Crítica: Episódio 14×16 de Supernatural é fraco e sem emoções

Bad news…

Não é possível começar esse texto sem falar da notícia que todos os fãs de Supernatural sabiam que seria dada. Mais dia, menos dia, mas que ainda assim, pegou muitos hunters de surpresa… Alguns já torciam por isso há tempos, visto que a série já dura longos 15 anos, outros preferiam que a mesma se estendesse eternamente. Enfim, Supernatural será finalizada.

O fato é, uma hora, tudo acaba e, depois da 15ª temporada, o negócio da família de caçar monstros e salvar pessoas estará, oficialmente, acabado. E não poderia ser diferente, pois mesmo sendo muito rentável para os profissionais envolvidos da dona Warner, chegaria o momento em que os roteiristas não teriam mais o que inventar para encher linguiça. Amo a série, mas prefiro que ela termine agora, a ter que chegar o dia em que desista de assistir, porque nada nela faz sentido mais. Vocês se surpreenderam com essa notícia? Queriam que Supernatural durasse para sempre?

O monstro da floresta

Mas, vamos falar agora do episódio 16 da série. Sam e Dean embarcam na investigação de mais um caso. O monstro da vez habitava a floresta de uma cidadezinha e fazia de vítima quem se aventurasse pela floresta.

No entanto, eles chegam ao consenso de que seria melhor não envolver Jack nessa investigação, pois Dean temia que ele não estivesse preparado para usar seus poderes. Esse temor se revelou verdadeiro, quando ao ir ao supermercado comprar suprimentos para o bunker, o nefilim fez amizade com três jovens habitantes da cidade. Estes já apareceram anteriormente na série e sabiam quem são os Whinchesters.

Os jovens estavam curiosos sobre os monstros e Jack queria amizades. Então, quando foi convidado para se juntar ao trio para assistir filmes, ele não perdeu a oportunidade.

Porém, ele não esperava que as coisas fossem sair de controle, quando começou a usar seus poderes. O que começou como algo que impressionou os jovens, terminou com a quase morte de uma das garotas. O pior só não ocorreu, pois Jack usou novamente seus poderes para salvar a vida da menina.

Assim, o que tinha começado tão bem e com os jovens admirados pelo mundo em que Jack vivia, terminou com eles ficando com medo do nefilim e se afastando do mesmo.

Jack promete que não usará mais seus poderes sem autorização

Depois de toda essa confusão e de Sam e Dean terem matado mais um monstro e retornado para o bunker, Dean decide contar a verdade para Jack. Este não revela o que aprontou e apenas promete que não vai usar seus poderes sem autorização. Pois sabia que poderia colocar as pessoas em perigo. Bem atitude de criança que fez coisa errada, mas não conta para os pais, né?!

No geral, achei um episódio bem fraco, sem grandes emoções ou reviravoltas. Acredito que o ponto alto foi Jack brincando com a adaga de matar demônios e quase assassinando a garota. Tirando isso, nada novo sob o sol. Por esse motivo, acho importante que a série termine, porque não vejo sentido em ficar colocando vários episódios fracos, que não revelam ou levam a muita coisa.

Nota do episódio7
Review do décimo sexto episódio da décima quarta temporada de Supernatural, da Warner, intitulado Don't Go In The Woods.
7

Share this post