Crítica americana detona nova versão de Gossip Girl na HBO Max

Com acesso a quatro episódios da nova versão, a crítica americana não gostou do que viu.

Gossip Girls critica americana detona

Com estreia prevista para próxima quinta-feira (08) na América Latina e nos Estados Unidos, Gossip Girl parece não ter empolgado os jornalistas que tiveram acesso aos quatro primeiros episódios da série.

Continua após publicidade

O Mix de Séries analisou resenhas de três das principais publicações da área de entretenimento, Variety, assim como The Hollywood Reporter e Entertainment Weekly. A conclusão foi bastante similar: não há nada de novo em relação a série original.

Continua após a publicidade

O que dizem os críticos, afinal?

Imagem: HBO Max / Divulgação

Daniel Fienberg, um dos mais respeitados da indústria, foi bastante duro para o The Hollywood Reporter. “O reboot de Gossip Girl é uma reciclagem de elementos novelescos da original e uma premissa semi-ambiciosa que a série sequer está preparada epara desenvolver. A nova Gossip Girl parece estar atrasada. Uma tentativa frustrada em acompanhar produções como Generation, da própria HBO Max, ou Elite, da Netflix – que nunca existiram sem a primeira Gossip Girl,” escreveu num dos parágrafos.

Continua após publicidade

Caroline Framke, para Variety, afirmou que a única coisa que distingue a série de outros dramas adolescentes é seu apreço a elite de Manhattan. Nada mais. Além disso, a jornalista escreve que “não importa muito se Gossip Girl tem um Instagram ou um blog. Isso porque não importa o quanto as coisas mudem, elas soam muito familiares,” concluiu.

Já Kristen Baldwin e Darren Franich, que escreveram para Entertainment Weekly, apresentam um subtítulo que resume bem seu pensamento: ‘Lobo em pele de cordeiro’. Eles avaliam que um dos maiores problemas da nova versão é a falta de apelo ao livro de Cecily von Ziegesar, que inspirou a série original. Além disso, sintetizam que há uma falta incrível de referências a cultura pop atual, a mais próxima é ‘eu me voluntario como tributo’….de um filme de 2012.

Continua após publicidade

Procura-se: aspectos positivos

Imagem: HBO Max / Divulgação

Apesar de Fienberg ser bastante duro com o elenco, principalmente com o masculino, a crítica da Variety ressalta o comprometimento dos atores em fazer a série funcionar. Infelizmente, os elogios param por aí. É importante lembrar que essas são as primeiras avaliações da imprensa especializada, assim que o embargo da HBO Max subir na quinta-feira (08), teremos um bom indicativo da avaliação geral. Neste primeiro momento, contudo, a situação não parece boa.

A importância dos críticos

Imagem: Warner Bros. / Divulgação

É importante lembrar que a opinião da imprensa especializada nem sempre foi tão celebrada quanto nos tempos de hoje. Com a pulverização da oferta de entretenimento, contudo, a visão daqueles que, supostamente entendem mais que a massa, ficou ainda mais valorizada como fator decisório. ‘Se eles gostaram, é porque deve ser bom, vou assistir’. Geralmente, esse é o fator determinante. ‘Você já deu uma olhadinha no Rotten Tomatoes?’ é outro chavão muito comum nos tempos de hoje.

Em tempos pré-pandemia, o fracasso e sucesso de muitos filmes na bilheteria estavam conectados a avaliação da imprensa. São raríssimas exceções, como as franquias Crepúsculo, Piratas do Caribe e Transformers, assim como Esquadrão Suicida e Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Será que a nova versão de Gossip Girl vai, também, desafiar os críticos?

E então, vocês estão animados com a nova versão de Gossip Girl? Deixe aqui nos comentários do Mix de Séries.

Meu nome é Bernardo Vieira, sou catarinense e tenho 24 anos. Sou bacharel em direito, jornalista e empreendedor digital. Escrevo no Mix de Séries desde janeiro de 2016. Sou responsável pelas colunas de audiência e Spoiler Alert, além de cuidar da editoria de premiações e participar da pauta de notícias. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.