Crítica: A batalha mental de Clarke é destaque no 6×07 de The 100

Luta interna marcou o episódio 6×07 de The 100

Os acontecimentos desse episódio 6×07 de The 100 nos deram aquela pitada de esperança sobre Clarke. Sim, ela poderia estar viva aprisionada por Josephine em sua consciência. Portanto, em “Nevermind” tudo se concretiza. Clarke ainda está resistindo, e de alguma forma sua mente não fora completamente apagada. Desse modo, a luta interna entre ela e Josephine marcou este episódio.

Particularmente, achei maravilhoso, pois vemos nossa protagonista lidar com seus medos e culpas. Além disso, vemos várias faces, momento e locais importantes da vida de Clarke e, principalmente, ela voltando a acreditar que deve viver.

Como tudo que Clarke faz, e todas as suas decisões são em prol de salvar a todos – ou de pelo menos tentar salvar os que ama -, Josephine foi capaz de instigar Clarke em desistir. Foi mostrado a ela o acordo que Bellamy fizera com Russell e, de alguma forma, mesmo que por pouco tempo, Clarke cogita desistir de lutar para que todos fiquem bem.

Encontros marcantes

Tudo isso aconteceu após alguns encontros com personagens que marcaram etapas da vida de Clarke. Um exemplo foi seu pai. Ele apareceu quando ela pensou estar morta e encontrando com ele do outro lado. Porém, com ajuda dele, ela percebeu que seu corpo permanecia vivo, mesmo com sua mente duplamente ocupada.

Josephine fez questão de aparecer no espaço mental de Clarke e mostrar-se todinha. Portanto, pela primeira vez, vemos uma personagem tão parecida com Clarke devido a suas aspirações – e ao mesmo tempo, tão diferente.

A garra de Josephine…

Josephine se mostrou disposta a acabar com Clarke para que o corpo ficasse apenas para ela. Isso porque, se a fagulha mental de Clarke não for destruída, o corpo sucumbirá. E claro que Clarke optou por lutar. Mesmo que seu corpo falhe, ela não deixaria Jo ficar no controle. Foi possível perceber também o quão fisicamente Clarke é mais forte e apta do que Jo. Porém, suas memórias e culpas atrapalharam um pouco o processo.

Octavia apareceu para Clarke quando ainda estava presa no bunker, no auge de seu momento como Bloodreina e se impôs a ajudar. Outra pessoa que Clarke encontrou dentro de sua psique foi Maya, como se ambas estivessem retornado a MW. A garota, após a morte, retorna para culpar Clarke pelo seu feito. Custou para que Clarke compreendesse quem é que tinha o controle ali. E quando ela finalmente entendeu, conseguiu usar aqueles que retornavam a ela como aliados.

Foi o exemplo de Monty, que ao adentrar no espaço mental de Josephine, conseguiu ajudar Clarke a ver as memórias mais profundas e escondidas de Jo. Também a distraiu para que um sinal fosse enviado para Bellamy, expondo que Clarke ainda estava viva.

Imagem: CW/Divulgação

Reencontros positivos

Claro que foi muito gostoso de ver Clarke reencontrando todas estas pessoas. Até mesmo A.L.I.E e ver o quanto apesar de negar, ela sente culpa por muitos atos cometidos. Porém, ao mesmo tempo, se tornou agoniante pensar que outra tão forte quanto Clarke esteja no comando de seu corpo. Acredito que Josephine ainda dará muito trabalho. Além disso, não faço ideia de que forma Bellamy e os outros vão conseguir ajudar a trazer Clarke de volta.

Um comentário final: Foi incrivelmente perfeito ver Bellamy detectando o movimento de Clarke/Josephine como código MORSE. Bem como desvendando o recado: “ESTOU VIVA”!

Que venha o próximo, pois mal consigo me conter de ansiedade. Siga de olho no MIX DE SÉRIES para ficar sabendo de TUDO sobre The 100 e comente comigo o que achou do episódio “Nevermind“.

Leia mais sobre The 100 no Mix de Séries

Nota do Episódio9
Crítica do episódio 6x07 de The 100, "Nevermind".
9
Tags The 100

No comments

Add yours