Crítica: Jane the Virgin traz grandes surpresas na season finale

Imagem: CW/Divulgação

Continua após as recomendações

Após Alba conseguir a cidadania, seus familiares planejaram uma grande festa surpresa para comemorar o acontecimento! Surpreendendo a todos, a abuela de Jane pediu Jorge em casamento e mesmo sendo por negócios, a concretização desse pedido fez os shippers do casal muito felizes!

Como se não fosse o bastante, o discurso de Alba ajudou Jane, que estava com bloqueio criativo, e assim surgiu a ideia de unir todos os antigos manuscritos em um só para então ter sua obra-prima.

Continua após a publicidade

Petra e J.R. se declararam oficialmente apaixonadas (o que foi muito fofo) e mesmo com todo o romance entre elas, as pistas contraditórias e a certeza de que Petra agira erroneamente – contudo em legítima defesa – fez com que o namoro delas chegasse ao fim.

Se é algo momentâneo ou duradouro é difícil dizer. No entanto, uma porta foi aberta com esse relacionamento, só nos resta saber onde vai nos levar. Principalmente após o desfecho apresentado neste episódio!

Imagem: The CW/Divulgação

Já Rafael e Jane pareciam estar sincronizados…

O moço até planejava pedi-la em casamento, tendo a benção da família e tudo. No entanto, ele ficou muito estranho após um encontro com Rose e o motivo foi inacreditável!

Prometendo surpresas, o episódio teve algumas reviravoltas interessantes, mas mornas. E quando tudo parecia estar caminhando para um final óbvio, vem o grande plot twist prometido e – OMG! – que maravilhoso! E por que Rose sabia sobre Michael? O que aconteceu? Por que ela falou para o Rafael? São tantas dúvidas e elas provavelmente serão respondidas na próxima temporada.

A temporada foi boa, se mantendo em níveis medianos. Não se compara com a primeira, onde tudo era uma explosão em nossas caras, mas conseguiu muito bem arrumar uma nova identidade e amadurecer seu enredo.

Jane e companhia estão de parabéns e mal podemos esperar para a próxima temporada! Até lá!

No comments

Add yours