Crítica: Burgess e Upton se destacam no episódio 6×14 de Chicago PD

Girl Power em Chicago PD

Chicago PD precisou de inserir uma crise das grandes para que nossas meninas não brigassem por causa do Adam. Em uma operação para prender contrabandistas de armas, o time de PD acabou com um enorme problema nas mãos. As meninas achavam que conseguiriam prender os dois bandidos, mas foram surpreendidas.

Uma folguinha da política

Nós também fomos surpreendidos, por mais um ótimo episódio. Além disso, foi bom dar uma folga da temática da política. E acredito que podemos destacar que FINALMENTE deram o palco para nossas meninas, Kim e Haley, e elas brilharam. Diante do sequestro totalmente inesperado para o caso, elas lutaram, elas pensaram e as armas ficaram em segundo plano. Eu não imaginava ver tamanha força nessas duas.

Burgess e Upton tiveram que rapidamente colocar suas diferenças de lado, sobre Ruzek, para lutarem unidas. Os amadores que sequestraram elas eram meio lentos e até ingênuos, porém, violentos. Sinceramente, fiquei com medo pela Upton, e eles nem armas tinham. Notavelmente, e mesmo errando as vezes, não se pode questionar a lealdade de Burgess. Kim não abandonou a companheira mesmo com ela implorando para ela sair para procurar ajuda.

Notamos alguns sentimentos aleatórios que podem gerar enredo

Notaram a agonia de Jay vendo Upton toda machucada? Eu notei. E também percebi que a desculpa da Haley sobre não ter contado para a Burgess sobre Ruzek, foi meio fajuta. O casinho dela não é desculpa, ela poderia ter contado. Contudo, francamente, quem deveria ter contado é o “grande homem” chamado Adam. Sim, ele que deveria ter dado pelo menos uma dica para a Kim. Não importa quão forte a mulher seja, como Kim é, ver o ex com outra dado a forma do término que eles tiveram, nunca será agradável.

E agora começa o jogo: Jay entra nessa turma Kim-Adam-Hailey, não levando desaforo do possível rival, sobre nada. Adam sempre tenta falar algo para ter a última palavra e a razão mas Jay não compra, ainda bem. Só que o sermão do Voight sobre o caso não me pareceu adequado. Não senti que elas mereciam isso, não senti que o Ruzek influenciou no caso dessa maneira. E Voight, novamente como um leão, defendeu suas crias espalhando marteladas.

Esse episódio foi ótimo, mas acredito que apenas um respiro para o que está por vir. No próximo, temos um crossover com Chicago Fire que promete!

Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours