Crítica: Episódio 3×07 de Shadowhunters investe em flashbacks

Imagem: Freeform/Divulgação

Continua após as recomendações

Com maior destaque de Maia, Shadowhunters exibiu um episódio que surpreendeu!

Depois dos acontecimentos da semana passada, os Shadowhunters enfrentaram seu maior pesadelo dentro de seu melhor amigo. Junto com Magnus, todos se mobilizaram para tentar salvar Jace. O feiticeiro, é claro, não podia se sentir mais culpado por ser em parte responsável e se dedicou muito para achar a cura.

Clary, que caiu de um prédio e não conseguia se mexer, passou o episódio se martirizando. Já Kat, sofre novamente com a presença de cena: a protagonista se fazendo de vítima não é algo habitual e muito menos, interessante. Por mais que a história esteja se desenvolvendo bem, esse ponto deixa a desejar novamente.

Continua após a publicidade

Jace que está possuído por Lilith não sai muito na frente também. Mas me expliquem uma coisa, ele tomou a poção para deixar de gostar de todas as pessoas ou só da Clary? Afinal, ele matou a avó e nem piscou. Não consegui entender muito bem as motivações do personagem, Clary é a única que consegue atingir o coração dele? Aliás, não mais, depois que ele arremessou a menina de cima do prédio e chocou a nação inteira. O arrependimento vai bater forte depois que ele acordar.

Enquanto Clary enfrentava essa batalha, Maia lutava contra o seu pior pesadelo. Kyle que na verdade é Jordan Kyle, transformou-a em lobisomem. Infelizmente nos encontramos shippando muito os dois, mas ela não quer vê-lo nem pintado de ouro. Os flashbacks foram um recurso muito legal, afinal, conhecemos um pouco mais da Maia como somente uma garota. Não vou negar que a história deles me deixou muito triste, ainda mais a covardia dele ao deixá-la agonizando daquela forma. Mas ao conhecer a história, percebemos o quanto ela amadureceu.

Já Simon teve que ajudar os Shadowhunters…

Junto com Luke, ele foi atrás de Ollie e encontrou o covil de Lilith. E, surpresa, a marca na testa de Simon tem o poder de desintegrar os discípulos da mãe de todos os demônios. Será que ele vai ser o responsável por derrotá-la também? Atenta com essa história toda, não vou mentir. Ainda mais agora que Lilith já sabe que ele é um daylighter, isso deve ter alguma relevância. Vem brilhar menino!

Com as loucuras do Jace, Clary ficou pra limpar a bagunça em Alicante. A mocinha foi presa, enquanto ele foi raptado e levado para Magnus. Mas será que depois disso tudo, ainda tem salvação?

Nota: Alec fofo pedindo desculpas para o Magnus e abraçando a Clary.

Nota 2: RIP Imogen. Aliás, aquela runa que ela mandou, foi para Alec e companhia?

Nota 3: Izzy é colírio para os meus olhos nessa série.

Parece que no próximo episódio teremos o embate entre a rainha Seelie e Lilith. Dai provavelmente não deve sair coisa boa. Já confiram a promo e nos encontramos na próxima review. Até lá!

Avatar

Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.

No comments

Add yours