, isso ainda é um pouco confuso e cheio de furos, mas é a explicação mais coerente no momento. Vamos precisar esperar para entender melhor. Entretanto, vamos ao episódio.

Continua após a publicidade

O começo da Era Grounder

A maior parte do episódio em si mostra algo que todo fã de The 100 já está um pouco cansado de ver: escolhas que as pessoas precisam fazer para sobreviver e em como isso afeta outras pessoas como consequência. Callie, que é a protagonista, não concorda com as escolhas do seu pai e faz as suas próprias dando origem aos “Grounders”.

Foi bastante emocionante e significativo ver como começou a se originar os clãs, principalmente o Trikru, contudo, fica um certo receio por conta da mesmice. É certo que muitas pessoas já não aguentam mais a trama do Santuário, por já ter sido algo que foi nos apresentado quase em todas as temporadas. O que me faz pensar: como o Prequel seria diferente? Pessoas tentando conviver para dar continuidade a raça a humana… Não sei se sou só eu, mas acredito que já vi isso antes!

Basicamente, não fora de grande surpresa o episódio. As cenas interessantes mesmo foram as da Becca. Mais precisamente, como ela conseguiu o código para utilizar a Pedra da Anomalia, que é isso que o Bill Cadogan está à procura e acreditar estar na cabeça da Clarke.

O que aconteceu com Octávia e companhia?

Já no final do episódio tem uma cena um tanto enigmática. Clarke não parece disposta a ajudar já que eles mataram seu amigo (Bellamy), porém ela diz que antes de qualquer coisa quer ver os outros. É aí que ficamos com aquela “pulga atrás da orelha”, pois Octávia, Echo e Diyoza estão agindo como completos discípulos.

O episódio se encerra e ficamos com a pergunta: será que elas sofreram alguma lavagem cerebral? Ou é tudo fingimento? Sem contar que a Hope está sumida, o que aconteceu com ela? Seria mais uma Gaia? Que sumiu e ninguém sabe para onde foi?

São perguntas que só nos próximos episódios teremos respostas.

E você, o que achou? Deixe nos comentários e continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do episódio8
Crítica do oitavo episódio da sétima temporada de The 100, da CW, intitulado, "Anaconda".
8
Tags The 100

1 comment

Add yours

Post a new comment