Crítica: Identidade de Gargoyle King é revelada em 3×10 de Riverdale

Imagem: The CW/Divulgação

Continua após as recomendações

Com um roteiro fraquíssimo, Riverdale nos conta que Tall Boy é o G&G

Não sabemos quanto tempo passou desde o último episódio Riverdale até esse. Contudo, pelas cicatrizes de Archie, me parece ter sido um bom tempo. E o ruivo está de volta a cidade, mas não completamente. O capítulo intitulado “The Stranger” mostra um novo Archie. E a forma como a série quis mostrar que ele estava mudado foi pelo seu pedido de milkshake. Bizarro.

A cidade está a ruína, cada personagem envolvido em uma confusão sem fim. Entretanto, fazer o teste escolar era mais importante. Riverdale tem essa estranha mania de focar em assuntos que não tem nada a ver – ou pior, jogar uma questão em um momento errado. Archie vinha sendo perseguido por Hiram por muitos episódios, sua volta assim do nada a escola/cidade, mostra o quão ruim o roteiro da trama vem sendo.

Continua após a publicidade

Archie de fato está mudado, suas “visões” ainda o assombram e não o deixa focar em mais nada. O personagem não foi tão ruim e irritante como vinha sendo, espero que a mudança continue, para o bem do protagonista.

Hiram baleado e Veronica colocando um fim no relacionamento

Com a identidade de G&G revelada, o novo mistério da trama caminha para ser o responsável pelo tiro que acertou Hiram. Contudo, assistir Veronica culpar Archie – mesmo que todos nos tenhamos nos perguntado a mesma coisa, foi deprimente. Além do mais, se ele tivesse mesmo atirado, ele estaria em sua razão. Hiram o perseguiu e fez de sua vida um inferno – e Veronica sabe disso.

Imagem: The CW/Divulgação

Quanto ao seu relacionamento, confesso que comemorei com o fim. Veronica é uma personagem muito melhor sem Archie – sem contar que sua química com Reggie é muito melhor.

Betty reecontra Hall e a decadência de Alice

Confesso que para mim, o ponto alto do episódio foi o reencontro de Betty e Hall. A garota teve que ir até o pai, graças ao plot patético da mãe.  A fazenda não acrescenta em nada na série, a cada episódio eu espero que eles aprofundem a história do local, para que, assim, possamos entender a obsessão das pessoas. Mas nada acontece. Alice torna-se cada vez pior – agora “doando” o dinheiro da filha para o local.

A única coisa boa nisso foi o reencontro mesmo. Betty não via o pai desde sua prisão, e isso foi ótimo de assistir. Hal, na verdade, quer ainda manter a garota em suas rédeas – ou apenas ter contato com a filha. A fascinação da garota pelo obscuro é o que Hal mais gosta, é o que os une. Ela agora passará a visitá-lo – assim espero, e muitas coisas boas saem desse encontro.

Jughead, os Serpentes e o novo xerife

Imaginava que veríamos Fangs infiltrado no jogo de G&G por mais alguns episódios. Entretanto, Riverdale resolveu encurtar e já jogar a verdade para o público. Na verdade, esse caso de G&G já durou mais do que deveria, a trama toda foi ruim. A sua identidade, no entanto, me surpreendeu. Quando todos achavam que Tall Boy estava morto e fora de cena, ele ressurge como a peça mais importante em tempos.

Infelizmente, o plano de desmascarar Hiram não aconteceu, já que Claudius apareceu em cena. Mas agora os serpentes tem mais problemas para resolver: Fangs e Sweet Pea, assassinaram Tall Boy. De certa forma, não entendi o porquê de todo desesperado, Tall Boy já estava dado como morto/sumido, apenas Hiram sabia de sua existência.

E para completar, FP agora é o novo xerife de Riverdale. Não sei o porquê de ter gostado tanto. O pai de Jug agora tem um trabalhão e suas mãos: colocar a cidade em ordem.

Confira a promo do próximo episódio:

https://www.youtube.com/watch?v=rcskXJ8JRw4

 

 

Tags Riverdale
Avatar

Letícia Garcia

Paulista, jornalista e apaixonada por séries e futebol. Grey's Anatomy é a série da vida, mas também é fã de Spartacus, Supernatural, Vikings, Sons of Anarchy e Friends

No comments

Add yours