Crítica: Episódio 6×02 de How To Get Away With Murder destaca aguardado embate

How To Get  Away With Murder deixou a desejar

Demorou seis temporadas para How To Get Away With Murder nos presentear com o encontro das “mulheres de Sam”, que não foi nada mais do que frustrante. O episódio desta semana, exibido nos EUA pela ABC, nos prometeu demais e entregou de menos.

Na review anterior, deixei bem claro o quanto eu estava ansiosa para ver o encontro das duas mulheres da vida de Sam. Mas eu esperava mais, bem mais! Achei completamente abaixo das expectativas, claro, que estamos começando uma guerra e plantando ressentimentos e motivos por todos os lados. Mas, gente, que discussão mixuruca, hein?

O que não fez do momento menos importante por ter pouco grito. Imagino o quanto foi doloroso para Vivian ficar cara a cara com a mulher que supostamente destruiu sua vida. Assim como Annalise, que teve de enfrentar alguém que foi tão magoada no processo todo. É difícil enfrentar aquilo que você só imagina, ? Não achando que Vivian é uma santa, até porque em Murder ninguém é santo.

Uma chegada de mansinho que anuncia grandes desfechos

Sinto que essa introdução sem muitas explosões e um dialogo final com Annalise de tirar o chapéu, foi só inicio pra mais rancor e sofrimento. O que com certeza vai respingar em Gabriel, que nesse meio foi entregue por Michaela a Asher e assim virou uma bola de neve.

Imagem: ABC/Divulgação

Enquanto isso, Frank entra numa investigação com cara de labirinto. Com a descoberta da chave do cofre, e a ajuda de Annalise para entender que só Laurel e Wess tinham as cópias, Frank se passa por Wes e ai temos a surpresa. Laurel está plena e viva, ou pelo menos, é o que aparenta. A moça chegou primeiro e levou tudo que tinha no cofre. Acho que nesse rolê ela foi embora por querer. E estão todos sendo feitos de besta por ela.

Os motivos começam a aparecer…

Que Michaela está surtada tem um tempo, isso não é novidade. Mas todo esse processo da procura pelos pais biológicos e Annalise conhecer o cara, definitivamente, fez a moça pirar ainda mais. Eu sempre vou balançar pro lado de acreditar em Annalise, não me julguem. Quando Michaela finalmente conseguiu achar a prisão que o pai estava, soube que na real ele estava morto e não preso.

Enfim… ela culpa Annalise por não ter conseguido conhecer o pai. Aí a gente se pergunta, até que ponto essa raiva vai? No flashforward do final, Michaela é apresentada como suspeita da morte de Annalise, a arma do crime tem suas digitais. Eu achei bem fácil, visto que, a temporada está iniciando. Meu palpite é que todo episodio vamos ser apresentados a algum suspeito, ou alguém que está tentando acobertar o suspeito.

E vocês, o que acham? Começou o bolão de quem matou Annalise Keating?

Nota do Episódio7.5
Review do segundo episódio da sexta temporada de How To Get Away With Murder, intitulado "Vivian's Here".
7.5
Renata Ribeiro

Renata Ribeiro

Publicitária, Alagoana e arretada!

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Tarcio Oliveira 10 outubro, 2019 at 20:01 Responder

    Episódio bem morno por sinal. Essa temporada que tinha tudo pra ser excelente está saindo bem fria (saudades segunda temporada). Mas acho que Michaella tentou matar Gabriel e não conseguiu e por algum acaso do destino alguém encontrou a arma e de luvas atirou em Annalise. Mas… HTGAWM está só começando, vamos ver o que nos espera

Post a new comment