Critica: Identidade revelada no episódio 1×19 de Dynasty

Imagem: The CW/Divulgação

Continua após as recomendações

Os eventos de elite sempre rendem bons momentos.

Nosso novelão está de volta! Não é episódio de Dynasty sem alguma festa ou evento. Lar Perla foi o evento de moda escolhido, onde muita coisa aconteceu. Liam, ou devo dizer Jack Liam Ridley Lowden, foi finalmente desmascarado. Bastou um conversa de Alexis com a anfitriã do evento para a identidade do marido de Fallon ser descoberta.

Apesar das mentiras, Liam é um escritor renomado que recebeu um bom dinheiro para escrever sobre uma família prestigiada. Acontece que ele não escreveu sobre os Carringtons, como Alexis fez Fallon acreditar, mas sobre sua própria família. Tudo que ele presenciou na mansão fez perceber como a família dele é menos caótica. Alexis estava certa sobre Jack, em partes, e Fallon odeia isso.

Continua após a publicidade

Outro acontecimento do grande evento foi Jeff Colby. Meu amigo, essa vergonha toda você passou no crédito ou no débito? Realmente ele não sabe perder. Jeff chegou no fundo do poço e sua tentativa de atingir Fallon acabou resultando em expor seu fracasso para toda elite de Atlanta.

Falando sobre nossa pobre menina rica, Fallon e Cullhane estão sem sorte, ou realmente o destino não quer ver esses dois juntos. Se não bastasse Alexis interferindo na vida da filha, a mãe de Cullhane falou umas verdades para Fallon e, de certa forma, afastou ela de seu filho. Está certo que ele precisa ficar perto do pai num momento delicado, mas acho que ela pegou pesado. De qualquer forma, é sempre interessante ver alguém conseguindo desarmar Fallon, mostrando que por traz de toda aquela frieza existe alguém com sentimentos.

Afinal Adam realmente está vivo?

Steven segue mentindo para todos na tentativa de encontrar seu irmão desaparecido. Estranho Blake ter desistido de procurar o filho. Vai ver ele tenha perdido toda esperança… Seja como for, ou essa caçada de Steven vai levá-lo direto para o irmão, ou para um monte de nada. Ou quem sabe apareça um impostor? A versão original pode inspirar os roteiristas.

O casamento de Blake está mal, agora que ele está chantageando Cristal só piora a situação. A gente sabe que ele nunca foi o mocinho da trama, mas envolver a mulher em suas armações, só para ter algo para usar contra ela, é muito baixo.

Com uma pegada de JR Ewing (Dallas) e Conrad Grayson (Revenge), ele é o típico magnata que é capaz de fazer qualquer coisa pelo bem dos negócios, mesmo que para isso tenha que afetar a vida daqueles a sua volta. Blake condena Alexis, mas é tão diabólico quanto ela. Agora nessa reta final parece que ele começa a se revelar como um vilão dessa novela.

Alexis não voltou por amor aos filhos, nem para encontrar Adam, o filho perdido. Ela quer voltar a ter status. E de certa forma ela está sempre por perto quando alguma coisa importante acontece. Sendo má ou não, quero mais dela na série. Alexis treinando ao estilo anos 80 logo no inicio do episódio já valeu. Precisamos admitir, nossa vilã está em boa forma.

E quem diria… Sammy ganhou uma função nada superficial nesse episódio! Foi legal ver um Sammy profissional agindo como procurador de Fallon, tendo que lidar com Jeff embriagado em vergonha e fracasso. Se ele tiver mais momentos assim, que mostre que tem relevância na trama. Ele tem tudo para deixar de ser um simples coadjuvante. Roteiristas, parem de subaproveitar Sammy!

Até o próximo episódio, “A Line from the Past”!

Tags Dynasty
Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. Adoro realitys. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, Blindspot , Ozark, La Casa de Papel entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.

No comments

Add yours