Crítica: 9×08 de Chicago Fire fez fãs torcerem por novo casal com Brett

Crítica Chicago Fire 9x08

Episódio mirou no romance

Chicago Fire retornou de uma rápida pausa nos Estados Unidos. Mas já voltou dando aquilo que os fãs querem: um casal para gente amar.

Continua após as recomendações

E se enganam quem acha que estamos falando de Brett e Casey. Na verdade, a série ousou e trouxe um novo pretendente para a paramédica – estamos falando do tenente Greg Grainger. Ele já havia trocado olhares e até saiu com Brett no episódio passado. Mas, dessa vez, ele veio substituir Hermann, que tirou uma semana de folga.

Agora, com Grainger no batalhão, ele ficou mais próximo de Brett – e isso incomodou Casey.

Continua após a publicidade

Romance no ar

Para mim está claro que Grainger é um personagem recorrente e que não vai ficar muito tempo no pedaço. Certamente, ele foi inserido para fazer com que Casey e Brett se aproximem de vez.

Mas não vou negar: eu amei a química dele com Brett. Os dois juntos formam um bom casal, e até já rolou uma “pegação” mais forte.

Só que, infelizmente, Casey foi bem babaca neste episódio. Isso porque ele acabou deixando o pessoal interferir no profissional e, desde o primeiro momento, acabou pegando no pé de Greg. Em um determinado ponto, Greg questionou e os dois acabaram explodindo.

Imagem: Divulgação.

Brett, que viu tudo, foi até o Capitão e soltou os cachorros, deixando claro que tudo aquilo estava acontecendo porque Casey ainda tinha dúvidas sobre Gabby.

Bem, na verdade acredito que a culpa seja dos dois. Embora Casey tenha admitido sentimentos por Gabby, Brett não permitiu que Casey explorasse um novo romance com ela e, quem sabe, superasse a ex-esposa de vez.

Brett tem um péssimo histórico de relacionamentos, sempre com rapazes bacanas. Parece que ela sempre procura problemas onde não existem. Acredito que ela possa até levar o envolvimento com Greg à frente, mas certamente ela colocará um problema na situação – até que novamente ela se dê conta de que é com Casey que ela realmente deva tentar.

Ou, quem sabe, o Greg faça algo que a jogue nos braços de Casey de vez? Não sei. Mas estou curioso para saber como a história vai conduzir esse casal.

De volta ao passado

Gostei muito da história de Severide neste episódio, que resgatou uma família que morava na sua antiga casa de infância. E isso trouxe memórias afetivas interessantes para o personagem.

Entre uma conexão com April no Chicago Med, Severide acabou envolvido com a família que, a principio, foi suspeito de porte de drogas, mas na verdade mantinha insulina na geladeira para o filho do casal. A família, então pobre, não podia sustentar o remédio, mas acabou perdendo tudo no incêndio.

Foi muito legal ver Severide correndo atrás para ajudar a família, enquanto teve sentimentos sobre o passado, lembrando da sua juventude. Aliás, seria incrível ter episódios que eles contem de fato seus passados, explorem mais seus conflitos… Chicago Fire seria uma ótima série para tal enredo, e fica aí minha sugestão.

Enquanto isso no batalhão…

Além disso, neste episódio Cruz ficou buscando uma nova invenção para sua marca de ferramentas, e pôs seus colegas de quartel para pensarem bastante.

Entre momentos engraçados, porém, a ideia que o inspirou foi Stella falando sobre o fato da vestimenta dos bombeiros serem de um designe completamente masculino, e não ter versões femininas. Mas o tiro saiu pela culatra quando Cruz sensualizou a discussão com os corpos dos protótipos, e caberá agora às meninas, que elas desenvolvam essa nova vestimenta.

Eu gostei muito deste episódio que, aliás, compõe uma ótima nona temporada.

Estou ansioso para ver mais sobre o relacionamento de Casey e Brett, e ver se de fato ele irá deslanchar ou não.

E você, o que está achando da temporada? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

Nota do Episódio8.5
Crítica do oitavo episódio da nona temporada de Chicago Fire, intitulado "Escape Route", exibido nos Estados Unidos pela NBC.
8.5