Crítica: Dupla estabelece amizade e começa a dominar seus poderes nos novos episódios de Cloak and Dagger

Imagem: FreeForm/Divulgação

E se você pudesse fugir para outra realidade?

Em Lotus Eaters, tivemos o primeiro episódio que a história central foi compartilhada por esses dois incríveis personagens. Ver Tandy e Tyrone juntos em ação é uma recompensa pra quem segue acompanhando a jornada de Cloak and Dagger. Uma jornada que não para de surpreender a cada episódio!

Apesar do foco ser o enredo de Tandy, seu pai e Roxxon, essa foi uma ótima oportunidade para Tyrone ajudar e mostrar o quanto se importa com sua amiga. Sim, de forma sutil e natural, a amizade deles vai ganhando forma, e sabemos que em algum momento vai evoluir para um romance. Cada diálogo é uma oportunidade para conhecer mais o outro. Sem perceber, os dois estão se cuidando e protegendo. Após a experiência que tiveram em outra realidade, eles puderam aprender que precisam um do outro e que juntos são mais fortes.

E se você pudesse fugir para outro lugar? Uma realidade onde você tem tudo que precisa, sem o peso das dificuldades do mundo? Tandy teve justamente essa experiência. O contato que teve com seu pai, mesmo que tenha sido apenas por telefone, a fez querer ficar naquela realidade, onde ela poderia ter seu pai novamente… Ter tudo que a vida tirou dela. Mas nada daquilo era real e Tyrone precisou ser sua bússola para que ela encontrasse o caminho de volta para o mundo real. Um lugar que seu pai é apenas uma lembrança e a realidade do mundo é cruel e fria. A vida não é fácil, principalmente para Tandy.

O contato que tiveram com Ivan Hess, único sobrevivente do acidente da plataforma de oito anos atrás, fez a dupla explorar a mente do parceiro do pai de Tandy e obter informações sobre o acidente. Ivan, no mundo real, estava em estado catatônico, ao mesmo tempo em que sua mente estava presa em um looping revivendo o acidente da plataforma. Ele se acostumou àquela realidade sem pensar na filha que deixou no mundo real. O mesmo aconteceu a Tandy, quando teve contato com seu pai. É como se tudo fosse uma areia movediça emocional que puxava cada vez mais os dois.

Além de ter um episódio inteiro mostrando a interação da dupla. Pela primeira vez vimos os dois em ação, combinando habilidades e poderes para sobreviver a toda loucura que acontecia na plataforma. Apesar de simples, foram boas as cenas de ação e luta. No fim, Tyrone consegue ajudar Tandy a sair daquela realidade e juntos conseguem libertar a mente de Ivan daquela prisão. No mundo real, Ivan pode ser a esperança de Tandy em fazer justiça.

Tyrone e Tandy finalmente atingem seus objetivos, mas nem tudo está resolvido.

Ghost Stories foi aquele tipo de episódio que muda tudo e prepara o terreno para o final de temporada que tem tudo para ser satisfatório. O episódio marcou o aniversário de falecimento de Billy e Nathan. E O’Reilly descobriu da forma mais brutal o que é mexer com Connors.

Imagem: FreeForm/Divulgação

Se no episódio anterior os dois embarcaram em uma aventura com foco em Tandy, aqui o foco é Tyrone finalmente confrontando Connors. Ty está mais a vontade com suas habilidades e descobriu como canalizar seus poderes com o manto que era de seu irmão. De forma inteligente, ele usou os medos de Connors contra ele e arrancou uma confissão sobre a morte de Billy com ajuda de O’Reilly e do policial Funch.

Tandy encontrou um novo aliado, Ivan Hess, e conseguiu provas contra a Roxxon. Tandy é determinada e implacável na busca por justiça e limpar o nome de seu pai. Apesar de todo seu esforço, a vitória teve um gosto amargo. Ela conseguiu as provas que precisava para derrubar a empresa que acabou com sua vida e sua família, mas, descobrir que Nathan não era o homem que ela acreditava ser, foi um soco no estômago. No final do dia, todo esforço e determinação de Tandy em fazer justiça em nome do pai foi inútil. Entregar todas as provas para Scarborough e aceitar o dinheiro torna Roxxon mais uma vez vitoriosa.

O’Reilly teve um grande papel nesse episódio. Não só fortaleceu seu papel como uma policial correta, como mais uma vez fez com que a série conectasse com Luke Cage e outros filmes e séries do MCU. Ela encarou os poderes de Tyrone com naturalidade, tendo em vista tudo que ela testemunhou em Nova York. O’Reilly prendeu Connors, conseguiu um namorado e ajudou um jovem. A sensação de felicidade e alívio era natural. Mas era previsível que toda aquela felicidade duraria pouco. Ela aprendeu agora de uma vez por todas que Connors tem conexões e comanda as ruas de Novas Orleans. Não importa se ele está nas ruas ou numa cela de prisão, ele tem poder e influência.

Entrando da reta final, Tandy e Tyrone ainda não sabem sobre o Divino Emparelhamento e o destino que os aguarda. Há muito em jogo e muito a ser revelado sobre esses personagens, seus poderes e sua conexão. Com a renovação da série para segunda temporada e um easter egg sobre a possível vilã, a expectativa para os próximos episódios é grande!

Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Sou um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, The Defenders, Dynasty, Blinspot , Ozark entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.

3 comments

Add yours
  1. Avatar
    Paulo Adriano Rocha 29 julho, 2018 at 22:38 Responder

    Ôpa, ôpa, ôpa.. pera lá… que easter egg foi esse de possível vilã? Explica aí que eu sou leigo nesses negócios. Assisto, mas sem conhecer os quadrinhos. Me ajuda aí…

    • Yuri Alves
      Yuri Alves 1 agosto, 2018 at 21:48 Responder

      É spoiler que você quer? kkkk
      Não sei se você viu o teaser da segunda temporada, mas aparece o nome Mayhem. Nas HQs ela é o alter ego da detetive O’Reilley. Ela sofre uma mutação após manto e adaga tentarem salvar sua vida. Seu corpo produz um gás verde paralisante e ela tem garras. É possivel que ela nao seja uma aliada da dupla como acontece na HQ e se torne um problema para Tyrone e Tandy, pelo menos no inicio da segunda temporada. Vamos ficar ligados!

      • Avatar
        Paulo Adriano Rocha 3 agosto, 2018 at 08:22 Responder

        Valeu, Yuri.
        Como eu não conheço os quadrinhos, fico voando em relação a personagens e tals, então preciso de spoilers mesmo. Rs.
        O que eu tava achando estranho era a falta de consequências nessa série. O menino some, aparece 2km depois (SEM ROUPA) e depois já tá em casa, ninguém sentiu falta, todo mundo achou normal ele enrolado num lençol pela rua e tá tudo certo… O ep 9 foi que acabou trazendo um pouco de consequência, mas nem tanto quanto era esperado.
        No geral, o desenvolvimento da série eu achei muito bom. Só achei uma pena MAIS UM CARA LEGAL morrer. Putz. Só fica vivo quem não presta? #RIPFuchs.

Post a new comment