Crítica: A guerra voltou no 3×18 de SEAL Team

SEAL Team teve episódio agitado

O décimo oitavo episódio da terceira temporada de SEAL Team trouxe o que todos já esperavam: as relações de paz entre os EUA e Afeganistão não dariam certo.

Desde do último episódio, as coisas começaram a piorar, já que todos os líderes de paz começaram a ser assassinados.

Agora, a guerra voltou…

Dee volta ao jogo

Depois de semanas turbulentas para a equipe de SEAL Team, tudo parecia melhorar quando eles vão atrás do responsável pelos ataques aos líderes de paz. A equipe conseguiu capturar o alvo com uma certa facilidade, contudo, na hora da fuga, a equipe se vê cercada por tropas inimigas. Mesmo assim, eles conseguem escapar (por muito pouco).

Continua após a publicidade

Isso trouxe uma certa “alegria” ao grupo, já que fazia tempo que ninguém atirava neles… Mas essa alegria vai por água abaixo quando descobrem que o alvo que capturam era “inútil”. Então, as coisas ficam bem intensas entre a inteligência e a equipe.

Ao investigar melhor, a inteligência descobre que quem está por traz dos ataques é um novo grupo chamado Tahara. E eles estão dispostos a fazerem de tudo para que as negociações não ocorram. A inteligência decide colocar um infiltrado no grupo para ver o que descobriam. Acabou dando certo e a equipe prendeu membros do grupo. Porém, o grupo era uma incógnita e nada sabia sobre eles. Eles se mostraram unidos e ninguém abriu o bico.

Isso deixou a inteligência de mãos atadas sendo obrigada a libertar alguns dos membros e um desses membros era o líder do grupo que agora está foragido.

Novas chances

Bem, todos nós sabemos o quanto pode ser difícil lidar com relações familiares. Mas parece que o Cowboy Sonny decidiu deixar seu orgulho de lado e dar mais uma chance ao seu velho pai – que também parece estar aberto a essa opção.

Também não foi diferente com sua velha amiga. Em uma conversa entre as personagens, coisas do passado foram esclarecidas e talvez deixando um futuro em aberto para os dois.

“Inferno”

No posto de controle da fronteira, Clay parecia estar se dando bem com seus novos companheiros, faltando apenas alguns dias para voltar a equipe. Mas ele ainda tem uma última missão que é fazer reconhecimento de uma vila do talibã. A missão estava indo até que bem, quando a equipe de Clay começou a sofrer um grande ataque, levando a recuarem de volta para o posto. Depois de horas de ataque, o inimigo recua dando um alívio aos soldados.

Ao voltar para a base, Clay foi bem recebido por todos e até pelo Jay, que pediu desculpas por enviar ele para lá. Mas agora, Clay entendeu o lado de Jay. Ele entendeu como é ser um líder e as decisões difíceis que se tem de fazer para proteger sua equipe. Assim, ele levou do “inferno” um grande aprendizado. Mas isso ainda não mudou a cabeça de Clay sobre o emprego na STA-21.

Em aberto

Este episódio deixou perguntas em aberto. Uma delas é se Clay ainda vai para a STA-21. Espero que não. Pelo que tudo indica, uma grande reviravolta pode acontecer, já que no meio do episódio eles descobrem que alguém da bravo vazou informações.

Com o surgimento desse novo grupo, a equipe pode aumentar sua estadia no Afeganistão, já que as coisas por lá não estão indo tão bem.

E então, o que vocês acharam do episódio? Deixem nos comentários. Além disso, continuem acompanhando todas as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries.

Abaixo, o vídeo promocional do próximo episódio.

 

Nota do Episódio 9
Crítica do décimo oitavo episódio da terceira temporada de Seal Team, intitulado "Edge of Nowhere", exibido nos EUA pela CBS.
9
Avatar

Edmilson Filho

Graduando em Ciências Politicas. Amo séries, filmes, livros, café e um bom debate político. Agora embarquei nessa nova jornada de escritor haha. Espero que gostem! Sé não gostar posso dialogar para melhorar.

No comments

Add yours