Critica: Busca pela cura para Jane e destino de Zapata nos novos episódios de Blindspot

Equipe de volta a ação

Em mais um episódio, os conflitos avançaram juntamente com as histórias pessoais dos personagens. Jane e o resto da equipe estavam ocupados em obter a cura para sua doença, enquanto Reade estava encarregado de interrogar Zapata. Com essas duas narrativas o episódio foi bem dirigido e mostrou que Blindspot voltou a seu ritmo habitual.

Zapata foi capturada pelo FBI e Reade precisa extrair toda informação importante sobre o que ela fez nos últimos meses. Como eu já havia dito em reviews passadas, minha teoria se confirmou. Zapata estava agindo como agente dupla trabalhando infiltrada para CIA. Com seu álibi impossibilitado em ajudar fica difícil acreditar. Keaton está em coma e isso não estava nos planos de Zapata. Ele é a única pessoa que pode confirmar sua história. Ele era a única pessoa que sabia da missão.

Ressalta-se, Reade não confia mais em sua ex-parceira. Apesar de manter o interrogatório profissional, falar sobre os dois e a noite que tiveram antes dela sumir foi inevitável. Mas Reade está determinado e decide liberar Zapata para que ela continue sua missão, mas dessa vez ela deve se reportar a ele.

Ainda há esperança para Jane

A cura de Jane é o maior objetivo da equipe no momento. O episodio 4×10 entrega ação, humor e grandes revelações. Agora que Jane venceu Remi, sua batalha será encontrar a cura para sua doença. Quando a medica que criou o ZIP foi introduzida, o caminho para obter a cura pareceu fácil demais, e nada é fácil, principalmente se tratando de Blindspot.

Inicialmente dada como morta, a medica que criou a droga ZIP está viva e escondida. A equipe vai seguindo as pistas até encontrar a medica. Quando ela diz que tem a cura e só estava esperando Roman voltar essas palavras mexem com Jane. Descobrir que ele estava buscando a cura para ela faz Jane perceber que apesar de todos os conflitos entre os dois, seu irmão nunca deixou de amá-Infelizmente a  cura foi destruída, mas ainda existe uma forma de conseguir!

Agora, devo dizer que foi interessante o dialogo entre Jane e Rich. Os dois compartilham da mesma historia de certa forma. Ambos viveram por muito tempo no lado negro, mas em algum momento tiveram um ponto de virada e foram para o lado do bem, encontraram um propósito em suas vidas. Foram acolhidos pela equipe e formaram essa família. No fundo todas as atitudes do passado de Jane e Rich fazem parte da vida deles, mas não definem quem são agora.

Imagem: NBC/Divulgação

A história por trás de Blindspot

De vez em quando aparece um episodio especial com uma dinâmica diferente. Os roteiristas apostaram nesse formato mais uma vez e trouxeram uma historia de metalinguagem interessante e provando mais uma vez que Blindspot se trata sobre Jane Doe. Foi divertido ver em cena a versão que o escritor tinha de cada um deles, cheia de clichés e exageros das histórias policiais.

O caso da semana foi a morte de um escritor de livros de suspense/investigação que estava escrevendo nada menos que a historia de Jane e sua equipe. Um dos pontos divertidos foi ver Kurt como fanboy do escritor mesmo tentando provar o contrario para seus amigos por vergonha. Na historia, o escritor recebeu informações importantes sobre Jane, o resto da equipe e o trabalho do FBI. Informações que só alguém de dentro poderia saber.

Brianna é a típica agente interna que trabalha apenas com a parte burocrática do escritório do FBI. Seu trabalho consiste apenas em recolher assinaturas e arquivas documentos. Quando ela foi procurada pelo escritor viu ali a possibilidade de se tornar útil de verdade, como são os agentes de campo que estão sempre dentro da ação. Esse sentimento de inferioridade motivou a trair sua equipe ainda que de forma involuntária. Além disso, ela foi totalmente ingênua em se tornar consultora técnica para uma pessoa desconhecida fornecendo informações sobre o FBI.

A jogada de Zapata

Além disso, Zapata, que havia sido sequestrada pela CIA, acabou sendo salva por um dos homens de Madeline. Seu encontro com o hacker não saiu como esperado, alem disso, ela precisa improvisar para provar seu valor para sua chefe. A situação de Zapata parece só piorar. Agora ela precisa se reportar a Reade como o chefe dessa operação secreta. Ao que parece ela tem um plano de contingência para lidar com Del Toro. Como o próprio escritor disse a personagem de Zapata é autodestrutiva e ele não conseguiu achar um final feliz pra ela. Será que isso é um mau presságio?

No geral, podemos dizer que o episodio 4×11 foi um filler, não trouxe nenhum avanço relevante, deixando para o final que a situação de Jane está pior e que a contagem regressiva para salvar sua vida começou. Enfim, Zapata está em uma situação complicada e a partir dai essas historias terão seu desenvolvimento.

Até o próximo episódio!

Tags Blindspot
Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Sou um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, The Defenders, Dynasty, Blinspot , Ozark entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.

No comments

Add yours