Crítica: Jack ganha mais destaque nos episódios 14×14 e 14×15 de Supernatural

Ainda estou impactada por esse capítulo de Supernatural! Devo dizer que foi uma bela forma de retornar após o curto hiato que apresentou! É claro que algumas coisas deixaram um pouco a desejar, mas no geral, foi um episódio contundente.

Dean ainda estava com o seu dilema de se encontrar cansado. Entretanto, não pôde relaxar, pois temia que Miguel escapasse quando baixasse a guarda. Por outro lado, Jack se revoltara contra o fato de ter poderes e meios para ajudar as pessoas, mas estar incapacitado de utilizá-los. Isso porque colocaria sua alma, e consequentemente, sua humanidade em jogo. Castiel bem que tentou conversar com jovem e acalmá-lo, sem sucesso.

O caso da semana

Os hunters partiram para a investigação de um caso em que a criatura sobrenatural matava suas vítimas, lhes retirava os órgãos e os olhos. Sempre que eles chegavam à cena do crime, já era tarde demais e o assassino já havia desaparecido. Isso apenas serviu como um fomentador da frustração dos caçadores.

O padrão se manteve o mesmo. Até o dia em que em uma das cenas do crime, o assassino deixou um bilhete endereçado ao Dean. No bilhete, dizia que conseguia vê-lo lendo o tal bilhete. Os rapazes puderam constatar que a criatura enxergava apenas seres humanos. Além disso, o motivo pelo qual ele arrancava os olhos de suas vítimas era que lhe era possível ver o futuro através dos olhos dessas pessoas. Com isso, a criatura podia ver o momento em que Sam e Dean chegariam aos locais dos crimes.

Arquitetando um plano

Desse modo, o grupo arquitetou um plano para emboscar o assassino em que Jack e Cas surpreenderiam a criatura e, somente depois, os Whinchesters entrariam em cena.

Assim foi feito. E, após uma luta em que – para variar – todos os hunters apanharam – inclusive o Castiel – o nefilim conseguiu matar a criatura. Como eles podem sempre apanhar tanto antes de conseguirem acabar com os seres sobrenaturais, eu não entendo. Principalmente o Castiel, que ainda é um anjo e tem algum poder.

Jack mata Miguel

Mas, o melhor ainda do episódio ainda estava por vir. Isso porque a criatura nocauteou Dean e, com isso, Miguel conseguiu fugir. O Whinchester se desesperou, principalmente, porque não sabia para onde o arcanjo havia se dirigido. Logo, os hunters descobrem que Miguel havia se apossado de Rowena e começou a matar todos os caçadores que estavam no bunker. Logo após, ele torturou Sam, Dean e Cas.

Nesse momento, Jack, que estava parado, observando tudo acontecer, entrou em ação e enfrentou o arcanjo. Devo dizer que as expressões de espanto de SamDean e Cas eu achei bem ruins. Bem como a atuação do Misha (Castiel) para tentar impedir o nefilim de usar seu poder e queimar o restante de sua alma. Devo dizer que quem atuou melhor, na minha opinião, foi a Ruth Connell – atriz que interpreta a Rowena.

No final, Jack disse que Miguel estava morto e que ele havia voltado a ser quem era. Eis que ele abre suas asas e seus olhos se iluminam.  Adorei que o Jack, finalmente, mostrou a que veio!

E vocês? Gostaram do Jack se impondo perante o Miguel?

Jack mostrou um pouco de seu poder no capítulo anterior. Já no presente, percebemos o quanto os hunters estão assustados com toda essa situação. Principalmente, pelo fato de que ninguém sabia o quanto de sua alma Jack queimara ao matar Miguel. Vemos ainda que Sam se encontrava extremamente perturbado. Tudo isso, com o fato do arcanjo ter assassinado os caçadores – e ainda por cima, dentro do bunker.

Diante disso tudo, Sam resolveu pegar um novo caso. Tudo isso, a fim de tentar distrair sua mente. Claro, Dean não gostou da ideia. Isso porque, de acordo com ele, ambos precisavam descansar. Sendo assim, a ideia foi prontamente refutada pelo irmão mais novo.

Como Castiel também enfrentava dificuldades em conseguir conversar com Jack, o anjo sugeriu que Dean cuidasse do nefilim e fizesse conversar, enquanto ele investigaria o caso com Sam.

Sem saber o que fazer, Dean levou Jack ao encontro de Donatelo. Isso porque o mesmo sabia o que era não ter alma e, talvez, pudesse ajudar o nefilim. Os dois conversaram e Jack revelou que não sabia se havia perdido toda a sua alma. Entretanto, sabia que se sentia cansado de ter os hunters se preocupando com ele o tempo todo – como não se preocupar, sendo que eles estavam diante de um dos seres mais poderosos da criação?

Infelizmente, Donatelo não pôde ajudar muito o nefilim, mas o orientou a sempre pensar no que os Whichesters fariam toda vez que ele se encontrasse em um dilema.  Isso, aparentemente, ofereceu algum conforto ao Jack.

Dean, no entanto, continuou sem respostas.

Sam, finalmente, se casa

Whinchester mais novo e Castiel foram investigar um caso em que as vítimas morriam misteriosamente. Eis que acabam descobrindo que o prefeito da cidade em que os crimes estavam ocorrendo possuía dons sobrenaturais e havia criado um mundo em que todos eram felizes e aqueles que saíam desse encantamento, morriam.

Sam foi uma das pessoas que foram capturadas pela armadilha do prefeito. Ele assumiu a identidade de um homem casado e que havia morrido, justamente, porque despertara do encantamento.

Castiel descobriu toda a história ao procurar a filha do prefeito. Ele desconfiou que ela fosse a pessoa que estava por trás dos assassinatos.

No final…

Descobriu-se que a moça possuía o mesmo poder de seu pai, pois a mesma, como constatou Cas, o mandou para um mundo em que ele era extremamente feliz.

Sam admitiu que estava usando o serviço como válvula de escape para os problemas que estava enfrentando. Além disso, foi zoado por Dean, que ficou sabendo do suposto casamento do irmão mais novo.

No geral, achei que foi um episódio bem água com açúcar. Isso porque teve alguns momentos de alívio cômico, mas que não entregou muito do que vai acontecer futuramente na série. O que vimos que pode acontecer é a mudança na importância de Jack para a história. Algo que já era possível supor que aconteceria desde o início dessa temporada.

O que vocês acharam?

Nota dos episódios8.5
Review do décimo quarto episódio e do décimo quinto da décima quarta temporada de Supernatural
8.5

Share this post