Crítica: Com retorno agridoce, episódio 5×01 de The Originals marca o início do fim

Imagem: CW/Divulgação

Continua após as recomendações

“I do like ‘Klaus, the Mad’. Spread the word”

Finalmente! Depois do que pareceram anos, estamos mais uma vez na rota das aventuras dos nossos Originais favoritos. E mesmo que essa seja a última vez, mesmo que esse seja o nosso último mergulho no universo que começou há tanto tempo com aventuras em Mystic Falls que, na época, nem pareciam ir tão longe – mas acabaram por nos conquistar – chegamos para o que parece que será uma viagem e tanto.

Desde os primeiros momentos do episódio, quando o time jump de sete anos já é fixado como fator definitivo, “Where You Left Your Heart”, primeiro episódio da temporada final de The Originals já nos ganha ao mostrar o nosso amado Klaus Mikaelson nos lembrando quem ele era quando o conhecemos: insano.

Continua após a publicidade

Infelizmente, nem tudo do episódio são pontos altos. Hope não ter sido esclarecida ou simplesmente não entender como tudo o que a privou de Klaus aconteceu de certa forma deixa a trama mais verossímil, mas menos agradável. E, embora seja maravilhoso ver a “aliança” entre humanos, bruxas, lobisomens e vampiros manter New Orleans inteira, Josh continua a ser algo que incomoda.

Continua depois da publicidade

Entretanto, antes que esses pequenos detalhes possam realmente dar um gosto amargo a esse maravilhoso retorno, temos algo que foi anunciado na temporada passada e se concretizou agora: uma nova parceria entre Klaus e Elijah. Sem “Always and forever”, sem todo o ciclo de matança e ódio, só algo mais incomum, arrependimentos, sofrimentos, tudo isso combinado numa única receita. E embora essa receita vá deixar certas dúvidas no ar – dois deles juntos são poder suficiente para que o Mal inominável se fortaleça? – foi muito bom vê-los juntos.

Essas não foram as únicas deliciosas surpresas. Vimos Kol dar uma péssima ideia a Hope e ela seguir a péssima ideia, o que só foi superado pelo aparecimento de Caroline.

Enquanto Hayley mostrava que esses sete anos de paz fizeram dela uma líder – talvez não a melhor, mas uma líder mesmo assim – talvez até mais Mikaelson do que ela gostaria de admitir, vimos Caroline fazer o impensável da melhor maneira possível.

Mas agora, que mais uma vez catástrofe toma forma e novos desenrolares surgiram em New Orleans, me pergunto quais outras surpresas os nossos queridos Originais terão que enfrentar nessa jornada até a Series Finale.

Acho que teremos que ficar e descobrir. See ya!

Richard Gonçalves

Richard Gonçalves

Professor de Língua e Literatura, apaixonado por quadrinhos, música e cinema. Viciado em café, bons livros, boas animações e ocasionais guilty pleasures (além de conversas sem começo, meio nem fim). De gosto extremamente duvidoso, um Reviewer ocasional aqui no Mix de Séries e Colunista no Mix de Filmes.

No comments

Add yours