Crítica: Episódio 4×03 de Legends of Tomorrow é marcado por inesperado retorno

Imagem: CW/Divulgação

Mais uma semana no mundo de magia e bruxaria de Hogwar… digo, Legends of Tomorrow. Embora tenhamos uma semana mais tranquila das loucuras apresentadas nos dois primeiros episódios, o episódio conseguiu se manter muito bem. A narrativa foi bem apresentada e conseguiu envolver novas tramas para a série. Claro que nem tudo são flores e tivemos um retorno complicado da atriz Maisie Richardson-Sellers (Amaya) para a série. Ainda assim, o episódio não perdeu em qualidade e humor. Foi bem pontual como vem sendo apresentado desde a terceira temporada. Não nos cansam de bombardear de referências ao Universo DC.

Um retorno que promete dividir opiniões

Eu entendo que não foi a melhor maneira de trazer a atriz para a temporada. Concordo plenamente com os que viram potencial na atriz que fazia Charlie. A metamorfo trouxe uma conexão interessante com Ray e apresentou a característica da personagem, contudo, não sei se Maisie terá o mesmo feeling. A atriz já passou por uma fase semelhante em The Originals, quando viveu outra personagem em seu corpo. Enfim, não estamos aqui pra julgar algo que ainda não ocorreu. Eu espero e confio na produção da série, mas que isso pode ser um brilhante tiro no pé, isso pode…

Imagem: CW/Divulgação

Continua após a publicidade

Tirando o foco dos acontecimentos finais, gostei de como Ray se portou. Há um bom tempo não o vemos de uma maneira tão envolta e performática dentro da série. Acho que esse é um dos grandes problemas de Legends. São tantos personagens que nunca conseguirão focar em todos. Mas eles vem aprendendo a conduzir isso da melhor forma. Só o fato de colocarem Nate na Time Bureau já é um ponto de divisão que se consegue amenizar o episódio de um mesmo plot.

Será que temos mais um casal a vista em Legends?

Quer mais histórias pessoais? Pode apostar que Legends tem… Constantine ainda está com seus mistérios a revelar na temporada. Digo isso pois, o personagem vem sendo adicionado de maneira bem sutil até então. A fim de integrar ainda mais o novo personagem, os produtores resolveram adequar sua história com Zari, outra sub-aproveitada. Mas não é que isso parece dar certo? Eu gostei do respeito que um tem pelo outro e senti um leve sex appeal ao redor deles. Claro que tudo dentro de seu tempo, mas poderemos ter mais cenas em breve.

Falando em breve, o próximo episódio traz uma clássica referência aos anos 90. “Wet Hot American Bummer” já traduz por si só o que estamos falando. Aos que não entenderam muito bem, sugiro algumas pesquisadas sobre um clássico filme do início do século XXI que teve uma adaptação em forma de seriado.

Aos que me acompanharam até aqui, meu forte abraço e até a próxima semana. Continuem acompanhando nossas reviews semanais e notícias aqui no Mix.

Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours