Crítica: Criminal Minds aborda a Dark Web no episódio 14×03

Imagem: CBS/Divulgação

Criminal Minds continua com episódios bizarros e caminhos obscuros, logo Rule 34 não poderia ser diferente

No entanto, o tema da vez abordado por Criminal Minds é no mínimo interessante. Mesmo que a maioria das pessoas não esteja familiarizado com a dark web, é de conhecimento geral que a internet tem algumas áreas obscuras. Isso não é novidade para ninguém que tenha passado algum tempo on-line ou que tenha assistido às notícias.

Este episódio, como o título indica, tenta abordar esse mesmo conceito, com resultados mistos. De certa forma, eu sinto que esse pode ter sido um ângulo melhor para o programa. Porque eu não sei se o episódio destacou a ideia real da regra 34.

Ainda assim, mesmo com esse problema, ainda tivemos um caso que era intrigante e imprevisível

Alguns personagens muito coloridos para o time lidar e uma tentativa de trazer uma nova virada para o boato comum de insubs obcecados pela internet. No lado pessoal do episódio, nós também conseguimos ver um pouco da rotina da família de Matt.

Continua após a publicidade

Dessa vez, o caso semanal começou quando várias partes do corpo foram embrulhadas e seladas dentro de caixas. Incluindo dois braços sem as mãos, duas pernas sem os pés e um tronco sem cabeça que foi dividido em dois. Todas enviadas para algumas mulheres que não possuem aparentemente nada em comum.

Além disso, todas as caixas incluíam um cartão de visita, cada um com trechos de uma rima estranha. Logo é revelado que as partes do corpo estão ligadas a dois homens. Então, a equipe precisa analisar mais sobre essas pessoas e entender como as vítimas e as mulheres estão conectadas.

Felizmente, eles têm uma avenida para olhar imediatamente. Os pacotes foram enviados através de um serviço de correio noturno, e uma das vítimas trabalhou lá. Além disso, a equipe tem a informação que os dois homens foram torturados. Bem como o insub havia lhes dado uma droga que os paralisou e permitiu que eles observassem o que estava acontecendo.

E como não é fácil cortar um corpo, a equipe conclui que o insub claramente tem muita experiência médica. Além do que, também ficam impressionados com a forma em que o insub utiliza para matar as vítimas, para não mencionar que ele parecia conhecer pessoalmente seu perfil. Dois tipos de comportamentos significam uma possível variedade de motivos.

Portanto, Rossi se viu no meio desse caso repugnante da semana, descobrindo que o suspeito e sua cúmplice eram grandes fãs de seus livros sobre crimes reais. Felizmente, ele foi capaz de usar sua fama para encerrar este caso com um assassinato a menos.

Até a próxima!

No comments

Add yours