Crítica: Cartada de Cyrus agitam episódios de Scandal

scandal

Imagem: ABC/Divulgação

Continua após as recomendações

Os Gladiadores se unem à moda antiga.

Cyrus Beene definitivamente não está pra brincadeira nessa reta final de Scandal. O vilão continua causando, e um dos pontos principais do episódio foi justamente o preço pago por Charlie devido a isso. Dando continuidade do ponto exato onde The List terminou, vimos Olivia e Quinn frente a frente em The Noise.

Se você esperava um encontro amistoso, com direito a abraços e momento “migas” apenas pare! Quando o episódio passado terminou, fiquei pensando depois em duas hipóteses: a primeira dela culpar Liv da prisão do marido, e a segunda em pedir ajuda dela, contra sua vontade. A opção dois falou mais alto, mas com aquele sentimento de uma possível reconciliação entre as duas.

Continua após a publicidade

Mesmo as coisas entre elas não estando lá as mil maravilhas, o profissionalismo falou mais alto. Ambas se uniram aos demais, e novamente tive a sensação da série voltando às raízes. Mesmo com o escritório do QPA interditado, os Gladiadores não se intimidaram, e juntos começaram a procurarem por respostas para comprovar a inocência de Charlie, sendo vítima de Cyrus.

Cyrus Beene e seu plano perfeito.

Enquanto isso, o mau caráter continua movendo as peças de seu tabuleiro à sua maneira: da forma mais cínica possível. Sabendo que estão na sua cola, é claro que ele teria que dar seu próximo passo. No momento em que se encontra com Quinn, claro que o mesmo tinha que dar uma cartada para desestruturá-la. Eu sinceramente achei esse encontro arriscado demais para ela, depois de toda a sua experiência de quase morte. Mesmo assim ela conseguiu reinar, e apesar das suas esperanças não estarem lá aquelas coisas, a personagem continuou firme.

No decorrer de The Noise, nos deparamos com uma situação tão real do nosso cotidiano, que nesse caso a arte imitou a vida. Toda essa história do sequestro do Força Aérea Dois calhou com um propósito: derrubar Mellie. Tendo isso em mãos, o impeachment contra a Presidente acaba se tornando algo a princípio inevitável. Com seu cargo em xeque, me surpreendi a postura dela, em acionar Liv para matar Cyrus.

O contra ataque de Olivia!

Imagem: ABC/Divulgação

Enquanto vimos a jogada de mestre de Cyrus em The Noise, o foco de People Like Me foi justamente uma brecha para sua derrocada. Posso dizer que em alguns momentos a impressão que tive foi de assistir a um episódio de Tom & Jerry. Com a ordem da Presidente em derrubar o vilão, coube a Liv em fazer o serviço que lhe foi designado.

Sinceramente isso me incomodou por um momento, pois agora que ela finalmente veio se redimindo, um assassinato a essa altura do campeonato para estragar tudo isso? Apenas não, pelo amor de Deus. Olivia já teve seu momento vilã, sua fase assassina. No fim sabia que ela não o mataria, uma que um retrocessos desses faltando mais dois episódios para o desfecho da série é uma burrice primária. Outro fator é que os dois precisam de um embate épico no series finale.

Parcerias de peso.

Um que até hoje tento entender qual a dele é Jake. Eu não consegui ainda processar ele se aliando a Cyrus, depois de tudo que já passaram. Mas é aquilo lá, vindo dele uma surpresa ainda pode ser sua carta na manga. Eu não entendi dele ter matado Vanessa, mas apesar dele mais do que nunca agir feito um filho da mãe (queria dizer outra coisa, mas somos um site de família), algo me diz que o personagem vai surpreender ainda. É claro que antes disso o rapaz vai aprontar e muito, na tentativa de trazer à tona a explosão do avião de Rashad, no intuito de incriminar Olivia.

Com a paz de Liv não ter matado Cyrus – apesar do meu coração ter implorado ao mesmo tempo dela ter feito isso -, isso fez mostrar a humanidade de Mellie. Foi nítido que desde o começo ela não estava confortável com a decisão tomada, mas pelo menos esse acontecimento serviu para as duas retomarem de vez a parceria delas. Já quero esse girl power quebrando tudo nos dois últimos episódios da série. Até lá!

Tags Scandal
Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Vitor Luiz Gomes Mota 13 abril, 2018 at 23:01 Responder

    Confesso que o começo da temporada foi preocupante, achei q o final da série seria fraco, mas esses ultimos episodios estão tão bons que estou com pena da séries estar acabando!! Os gladiators trabalhando como nos velhos tempos e a velha Olivia de volta esta sensacional!!! Ansioso pra series finale

Post a new comment