Crítica: Entre perdas e ganhos, episódio 15×11 de Grey’s Anatomy é uma lição de vida

Imagem: ABC/Divulgação

Episódio de Grey’s Anatomy traz lição de vida

Há quanto tempo não paramos para pensar em nossas escolhas? Há quanto tempo deixamos o passado de lado para concentrarmos no futuro? Há quanto tempo deixamos a dor de escanteio? Essas e muitas perguntas fazem parte de muitas pessoas e de Meredith Grey. Nossa heroína sofreu, sofreu e continua sofrendo. E não seria agora, em seu 15º ano em Grey’s Anatomy como médica, que tal fato iria desaparecer.

O seriado pode ter errado muito durante sua jornada, mas sabe fazer drama como ninguém. O episódio “The Winner Takes It All” (15×11) poderia ser apenas mais um no meio de tantos episódios dramáticos. Porém, conseguiu ir além. E não digo isso porque trouxe de volta um velho personagem. Mas, sim, porque conseguiu tratar a morte de forma sútil.

Nessa linha, podemos dizer que tal episódio foi um prato cheio para aqueles fãs como eu sentiam falta de uma morte. Morte esta que não foi nenhum pouco trágica como estamos acostumados. Mas suficiente para nos deixar de luto.

Retorno de personagem e seu destino

De longe, Thatcher foi o pior exemplo de pai. Ausente, egoísta e nem um pouco amoroso, o pai de Meredith Grey poderia ser classificado sossegadamente como um vilão das novelas das noves. O cara era insuportável e, talvez, por esse motivo, ninguém se importou com o seu sumiço.

O que ninguém esperava era que ele estivesse vivo e vivendo seus últimos momentos arrependido de tudo o que ele fez e causou para sua filha mais velha. O resultado foi um presente maravilhoso para os fãs de Grey’s Anatomy, afinal, o seu retorno conseguiu fechar um ciclo e nos mostrar o quanto Meredith Grey é uma fortaleza em carne e osso.

As cenas dos dois foram lindas e muito emocionantes. Um grande acerto dos roteiristas nessa devastada temporada. Confesso que não me importei com esse retorno. Mas acabei mudando de ideia depois de ver como minha amada Mer lidou com tudo. Foi tão simples e emocionante, que parecia tão natural derrubar algumas lágrimas por sua morte. Thatcher não fará falta, na verdade, nunca fez. Entretanto, seu retorno foi necessário para encerrar essa página do livro.

Mamãe Avery e sua luta

Se de um lado tivemos um dos momentos mais emocionantes do episódio com a reunião de Meredith e seu pai, do outro vimos um pouco do medo de perder alguém saindo dos olhos de Jackson e Richard. Toda a história envolvendo a cirurgia para retirar o tumor da mamãe Avery foi bacana e só.

Poderiam ter deixado espaço para mais cenas entre Meredith e Thatcher. Aliás, seria tudo de bom se os filhos da Mer pudessem ter se despedido do avô. Mas voltando, o tema da Catherine foi bacana. Porém, bastante batido no seriado.

Grey’s Anatomy é campeã no quesito deixar um personagem entre a vida e a morte. Durante seus 15 anos no ar, já vimos Meredith, Cristina, Alex, Jackson, Richard, April, Callie e tantos outros personagens nesse dilema. Na verdade, desconfio que todos os médicos que passaram pelo hospital já se encontraram entre a vida e a morte em algum momento. Alguns, mais vezes; enquanto que outros acabaram falecendo depois de uma canetada da Shondanás.

E é justamente por isso que a história da mamãe Avery não me comprou. Eu sabia que ela sobreviveria. Estava nítido isso. Foi bacana de se ver Jackson e sua crença ressurgindo com a possibilidade de perder a mãe? Foi sim, mas parece que eu já tinha visto tudo isso antes.

Koracick surpreendendo

No meio desta história toda, quem acabou ganhando um destaque merecido foi Koracick, o mentor de Amelia. Eu achava que o personagem seria apenas uma participação especial ao salvar a vida da neuro, mas acabei me enganando.

Koracick vem ganhando bastante espaço em Grey’s Anatomy e roubando mais a minha atenção do que personagens mais conhecidos. Ele parece ser aquele tipo de médico que se acha o tal, mas que, no fim, é tão igual a nós. Não sei se vai rolar algo entre ele e Teddy. Se bem que meu radar está apitando para essa possibilidade. Porém, eu gostaria de ver mais do personagem no seriado. Ele sim seria uma grande adição, ao contrário de Link que só serve mesmo para tapa buraco de triângulo amoroso fracassado.

Até a próxima!

The Winner Takes It All

Nota do Episódio - 9

9

Review do décimo primeiro da décima quinta temporada de Grey's Anatomy, da ABC, intitulado de "The Winner Takes It All".

User Rating: Be the first one !

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.