Crítica: Episódio 15×13 de Supernatural apresenta mais surpresas

Critica Supernatural 15x13

Supernatural trouxe tramas intrigantes

Vou confessar a vocês que a ideia de Ruby retornar à Supernatural não me soou muito boa, quando recebi a notícia. Talvez seja pelo fato de que ela já teve seu arco encerrado na história. Não havia necessidade dela voltar. Maaaas, aconteceu.

Continua após as recomendações

Além disso, Sam e Dean se encontram, brevemente, com suas versões de outro mundo, que estavam tentando fugir da destruição promovida por Chuck. E é isso que Billie lhes explica, quando eles retratam o acontecido para Cas. A Morte ainda revela que o próximo passo da preparação de Jack para o grande confronto com seu avó seria buscar o Ocultum, que o prepararia espiritualmente para o embate.

Castiel descobre que quem detinha o que eles procuravam era a Irmã Jo. Assim, Sam e Dean vão até ela para pegar o que queriam. Esperta, a Irmã diz que o Ocultum havia sido guardado por Ruby no Inferno.

Continua após a publicidade

Acho impressionante que, depois de tantos anos na estrada, os Winchesters ainda não conseguem sentir o cheiro de armadilha quando estão diante de uma! Até o Cas notou isso, mas o cabeça-dura do Dean não o ouviu. Resultado: foram à toa até o Inferno. Aliás, acho bem bizarra essa história deles e de Cas terem acesso praticamente irrestrito ao Céu (que estava destruído, mas que foi esquecido no churrasco nesse temporada), ao Purgatório e ao Inferno. Tudo vira festa em Supernatural! Eles entram nesses lugares, como a gente entra em casa! Fico impressionada!

Ao retornarem ao bunker, os irmãos descobrem que o anjo foi ao Vazio, conversar com Ruby. Ele conseguiu falar com o demônio, que pediu para ser retirada de lá, o que acredito que não tenha acontecido. Antes de voltar à vida, o anjo foi torturado pelo Vazio, o que julguei justo.

Jack recupera sua alma

Castiel descobriu que o Ocultum era o lugar mais seguro que poderia existir e que ele se encontrava em uma igreja.

O mais engraçado de tudo é que eles se preocupam com o fato do Chuck poder observar o que eles estavam fazendo somente quando decidem sair atrás do Ocultum. Eu não entendi como o Chuck ainda não descobriu os planos dos Whinchesters (mesmo com a desculpa de Billie que Ele anda muito ocupado) e que o Jack está vivo. O nefilim utilizou novamente seus poderes durante esse episódio e nada aconteceu.

No entanto, no capítulo anterior, havia uma ceifeira cuidando para que Jack não utilizasse seus poderes, pois o Todo Poderoso o descobriria no momento em que isso acontecesse. No final, o mais legal é a interação entre os Sams e Deans e gente logo percebe porque o Chuck prefere os originais. Os outros dois que aparecem são mais dois meninos mimados.

Na igreja, Jack encontra o Ocultum e o engole (já desisti de querer que ele amadureça pelo menos um pouquinho!) e vai parar no Jardim do Éden, onde encontra uma menina, que não faço ideia de quem seja e a Serpente, que o questiona sobre quem ele realmente é.

Descobrimos, então, que ele recuperou sua alma e o quanto ele está arrependido pelo que fez com Mary.

Achei que foi um episódio ok, sem grandes emoções. E vocês?

Vale ressaltar que este foi o último episódio finalizado pela CW antes do surto de Coronavírus e, portanto, não temos previsão de exibição do restante dos episódios por agora. Mas fiquem ligados no Mix de Séries para saberem todas as informações de Supernatural em primeira mão.

Até a volta!

Nota do Episódio7
Crítica do décimo terceiro episódio da décima quinta temporada de Superntural, da Warner, intitulado "Destiny's Child".
7

1 comment

Add yours
  1. Supernatural: Jensen Ackles comenta atraso da exibição do episódio final - Mix de Séries 18 abril, 2020 at 15:46 Responder

    […] 15×13 de Supernatural apresentou muitas surpresas; Confira […]

Post a new comment