Crítica: Final da temporada de The Resident foi incrível e mostrou derrota dos vilões

Imagem: FOX/Divulgação

Até que enfim, os vilões se ferraram!

Que final incrível! Vibre e vibrei com esse episódio. Posso dizer que The Resident foi uma grata surpresa da temporada, e sem dúvidas este final foi um dos melhores do ano.

Os acontecimentos dos episódios 13 e 14 se interlaçaram, e se você achou que iríamos ficar preso e sendo enrolados com as tramas mostradas no começo desta temporada, se enganou. The Resident já resolveu tudo, e preparou terreno para uma segunda temporada que promete!

Continua após a publicidade

Nic cai em armação e é presa…

No penúltimo episódio da temporada, Nic acabou voltando ao hospital por conta de sua irmã. E foi incrível a patada que ela deu na Lane, quando a mesma veio se fazer de sonsa para a nossa enfermeira.

A resposta foi à altura. A oncologista acabou armando para Nic, que caiu igual um patinho na armadilha, quando foi presa por invasão à clínica. Coitada, deu peninha.

Enquanto isso, a união de Davon e Conrad para tratar a paciente com uma doença indecifrável foi muito interessante. Mais ainda, ver aqueles gangsteres todos ali, em volta, na torcida pela sua melhora. Nessa ação, a personalidade de Davon me chamou muita atenção. Ele é um dos melhores personagens da série, e em pouco tempo ele mostrou estar apto a quebrara regras para salvar um paciente. Isso me lembrou à fala de Conrad lá no piloto, quando o Residente diz para o novato que tudo o que ele sabia sobre medicina estava prestes a desmoronar.

Continua após a publicidade

Sem vez para os vilões! 

E que surpresa essa season finale me trouxe? De verdade, achei que iriam enrolar para a segunda temporada toda a derrocada de Lane. E de quebra, ainda tivemos MAMED indo junto. Que demais!

A paciente hipocondríaca foi a chave de tudo. Lane acabou a diagnosticando com câncer, com a mesma nem estando perto de ter um linfoma. Que bandida! Aplicando doses de quimioterapia, sem a pessoa estar doente. Logo quando Davon se deparou com essa situação correu para avisar Conrad, que estava dando seus pulos para tirar Nic da cadeia (sim, ele precisou recorrer a seu pai).

Com nosso trio juntos e armados, ele foram diretamente ao Dr. Bell denunciar Lane. E o que parecia ser uma burrada, se tornou a maior jogada dos protagonistas. Colocar Bell contra Lane foi o único jeito de derrubá-la. Porque foi o próprio Bell que armou uma tocaia para Lane, ao levá-la na clínica para queimar os arquivos que provavam seus crimes. No final das contas, Lane foi presa em flagrante, com o Dr. Bell olhando tudo de perto.

Enquanto a gente comemorava, mal sabíamos que mais um tombo estava por vir: Bell foi retirado do conselho, e agora ele responderá diretamente ao pai de Conrad. QUE INCRÍVEL! Parece que tempos ruins estão para chegar no Chastain.

Ainda tivemos tempo para Mina brilhar!

Claro que não poderia deixar de citar a trama de Mina no final da temporada, ao se envolver com o paciente de Conrad que recebeu o transplante de coração – lá no começo da temporada, lembra?

O coração dele acabou tendo complicações, que colocaram a médica no centro de um dilema. Com ela envolvida emocionalmente com o paciente, restou ao novato Dr. Austin cuidar da cirurgia. Ali, ele mostrou todo o seu potencia. E também sua arrogância. Acho que ele deverá ser um dos melhores personagens da segunda temporada, principalmente por bater de frente com a mesma arrogância de Mina. Claro, uma arrogância no “bom sentido”, porque ambos os personagens são do time que a gente torce.

Ah, não descarto um envolvimento romântico entre os dois, viu? Não sei vocês, mas o cheiro de tensão sexual entre os dois já veio…

Continua após a publicidade

The Resident foi uma das melhores estreias do ano, e esse final de temporada veio para mostrar justamente isso. Mal posso esperar pelos novos episódios que já retornam em setembro.

Até lá!

Leia mais sobre The Resident no Mix de Séries

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, criador de conteúdo, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias e resenha séries semanalmente.

4 comments

Add yours
  1. Avatar
    Paulo Adriano Rocha 22 maio, 2018 at 18:50 Responder

    Que série, minha gente, que série!
    Quem diria que a doidinha por doença ia acabar sendo a chave para desmascarar a Lane? Diagnosticando pessoas que não estavam doentes! Gente… Eu fiquei :O
    Cara, pode ser estranho, mas eu gosto de Bell. Tava em tempo dele se livrar da Lane já,mas quero ver como ele vai ficar agora que vai ter que responder ao pai de Conrad. Será que a antiga CEO (esquecidíssima no churrasco) vai aparecer de volta? Eu nem gostaria, porque acho que Bell é um bom CEO, mas seria interessante.
    Enfim, vamos ver o que a 2a temporada tem pra gente.

    • Anderson Narciso
      Anderson Narciso 22 maio, 2018 at 19:08 Responder

      Não consigo gostar do Bell. Acho que essa dinâmica com o pai do Conrad vai ser interessante hahaha.
      Mal posso esperar pelas histórias da segunda temporada.

      Obrigado pelo comentário!

  2. Avatar
    Wellington Torres 7 setembro, 2018 at 17:53 Responder

    Se isso não é série eu não sei mais o que é. Com exemplos como este e de The Good Doctor vemos como Greys Anatomy teve toda chance do mundo de decolar e não cair no marasmo. SAUDADES DA EMILY <3 matadas com sucesso. Mina te amo. Review top para reviver cada momento!!

Post a new comment