Crítica: Ascensão de heroína é um dos destaques do episódio 1×09 de Black Lightning

Black Lightning 1x09
Imagem: The CW/Divulgação
Black Lightning 1x09
Imagem: The CW/Divulgação

Momento Casas de Família agita começo do episódio

Após a descoberta no episódio passado, Jennifer começou a tentar entender o que aconteceu. Sua reação foi totalmente diferente da irmã, e isso foi algo que eu já esperava. Duas pessoas admirando-se com tal fato, e já bancando a bad ass seria algo totalmente sem nexo, e foi interessante de acompanhar isso numa camada totalmente oposta.

Continua após publicidade

Diferente de Anissa, a garota não guardou isso para ela, e já fez questão de compartilhar isso com a irmã. Entretanto, achei de uma brecha absurda, da mais velha ter uma reação meio que egoísta. Isso é algo novo, e imagina você, no meio do nada, descobre que é diferente do que imaginou a vida toda? As pessoas são diferentes, logo a reação também acaba sendo para casos quaisquer, principalmente um tão complexo como esse, por exemplo.

Continua após a publicidade

Se não bastasse o turbilhão de emoções, Jen ainda acaba descobrindo que a irmã também possui poderes. Como se isso não fosse pouco o bastante, vem à tona como furacão, o fato dela ser filha do Raio Negro. Com tantas informações a serem processadas, como não ter uma atitude rebelde? Sei que a personagem às vezes é meio drama queen, mas dessa vez com razão. Anissa foi descobrindo o que acontecia consigo aos poucos, e só depois descobriu a verdade do pai. Logo, por conta disso, não julgo a atitude da caçula dos Pierce.

Continua após publicidade

Jefferson e Lynn precisam encarar a nova realidade

Imagem: The CW/Divulgação

Com esse turbilhão de acontecimentos, logo que não demorou muito para Jefferson e Lynn descobrirem tudo. Mais uma vez volto a dizer, esse furacão todo foi desnecessário. O ex-casal agora terá que lidar com a filha mais nova também possuir tal dom, e no final das contas acabaram “aceitando” as circunstância. Aliás, nem tinha para onde os dois correrem com essa situação, não é mesmo? A família Pierce por si só já conseguiu montar sua própria liga, e Lynn sendo o cérebro, já que no quesito poderes ela é que nem o Chaves quando todos vão pra Acapulco, faltando apenas a música triste de fundo tocar.

Mais uma vez, a dinâmica entre mãe e filha se destacou. Estou gostando de ver a aproximação da personagem com a filha mais nova. O diálogo entre as duas – com direito a menções a Supergirl e Vixen – foi um dos pontos altos desse plot. A conversa trouxe certa funcionalidade, e poderá ajudar Jen a lidar melhor com tudo isso.

Continua após publicidade

Raio Negro precisa reconstruir sua reputação

Enfim o plot do Raio Negro começou a ser melhor desenvolvido. Depois de tudo que aconteceu, agora o herói precisa refazer seu legado na cidade. Isso não será tarefa muito fácil, mas até a season finale é capaz disso acontecer… ou não. Outro fator que Jefferson terá que encarar como obstáculo para se reerguer é o seu “rompimento” com Gambi. Se as coisas entre eles tivessem resolvidas, o rapaz arranjaria uma forma de ajudá-lo mais diretamente. Ele até que ajudou indiretamente, à sua maneira, mas não foi a mesma coisa.

O nascimento oficial de uma nova heroína

Com a reclusa temporário do Raio Negro, alguém à altura precisa estar ao seu lado. Finalmente Anissa deixou de lado o cosplay de Beyoncé, podendo então assumir seu alter ego. Amei o seu “nome de guerra”, tanto em português quanto Inglês. O nascimento oficial de Thunder/Tormenta é algo que pensei que demoraria um pouco mais para acontecer, mas achei legal de Jefferson finalmente depositar a confiança necessária na filha.

O melhor de tudo foi Gambi ter preparado seu uniforme, que sinceramente ficou irado. Eu adorei, e já quero ela chutando muitos traseiros a partir de agora. É claro que a personagem precisará de foco, pois sabemos muito bem, como qualquer outro herói, ela sofrerá algumas pancadas no começo. Mesmo assim já estou animado por seus próximos passos, e no aguardo de Jen se juntar ao team Black Lightning.

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!