Critica: 21×07 de Law & Order: SVU reagiu com bom episódio

Law & Order - SVU; Hunt, Trap, Rape, and Release-2

Enfim, uma reação

Há algum tempo, tenho deixado clara a minha frustração com a condução criativa da 21ª temporada de Law & Order: SVU.

Continua após as recomendações

Em plena pandemia, que na sua primeira onda levou a cidade de Nova York ao limite, a série não conseguiu entender o momento e entregou mais episódios ruins do que bons. Irregularidade, como vocês devem saber, é um dos problemas que mais me frustram com a série.

Nesta semana, e após uma longa folga desde meados de janeiro, o drama retorna esboçando (enfim) uma reação. Se será uma melhora sustentável ou um mero repique, ainda não sabemos, as próximas semanas deixarão tudo mais claro. A boa de hoje é ressaltar alguns problemas, mas, no geral, elogiar o bom trabalho.

Continua após a publicidade

Em Hunt, Trap, Rape, and Release, temos a unidade de vítimas especiais de Manhattan sendo forçada a trabalhar em parceria com o departamento do Bronx. O motivo? Um estuprador em série, cujo método é notório e faz as suas vítimas no Bronx. Numa bela noite, contudo, ele ataca uma vítima no perímetro de jurisdição de Manhattan. Essa cooperação, entretanto, não funciona à primeira vista. Há um embate entre as duas unidades por questões burocráticas e até mesmo um certo capricho pela vontade de ambos em ganhar os louros por prender um criminoso vil, ardiloso e bastante perigoso. Será que eles vão conseguir trabalhar juntos? Essa é apenas uma das tantas narrativas coadjuvantes que o roteiro desenvolve.

Annabella Sciorra, Law & Order - SVU

Imagem: NBC/Divulgação

Lista negra não mais

Uma das principais qualidades, senão a melhor delas, é a participação de Annabella Sciorra (acima). Lembro que Mix de Séries adiantou que a atriz faria essa participação em meados de janeiro. O destaque é devido pelo simples fato da atriz estar experimentando um retorno ao seu fluxo normal de trabalho, após passar anos na ‘lista negra’ da indústria, mesmo depois de ser abusada por Harvey Weinstein.

Dessa forma, é animador que SVU esteja dando oportunidade para que esses talentos outrora sufocados possam ganhar uma nova chance. No entanto, é bem verdade que não foi sua melhor personagem, com os diálogos inexpressivos e pouca chance de brilhar. Acredito, contudo, que essa retomada já é uma demonstração de avanço.

A participação do departamento do Bronx me fez refletir sobre um problema crônico na mídia, bem como a indústria do entretenimento. Nesses vinte e um anos, foram poucas às vezes que o roteiro promoveu uma saída da bolha de Manhattan para ir aos outros bairros da cidade. Lembro que há cinco bairros que compõe a cidade: Brooklyn, Manhattan, Queens, Bronx e Staten Island. Acredito, porém, que é fundamental essa mudança de ares para demonstrar à audiência que há vida além do Central Park, de Hell’s Kitchen, da Broadway, bem como Wall Street.

Então, espero que esse bom episódio possa servir como afirmação que é sim possível ir além das fronteiras e entregar uma boa história.

Hunt, Trap, Rape, and Release, Law & Order: Special Victims Unit

Imagem: Heidi Gutman/NBC

O que aconteceu com a classe?

Há um dueto em Chicago que Matron Mama Morton e Velma Kelly indagam: “What Ever Happened To Class?” ou “O que aconteceu com a classe?” em bom português. Eu me vi perguntando a mesma coisa diante da falta de classe e sutileza para esconder o verdadeiro estuprador. Ficou óbvio a partir do primeiro embate que havia, de fato, algo de estranho no departamento do Bronx. Qualquer telespectador com o mínimo de atenção já conseguia deduzir, com dez minutos de episódio, o que realmente estava acontecendo ali. Não quero soar saudosista, mas se foram os tempos que a direção tinha um pouco mais de refinamento para fugir dos enquadramentos de câmera óbvios e deselegantes. Law & Order: SVU.

Apesar desses problemas, insisto que o episódio vale (e muito) a pena. Temos discussões bastante interessantes e oportunas sobre má conduta policial, responsabilização e a busca pelo departamento de polícia em reconquistar a confiança do cidadão pós-George Floyd.

O roteiro é bem-sucedido em refletir situações do mundo real para promover pelo menos discussões em tornos de tópicos que ainda precisam ser levados a sério pelas autoridades. Sendo assim, é importante olhar além das dificuldades que o episódio apresenta em certos momentos e compreender a missão fundamental de Hunt, Trap, Rape, and Release que, apesar dos erros e percalços, sempre haverá a possibilidade do recomeço.

Um novo dia está no horizonte

Parafraseando Oprah Winfrey no seu irretocável discurso no Globo de Ouro, ao receber o prestigiado Cecil B. DeMille Award, “Um novo dia está no horizonte”. Por isso, se você, que está lendo essa minha resenha, está desalentado e procurando razões para recomeçar, acredite que amanhã será melhor.

Que assim como Annabella Sciorra, você também poderá recomeçar. Por mais difícil que possa parecer, nunca perca a fé ou a esperança. Essa é a mensagem de Hunt, Trap, Rape, and Release, apesar dos problemas e dos defeitos. Essa é constantemente a mensagem de Law & Order: SVU! 

E então, você está gostando da temporada? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

Nota do Episódio8
Retornando de uma folga desde meados de janeiro, Law & Order: SVU (finalmente) reage e entrega um bom episódio com 21x07.
8

Nenhum comentário

Adicione o seu