Crítica: Defending Jacob estreia com misterioso e envolvente suspense

Critica Defending Jacob

Defending Jacob conta a história de uma família que lida com a acusação de que seu filho de 14 anos que pode ser um assassino

A maioria dos pais admitem que fariam qualquer coisa para proteger seus filhos, mas os protagonistas de Defending Jacob, a nova minissérie da Apple TV+ que estreou no último dia 24, estão aprendendo que essa promessa pode acabar com a harmonia da própria família.

A história é baseada no romance do mesmo nome de William Landay, lançado em 2012, e é estrelada por Chris Evans como Andy Barber. Ele é um promotor de justiça que investiga o assassinato de Ben, um menino de 14 anos que, coincidentemente, estuda na mesma escola que seu filho Jacob. No entanto, tudo isso muda quando Jacob se torna o principal suspeito do crime e é levado em julgamento. A história, então, levanta duas questões: Jacob realmente cometeu esse crime? E até onde seus pais irão para protegê-lo? 

A ideia é manter os espectadores com essa dúvida até o final da minissérie, que contará com um total de 8 episódios. Os três primeiros já estão disponíveis na plataforma de streaming, e toda semana um novo episódio será disponibilizado. 

A história se passa em duas narrativas

Andy Barber é apresentado logo nos primeiros minutos do episódio piloto. Ele é uma testemunha em frente à um grande júri, dentro de um caso cujos os detalhes até o momento não são revelados. Ele está aparentemente infeliz, mas diz que está em busca da verdade.

Continua após a publicidade

É então que a narrativa volta 10 meses antes, onde tudo estava aparentemente normal – até o momento em que um dos colegas de classe de seu filho, Jacob, é encontrado morto. A história se passa em duas narrativas, no momento presente onde acompanhamos o depoimento de Andy, e ao mesmo tempo dentro do período de 10 meses no qual a história vai se desenvolvendo. 

Andy, inicialmente lidera as investigações, e sua equipe chega a interrogar um suspeito chamado Leonard Patz. Ele é um morador local, mas como não encontram nada que possa comprometê-lo, ele é liberado logo em seguida. No entanto, no terceiro episódio, (Poker Faces), vemos esse mesmo suspeito deletando as fotos da vítima do seu celular. Não acredito que ele seja o assassino. O desfecho ficaria muito óbvio, porém, não podemos negar que ele tem alguma ligação com a vítima. 

Jacob é o principal suspeito

Andy começa a ficar preocupado quando se vê na obrigação de buscar algumas respostas dentro de sua própria casa. Depois de ler uma postagem em um fórum na internet, onde Derek, um dos amigos de seu filho, posta que Jacob é o assassino e que todos sabem que ele possui uma faca. O advogado chega a questionar seu filho assim que encontra a faca em seu quarto mas, naturalmente, Jacob nega tudo. Ainda assim, ele não demonstra nenhuma preocupação com os comentários que foram feitos sobre ele na internet, mas fica chateado por seus pais desconfiarem dele.

Quando as digitais de Jacob são confirmadas no corpo da vítima, Andy é afastado do caso, assim como sua esposa Laurie que também se vê obrigada a se afastar do trabalho. Portanto, eles têm suas vidas viradas do avesso com as acusações de que seu filho possa ter cometido esse crime. 

Andy chega a insistir no primeiro suspeito, primeiro por não acreditar que seu filho seja culpado, mas também por desespero ao ver sua família desabando. Ainda assim, o andamento das investigações acabam revelando segredos do passado que divide sua família. Andy está certo de que seu filho é inocente, porém, Laurie se preocupa com a possibilidade de que seu único filho possa ser um assassino.

Defending Jacob

“Imagem: Apple TV+/Divulgação”

Andy revela que seu pai esta preso por ter assassinado uma mulher, e que omitiu isso por sentir vergonha. Esse segredo gera um desentendimento em sua família, já que ele sempre disse para todos que não chegou a conhecer o avô de Jacob. Além disso, essa revelação faz com que Laurie desconfie de que o filho possa ter puxado o gene de assassino do avô. Laurie revela que seu filho foi uma criança bem difícil, que chegou a agredir um colega no jardim de infância, e ela ainda lembra de um momento quando impediu que Jacob, ainda criança, jogasse uma boa de boliche na cabeça de um de seus amiguinhos.

Ainda está muito cedo para opinar ou fazer qualquer pré-julgamento de como será o desfecho dessa história, mas acredito que Jacob possa sim ter algum tipo de envolvimento com o assassinato de Ben. Ainda assim, não acredito que ele tenha cometido esse crime sozinho ou que tenha sido algo planejado. Mas é inegável que a frieza de Jacob com relação ao caso chame bastante atenção, mesmo que ele já tenha dito que não era um amigo próximo da vítima.

A prática do bullying ainda é algo muito comum entre os jovens. 

No terceiro episódio, a advogada de defesa revela que a vítima praticava bullying em Jacob. Igualmente, isso gera uma surpresa em seus pais, pois Jacob nunca mencionou nada sobre isso. E ele não confirma, mas também não nega, o que me fez questionar se o Jacob sofria bullying ou se era ele que praticava? Fiquei com essa dúvida após a resposta bem vaga de Jacob, e também pelo vídeo que ele estava assistindo, logo no início do segundo episódio (Everything is Cool). O vídeo era sobre bullying. Não foi possível perceber se o vídeo era o próprio Jacob e alguns amigos, ou apenas um vídeo aleatório da internet, ainda assim, o conteúdo do vídeo pode ter algo relacionado ao crime ou a prática que, infelizmente, ainda é algo muito comum entre os jovens. 

Curti muito esses três primeiros episódios e Chris Evans está muito bem como o promotor/pai preocupado com o futuro de seu filho, sua família e de sua carreira. Defending Jacob apresenta uma história de suspense junto com uma história envolvente, misturado com um bom drama familiar.

Fica agora a ansiedade para os próximos episódios e assim acompanhar o desenrolar e o desfecho desse caso. 

Segue abaixo o trailer dessa minissérie e, por favor, deixe seu comentário para a gente trocar uma ideia sobre essa história que é um prato cheio para quem gosta de um bom suspense envolvendo um drama familiar.

As reviews da série serão semanais aqui no Mix de Séries. Até lá!

"Nota do episódio"9.5
"Crítica do primeiro, segundo e terceiro" episódios da "primeira" temporada de "Defending Jacob", da "Apple TV+", intitulados "Pilot", "Everything Is Cool" e "Poker Faces".
9.5

No comments

Add yours