Crítica: 9×07 de TWD apresenta mais mistérios e poucas soluções

Imagem: AMC/Divulgação

TWD tinha potencial, mas enrolou…

Tratando-se de TWD como um reboot, após a saída de Rick Grimes (Andrew Lincoln), é notável um cuidado maior com o roteiro e com o background de cada personagem, visto inclusive no episódio seis e sete. No entanto, a série ainda seguiu alguns dos lentos passos de sempre, algo que poderia ser facilmente substituído por uma cena relevante.

O episódio trabalhou quatro núcleos diferentes, entre eles o de Daryl (Norman Reedus), Carol (Melissa McBride) e Henry (Matt Lintz). Após o reencontro, Carol pede para que Daryl vá com eles até Hilltop, a fim de ser um par de olhos a mais para o filho.

Além disso, nota-se que o personagem estava vivendo sozinho por tanto tempo por ser o único que insistiu na procura do corpo de Rick, que nunca foi encontrado. Os pontos fortes dessa passagem? O quase corte de cabelo de Daryl, o cachorro ‘dog’ e claro, a misteriosa cicatriz que também está nas costas do arqueiro.

Imagem: AMC/Divulgação

Michonne e seu grupo não “saem do lugar”

Michonne (Danai Gurira), por sua vez, passa o episódio inteiro em torno do grupo de Magna (Nadia Hilker) e de sua desconfiança com os novos sobreviventes.

No entanto, não senti que nada agregasse além de uma boa cena de ação. Destaque para Yumiko (Eleanor Matsuura), que se mostrou uma personagem carismática e com potencial.

Já em Hilltop estava o plot que tanto aguardei ver: o que existe na comunidade após a saída de Maggie (Lauren Cohan). Jesus (Tom Payne) foi eleito como líder, mesmo contra sua vontade. Além disso, Tara (Alanna Masterson) também passou a comandar o local ao lado do amigo, sendo sua braço direito.

E por fim, continuamos descobrindo mais sobre os sussurradores enquanto Rosita (Christian Serratos) foge desesperada. Afinal, quem não ficaria ao escutar os walkers falando daquela maneira? Aaron (Ross Marquand) e Jesus a encontram quase desacordada após os eventos do último episódio.

Segundo ela, Eugene (Josh McDermitt) está escondido em um celeiro por conta de sua perna machucada. Com isso, ela é levada até Hilltop e os dois rapazes vão com Daryl para encontrar o amigo. O que me deixou certamente irritado foi a tal cena do celeiro ser cortada do episódio final.

Os sussurradores com toda a certeza são o melhor arco da temporada, nada mais justo do que dar mais tempo de tela para eles e, principalmente, o desfecho de Rosita e Eugene, que acompanhamos com muita atenção.

E você, o que achou? O próximo episódio promete alguma ação e certamente mais sobre os novos vilões, já que é o último do ano. Comente conosco!

https://www.youtube.com/watch?v=02jekFhqIvA

Share this post

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Com 24 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead, e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.