Crítica: Amigas Para Sempre conforta fãs da Netflix e emociona

Firefly Lane é uma série que os fãs da Netflix precisavam

Maratonei Amigas Para Sempre (ou Firefly Lane, no título original), e preciso dizer: fiquei encantado com a série. A atração fornece ao espectador o tipo de texto necessário para se sentir abraçado e confortado. Algo que por muitas vezes as séries não se importam em entregar ao público.

Continua após as recomendações

Quando conferi o trailer, confesso que fiquei com um pé atrás com a história. Ela é protagonizada por Katherine Heigl, a ex-Grey’s Anatomy mais odiada do drama médico, então já tive um receio de ser mais uma “comédia romântica” bobinha.

Mas, na verdade, o romantismo de Amigas Para Sempre não está em contar a história de um casal amoroso, que se conhece, se apaixona e constrói uma vida juntos. Na verdade, a série da Netflix quer contar uma outra história de amor: a da amizade de duas mulheres, que se encontraram e descobriram que precisavam uma da outra para seguir em frente.

Continua após a publicidade

Amizade verdadeira

A eterna Izzie Stevens de Grey’s Anatomy é agora Tully Hart, uma destemida repórter que tem tudo: fama, uma carreira invejável e dinheiro. Além disso, ela tem uma grande melhor amiga, Kate, interpretada por Sarah Chalke, que está ali para ela em todos os momentos.

Mas sua vida, na verdade, é repleta de mágoas, ressentimentos e problemas pessoais. E é então que Amigas Para Sempre retrocede no tempo e apresenta sua proposta de contar a história em três fases: na adolescência, durante os anos 1970 em que Tully e Kate se conhecem; nos anos 1980, enquanto elas estão na faculdade e começando a vida adulta; e nos anos 2000, quando já têm suas vidas consolidadas.

A dinâmica, aliás, funciona muito bem e pouco a pouco vai mostrando as camadas de todos os personagens, fazendo com que o público entenda realmente quem elas são.

E a amizade, sem dúvidas, é a grande protagonista da série. Na década de 1970, entendemos como Tully e Kate já eram diferentes, e acredito que seja por isso que a amizade das duas aconteceu. Uma confiante, a outra desengonçada. Mas foi no olhar, no abraço e no companheirismo, que ambas decidirem expressar toda a sua bondade, uma para a outra.

Imagem: Divulgação

Momentos envolventes

À medida que os episódios avançam, alguns problemas são inseridos para que a história gire. Conhecemos outros personagens fundamentais como Johnny, diretor do canal de TV que Tully vai trabalhar, e para onde ela leva Kate para atuar como produtora.

Mais tarde, descobrimos que Kate e Johnny, na verdade, se casaram e tiveram uma filha – que no tempo presente da série, 2003, já está adolescente. Mas muita água passou por debaixo dessa ponte até elas chegarem ali, e Kate encontra-se em um verdadeiro turbilhão por estar se separando do marido.

Diante do casamento fracasso de Kate, entendemos que a vida sempre a desfavoreceu em muitas questões. E esse contraste é sempre mostrado ao passo de que Tully sempre conquistou aquilo que queria. Só que isso não diminui a dor de Tully, que teve conflitos com a mãe na infância/adolescência e que refletiram na pessoa fria que ela se tornou – com exceção da relação dela com Kate.

Nos anos 1980, Tully também teve problemas para alavancar sua carreira, e esses problemas retornaram na atualidade, num momento de grande crise da personagem.

Amigas Para Sempre Final livro

Imagem: Divulgação.

É necessário termos alguém

Mas, indo além de todos estes conflitos, problemas, a série tem também as cenas divertidas e que compõem o “mix” necessário para fazer de Amigas Para Sempre uma série amável. Além das lições que os episódios tentam passar.

Acredito que o roteiro se esforça exatamente para isso. Sempre que há uma dificuldade, ou um problema que parece irreversível, a série da Netflix mostra que de alguma forma haverá uma saída. Mas que é necessário contar com pessoas que querem realmente nosso bem.

A conexão de Kate e Tully talvez seja única e rara, mas o sinônimo dessa amizade é passar para o público que não precisamos de muitos amigos, de um grande círculo social ou coisa do tipo. Às vezes, tudo o que precisamos é de apenas uma pessoa que possa estar com a gente em todos os momentos, e que nos dá vontade de estarmos ali para ela de forma igual.

Mas estes momentos são todos convincentes diante da química que ambas as atrizes conquistam. Tanto Heigl quanto Sarah Chalke criaram uma conexão incrível. O mesmo vale para as versões mais jovens de Kate e Tully. A dupla transmite uma amizade real para o público, a ponto de você crer que aquilo é real.

Amigas Para Sempre, por isso, é uma série extremamente confortante na Netflix. Daquelas que nos dá esperança de que tudo pode melhorar. Da mesma forma, é uma excelente distração para nossa cabeça, fazendo você se esquecer dos problemas da vida real, nos acalentando.

Sem entregar spoilers do final, o desfecho original do livro é bem trágico. Mas vou torcer para que a série seja renovada e possa entregar melhor os altos e baixos dessa amizade que, sem dúvidas, deveria existir para todos.

Os episódios de Amigas Para Sempre estão disponíveis na Netflix.

E você, gostou da série? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.