Crítica: Arrow se preparou para confronto final com o 6×21 “Docket No. 11-19-41-73”

Imagem: The CW/Divulgação

Continua após as recomendações

A sexta temporada de Arrow está se encerrando e sua trama se afunila uma última vez. Ou seja, é hora de aparar as arestas, eliminar suas sub-tramas e deixar o foco para o grande confronto do ano.

Continua após a publicidade

Diaz conseguiu cumprir mais um de seus planos. Star City parou para acompanhar o julgamento de Oliver Queen. Todo o elenco deste ano esteve presente no tribunal e até velhas caras voltaram para uma participação. Apesar do trailer ter entregado a aparição de Tommy Merlin, sabíamos que não seria o verdadeiro. Até porque se o ressuscitassem com a ajuda do Poço de Lázaro, estaríamos vendo apenas um esqueleto a lá Piratas do Caribe.

A surpresa (ou nem tanto) então ficou por conta do retorno do Alvo Humano, o Christopher Chance. O plano de Diggle foi a grande reviravolta do julgamento de Oliver. Não só uma, como duas vezes. E talvez a surpresa maior tenha ocorrido mais da segunda vez, com o juiz, do que na primeira com Tommy. Ainda assim, é sempre bom rever Colin Donnell na série, mesmo que por poucos minutos. Will Travel também continua fazendo um bom trabalho como Alvo Humano.

Só quem parece ter esquecido todo o trabalho que teve no início dessa temporada foi a agente Watson. Quando estava partindo para Washington, ela disse que voltaria para o julgamento dele, mas parece que a personagem entrou de vez no esquecimento da produção e do público.

O julgamento abriu algumas oportunidades muito interessantes para a série, como a revelação de Oliver ser o Arqueiro Verde para o público. Como a própria advogado aconselhou, seria até uma boa saída para o personagem e traria uma abordagem interessante para o futuro de Arrow. Ainda acredito que isso possa acontecer até a season finale devido a algumas recentes declarações dos produtores. É compreensível a opinião de Oliver em manter o segredo como segurança para sua família e amigos. Mas, mesmo sem se revelar como o herói eles já não são alvos? Não acredito que mudaria muita coisa. É aguardar para ver.

Continua após a publicidade

Imagem: The CW/Divulgação

Ao menos alguns pontos considerados secretos nos anos anteriores foram esclarecidos na série para a população. Como o fato de Oliver não ter passado cinco anos na ilha, também de o Capuz e o Arqueiro Verde serem a mesma pessoa, e também as circunstâncias que levaram Roy Harper se passar pelo herói na terceira temporada.

Com intenção de deixar os dois últimos episódios centrados no embate de Oliver e Diaz, as subtramas dessa temporada parecem estar quase todas finalizadas. Rene e Oliver se entenderam enfim, assim como o restante dos ex-team Arrow.

Sereia Negra está cada dia mais próxima de Quentin. Tanto que ela tomou a decisão de se voltar contra Diaz. Cena esta que foi um dos melhores momentos do episódio. Juntando a notícia de que Paul Blackthorne não voltará para a sétima temporada, imagino que os roteiristas possam fazer com que ambos se despeçam de Star City em busca de uma redenção para o relacionamento entre os dois personagens.

Agora que Oliver conseguiu a chance de recorrer a sua sentença, Diaz declarou guerra contra todos. Isso significa que os dois últimos episódios serão tensos e provavelmente cheios de muita ação. Estou realmente ansioso para saber o que os roteiristas estão preparando para o final desta temporada e de onde a próxima irá começar. Você tem um palpite?

CURIOSIDADES:

– O nome do episódio faz referência a data e edição de estreia do Arqueiro Verde nos quadrinhos: foi em More Fun Comics #73, de 19 de Novembro de 1941. No episódio, o número se refere ao julgamento de Oliver.

– O julgamento aconteceu na mesma data de exibição do episódio, 3 de maio de 2018. No episódio também mencionam a data de morte de Tommy Merlyn, 15 de maio de 2013. Mesma data de exibição do episódio 1×23 “Sacrifice”.

– Referências Nerds:

  1. Curtis compara o julgamento de Oliver com o de O.J. Simpson, que diz ter visto na série American Crime Story (2016).
  2. Curtis também diz ter visto a série Law & Order inteira. O produtor executivo de Arrow, Marc Guggenheim, trabalhou como roteirista na série também.
  3. Chance diz que sempre quis dizer “I am Spartacus!”, referência a série Spartacus (2010).
  4. O filme que Rene e a filha estão assistindo é Museu de Cera (1953).

Tags Arrow
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

No comments

Add yours