Crítica: 22×05 de Law & Order: SVU foi o segundo melhor da temporada

Turn Me on Take Me Private, Law & Order - SVU-2

Promessa paga com louvor

Devo concordar com aqueles que afirmam que teasers e trailers estragam mais do que ajudam determinada produção. Seja televisão ou cinema. Há aqueles que jogam a expectativa lá encima, mas quando assistimos o resultado final é pura frustração. Como foi o recente caso de Mulher Maravilha 1984.

Continua após as recomendações

Noutros momentos, o pequeno recorte faz com que o telespectador se empolgue, com razão, pelo que está por vir. Um exemplo claro seria da Season Finale da primeira temporada de Empire lá em 2015. Mas qual razão da minha introdução desconexa? Tudo isso para dizer que tudo aquilo que foi prometido na semana passada, foi entregue com ressalvas neste episódio de Law & Order: SVU.

Turn Me on Take Me Private começa com uma jovem fazendo uma apresentação pela webcam. Bastante popular e perspicaz, ela consegue convencer desconhecidos a presenteá-la com grandes quantidades de dinheiro. São casais, solteiros, idosos e pessoas das mais diversas. A razão pela qual comungam daquele show é uma só: relaxar.

Continua após a publicidade

Uns querem ejacular, outros procriar e há aqueles que buscam realizar suas mais sádicas fantasias. É a partir deste último tipo de homem que a problemática começa. Numa bela noite, um ‘fã’ leva a fantasia a sério, invade o apartamento e estupra a moça. Imediatamente, outros fãs e espectadores registram a cena e recorrem à unidade de vítimas especiais para denunciar o caso.

Turn Me on Take Me Private-2

Imagem: CTV/Divulgação

Novos tempos, novos negócios

O grande acerto do episódio foi usar um negócio que cresceu muito na pandemia, plataformas de conteúdo erótico, e introduzir uma discussão muito interessante (e polêmica) que ronda a indústria pornô há anos: a romantização do estupro. São inúmeros os relatos sobre o crescimento da indústria.

Tudo isso para dizer que, enfim, temos um assunto atual sendo abordado de forma inovadora, interessante e instigante. É bem verdade que em algumas situações vimos uma ausência gritante de ousadia. Sabemos, contudo, das limitações da TV aberta.

Como disse, a popularização da produção amadora de pornografia na internet também fez levantar outras questões, tais como a romantização do estupro. Sabe-se que há dos mais diversos fetiches que abastecem os cofres da indústria. Só basta assistir a primeira temporada de Hard, na HBO Brasil, ou se você é dos filmes, a trilogia nacional de De Pernas pro Ar.

Muitas vezes o fetiche entra na justificativa do além do aceitável. Dessa forma há tudo um argumento, muito razoável por sinal, que defende que tais “narrativas” em filmes pornôs são combustíveis para uma sociedade machista e casamentos fracassados por uma visão adversa do sexo.

Turn Me on Take Me Private, Law & Order - SVU

Imagem: NBC/Divulgação

Ousadia de menos

O roteiro, portanto, é extremamente bem-sucedido em discutir esses problemas e zonas cinzentas ao redor do assunto. É verdade que há uma oportunidade perdida em abrir essa indagação com a escolha em concluir o episódio de forma abrupta. No entanto, eu e você sabemos que um júri composto quase que exclusivamente por mulheres brancas e maduras iria absolver o estuprador.

“E se fosse meu filho?”, seria a provável racionalização em votar para que o acusado não fosse condenado. Há um grande discussão racial bem como socioeconômica pronta para ser liberada. Sabemos, entretanto, que não há tempo, disposição e tampouco vontade abrir essa discussão. Primeiramente porque a TV aberta é um fator limitador. E também porque existiria a necessidade em transformar essa história num especial de duas horas, o que não é bom para os negócios.

Em suma, Turn Me on Take Me Private é o segundo melhor episódio desta 22ª temporada de Law & Order: SVU. Ele perde apenas e, logicamente, para o Season Premiere. Temos a série de volta a sua melhor forma. Discutindo questões sociais importantíssimas.

Sabendo o que, quando e como explorar seus problemas. Sem contar, além disso, com um trabalho de direção impecável no embate de tribunal. No entanto, ressalto que as discussões propostas aqui vão além desses pouco mais de quarenta minutos. É nossa função, contudo, manter esses assuntos sempre na pauta do dia.

Obs.: Lembro que Turn Me on Take Me Private é o primeiro de uma sequência de episódios de Law & Order: SVU que contará com atores da Broadway. De acordo com Broadway Overture, a produção pretende “contratar todos atores da Broadway” enquanto a indústria teatral de Nova York continuar paralisada.

Nota do Episódio9.5
No episódio 22x05, Law & Order: SVU entrega seu segundo melhor episódio deste 22º ano com discussão e temática importante.
9.5