Crítica: Dynasty entrega boa sequência de episódios, mas com perda de charme

Imagem: The CW/Divulgação

A familia Carrington continua envolvida em drama, crimes e escândalos em Dynasty

Os últimos três episódios da primeira parte da segunda temporada de Dynasty tiveram um foco surpreendente, um bebê. Além disso todos continuaram desenvolvendo suas narrativas, mas nada tão atraente quanto a primeira temporada. Vale destacar uma homenagem a série original recriando uma cena clássica.

Seguimos acompanhando a jornada de Fallon como noiva e futura esposa de Culhane. Depois que a CA foi vendida ela tenta desesperadamente encontrar uma nova atividade para se sentir útil e se manter ocupada. Uma breve tentativa em entrar no mundo da industria da música acabou não dando muito certo quando ela sem saber acabou colidindo com a vida secreta do noivo. Culhane está cada vez mais envolvido nós negócios de Ada e fica cada vez mais difícil pra ele manter seu trabalho em segredo ou até mesmo se afastar.

Sam continua como uma esposa de marinheiro à espera de Steven. Mesmo criando uma parceria com Kirky ele precisava de algo mais. Em apenas três episódios ele “ganhou” um filho, contratou uma babá que na verdade é um tatuador, desenvolveu um crush pelo cara e ainda teve seu filho sequestrado. É bem difícil ser um Carrington!

Talvez seja um pouco de rejeição pela Cristal substituta, mas ainda não consigo ver Blake e ela como um casal apaixonado. E apesar de Alexis ser uma persona non grata o conflito entre as duas senhoras Carrington está divertido. É claro que seria melhor se acontecesse uma briga com tapas e puxões de cabelo. Mas essa guerra fria entre elas está divertindo. Uma coisa é certa, a Cristal substituta é muito mais esperta que a anterior. Alexis tem uma concorrente a sua altura.

Remake precisa trazer mais referências e recriar cenas da serie original

Fallon bem que tentou criar um momento mãe e filha quando pediu ajuda de Alexis na organização do casamento. Mas a decepção foi forte quando descobriu que sua mãe tinha seus próprios interesses. Enquanto Fallon tentava encontrar o lugar perfeito para seu casamento, Culhane estava se aventurando numa parceria perigosa com Ada Stone.

Se o bebê de Claudia foi o centro da atenção desses episódios nada mais justo que trazer sua mãe também. Ela é completamente louca e isso está comprovado desde a temporada passada. Dessa vez ela sofre alucinações com o próprio filho e proporcionou a recriação de uma das cenas mais clássicas da versão original Dynasty. A queda do bebê do terraço. É claro que não era o neném e sim um boneco, mas foi uma ótima cena cheia de drama.

E finalmente foi revelado que Claudia matou Cristal no final da temporada passada. Obvio que a revelação chocou e causou revolta, mas fez total sentido para eles. Se nos próximos episódios o roteiro investir em mais homenagens como essa a qualidade certamente irá melhorar, assim como a audiência da serie.

Ao que tudo indica os próximos episódios serão turbulentos. Culhane terá que abrir o jogo de sua vida secreta para Blake agora que Jeff está em perigo, um efeito colateral dos seus negócios com Ada. Steven que faria seu retorno desapareceu sem deixar rastros, e Alexis pode ficar mais sombria.

Lembrando que Dynasty retorna com novos episódios dia 19/01 na CW e aqui no Brasil dia 19/01 pela Netflix. Até lá.

Assista a comparação da cena “Bebê no telhado com Claudia”

Tags Dynasty

Share this post

Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Sou um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, The Defenders, Dynasty, Blinspot , Ozark entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.