Critica: Final da 4ª Temporada de Blindspot é surpreendente e muda tudo

Blindspot entrega um dos melhores finais de temporada da série

Antes de analisar o final da 4ª temporada de Blindspot, voltemos alguns episódios.. Em um temporada marcada por pausas nos EUA, irregularidades e com risco iminente de cancelamento, a série definitivamente não poderia terminar dessa forma. A renovação para quinta e – última temporada – não foi só merecida, mas também necessária.

O episódio 20 da quarta temporada foi um episódio irregular. Ainda que tenha preparado tudo para o grande final, algumas subtramas foram desnecessárias e apressadas. O caso principal foi um assassino infiltrado no FBI ameaçando eliminar todos em seu caminho para libertar seu chefe, um detento da prisão federal. O mesmo que tinha informações sobre um ataque à cidade e queria um acordo. A equipe, assim, logo percebeu que tudo era um plano de fuga. Apesar do perigo todos sobreviveram.

Nesse episódio, Kurt subitamente decide reavaliar seu trabalho e sua vida visando o bem estar da família e de sua filha Bethany. Nada disso foi desenvolvido nos episódios anteriores. Acredito que isso tenha surgido só para tornar o final dessa temporada mais dramático e emocional. Talvez seja um plano para a próxima temporada, uma aposentadoria depois de uma vida cheia de perigo e adrenalina. Quanto à filha de Jane, nunca mais se ouviu falar dela.

Dominic segue com seus últimos movimentos antes de executar o Helios que vem sendo citado desde o início da temporada. Ele recorre ao elo mais frágil da equipe, Brianna. Como é uma personagem que fica sempre em segundo plano no FBI e se sente desvalorizada, logo, se tornou presa fácil para o terrorista. Mesmo que ela desista de ajudar, no final ela acaba ficando sem escolha. De alguma forma, Kurt e Jane serão comprometidos.

Episódio final muda tudo em Blindspot

Chegamos ao episódio final com a promessa de muita ação e grandes mudanças. E tivemos tudo isso. O plano Helios de Madeline finalmente foi revelado, assim como seus reais motivos. A equipe precisou lidar com seus próprios segredos e reavaliar seu relacionamento enquanto precisavam lidar com um ataque inesperado.

Madeline surgiu como uma vilã impiedosa e determinada a executar seu plano. Mas como sempre em Blindspot, as motivações do grande vilão da temporada são guardadas para o ato final. O plano dela é extremamente pessoal, se trata de vingança. Ela culpa o FBI pela morte do seu pai e a destruição da sua família. Ela não queria domínio global por terrorismo, mas sim através do FBI.

Assim, tivemos uma das melhores reviravoltas da série. Madeline conseguiu colocar a culpa de todos os seus crimes na equipe de Kurt. Além disso, se tornou chefe de divisão no FBI e fez a organização mandar executar a equipe como verdadeiros terroristas. No fim das contas, a verdadeira criminosa saiu vitoriosa. Seu plano foi realmente inteligente, e tudo que foi feito ao longo da temporada foi intencional para criar o cenário perfeito para destruir a imagem e a carreira dos membros da equipe.

Kurt e sua equipe enfrentaram momentos turbulentos na season finale de Blindspot. Imagem: NBC/Divulgação.

Segredos testaram lealdade da equipe

Enquanto tudo desmoronava, a equipe teve que impedir Dominic de finalizar seu plano e deter Madeline que a todo momento fez papel de vitima. Eles sabiam que ela estava jogando o tempo todo, só não esperavam qual seria sua grande jogada. Dominic foi pego, mas já era tarde demais.

Eles sempre guardaram segredos um do outro. Não se trata de falta de confiança, mas sim devido as circunstâncias. No episódio final, alguns segredos foram expostos e isso e testou os relacionamentos. Reade foi o que mais se sentiu traído, afinal, ele descobriu que todos da sua equipe mentiram pra ele em algum momento. Apesar de desestabilizar a relação deles, o sentimento de família prevaleceu e eles permaneceram unidos.

Weitz é o tipo de personagem dúbio que sempre deixa o público questionando seu caráter e suas motivações. Apesar de ter uma relação de altos e baixos com a equipe, é claro que se importa com eles. Tanto é que tenta ajudar Rich a fugir, sem sucesso. Ele enfrenta as acusações do FBI sobre sua equipe, mas não se compromete. E eu nem vejo isso como covardia. É uma jogada inteligente, ele agora é o único ali dentro que pode ajudar a equipe a limpar sua imagem. Em tempo, Rich estava separado da equipe e acabou sendo preso. E tivemos um possível sinal sobre o romance de Reade e Zapata.

O futuro de Blindspot

Eu não estava preparado para esse final. Saber as reais motivações de Madeline, vê-la virando o jogo foi algo emocionante e surpreendente. De prisioneira à chefe de divisão dentro do FBI… Foi uma grande virada de mesa. Agora ela está dentro da organização que destruiu a vida de seu pai, e chegou a vez dela de destruir o FBI, de dentro. Para uma temporada cheia de altos e baixos, foi uma decisão arriscada, mas necessária para agitar a série. Uma forma inteligente e corajosa de reiniciar a série.

Não quero acreditar que a temporada final seja sobre Jane e Rich se vingando pela perda de toda a equipe. Existe algum lugar subterrâneo na cabana que a equipe estava se escondendo. É bem possível que todos tenham sobrevivido e usem esse incidente como álibi para limpar seus nomes. Eles deixam de ser fugitivos procurados para se tornarem pessoas invisíveis.

Nos vemos na quinta e última temporada de Blindspot. Eu, pelo menos, mal posso esperar…

Nota do episódio 4x206.5
Nota do episódio 4x218
Nota do episódio 4x229
Review dos episódios 4x20, 4x21 e 4x22 de Blindspot, intitulados "Coder to Killer", "Masters of War 1:5 - 8" e "The Gang Gets Gone".
7.8
Tags Blindspot

Share this post

Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Sou um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, The Defenders, Dynasty, Blinspot , Ozark entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.