Crítica: Love Life, do HBO Max, começa morno mas evolui – e surpreende

Critica Love Life HBO max

Conheça a vida amorosa de Darby Carter em Love Life

Love Life é uma série antológica do streaming HBO Max, que foi lançada no dia 27 de Maio desse ano, junto com a plataforma da Warner Media. A comédia romântica, – que já ate foi renovada para a sua segunda temporada, é criada por Sam Boyd e já tem seus 10 primeiros episódios disponíveis.

Continua após as recomendações

Por favor, já adianto que essa review terá muitos SPOILERS, portanto, se você ainda não assistiu à série, e não quer saber o que acontece, recomendo parar a leitura por aqui e e voltar depois que finalizar a temporada.

Nessa primeira temporada, acompanhamos a trajetória de Darby Carter, interpretada pela talentosíssima Anna Kendrick, na qual ela foi muito elogiada por essa personagem. Confesso que logo no começo achei a história meio repetitiva, como as clássicas comédias românticas da Sessão da Tarde.

Continua após a publicidade

No entanto, com o passar dos episódios (e do tempo), a história – e os personagens – desenvolveram de uma forma bastante positiva. Talvez, essa não teria sido realmente a intenção dos roteiristas? Pois a série passa um retrato bem honesto dos altos e baixos do amor, entre a adolescência e a idade adulta. Além disso, os personagens coadjuvantes têm um arco bem importante na história, o que nos faz torcer por um final feliz para eles, da mesma maneira que torcemos pela protagonista.

As fases da vida de Darby Carter em Love Life

A maneira que a plataforma decidiu liberar os episódios também contribuiu para essa evolução da história. De um total de 10 episódios, o HBO Max lançou 3 logo na estreia. Depois, mais 3 na semana seguinte, e no ultimo dia 11 de Junho, liberou os 4 últimos episódios.

Isso foi bem interessante para que, cada etapa, representasse uma fase da vida de Darby. Igualmente, os diferentes capítulos se saíram bem ao capturar os estados emocionais – e evolutivos – do amor. Os títulos dos episódios são os nomes das pessoas com quem Darby se relacionou durante sua jornada, não apenas de forma amorosa, como temos episódios dedicados a sua mãe Claudia e sua melhor amiga, Sara.

E depois de muitos altos e baixos, finalmente, vemos Darby estabilizada profissionalmente, e acompanhamos sua melhor fase, – que é considerada a mais importante da vida de muitas mulheres, que é sua fase como mãe.

Augie, Bradley e Danny com 2 telefones 

Logo no primeiro episódio, conhecemos Augie, aquele que vem ser o primeiro amor de Darby, (e o pai de seu filho). Darby e Augie ficam uma vez, e ela já decide convida-lo para o casamento de seus patrões. A relação se desenvolve rapidamente, mas Augie trabalhava na campanha presidencial do Obama, e precisou acompanhá-lo em todos os comícios pelo país. Com isso, eles precisam terminar.

Já no final do primeiro episódio, temos uma deixa de que Darby se tornará mãe, e que Augie seria o pai. Confesso que achei que ela tinha ficado grávida logo na sua primeira relação, mas logo no próximo episódio, “Bradley”, vemos que aquela cena final seria em um momento no futuro ainda um pouco distante. 

Passam alguns meses que Darby se despediu de Augie, e ela começa a se envolver com seu ex-patrão Bradley, aquele que se casou no primeiro episódio, e que Darby levou Augie como seu acompanhante. O casamento não deu certo, e Bradley e sua esposa se divorciaram com apenas um ano depois de casados. Como todo relacionamento amoroso, o inicio é sempre maravilhoso. Porém, a diferença de idade – e maturidade – se torna uma barreira entre eles. E isso fica bem claro durante o velório do pai de Bradley. 

Amadurecimento

Com o fim de sua segunda relação, Darby amadurece um pouco mais, – fica mais segura, e começa então a sair com diversos caras diferentes. Apenas sexo, sem envolvimento sentimental. Em uma festa que ela vai com sua amiga Sara, Darby conhece Danny, eles transam, e ela descobre que ele saiu recentemente de uma relação. Além disso, que possui 2 telefones, pois ainda guarda mensagens de sua ex-namorada, alimentando uma possível volta.

Porém, ele tenta levar Darby para um segundo encontro, que o rejeita, mas antes de ir embora, ela o convence a jogar seu antigo telefone fora para que encontre um novo amor. Podemos então considerar que, nesse momento, Darby estaria dando um conselho não apenas para Danny, mas também para si mesma? Concluo que sim, pois não demora muito para isso acontecer.

Magnus, Luke Ducharme e Magnus  2

Durante suas experiências sexuais, Darby conhece Magnus, um chef de cozinha que acaba não apenas conquistando Darby, como todos os seus amigos, e depois de um tempo, eles chegam a se casar. O casamento começa muito bem, mas depois de um tempo Magnus perde seu emprego, ele não consegue aceitar essa perda, e decide processar o restaurante no qual ele trabalhava.

Com isso, Darby, que nesse momento conseguiu ser promovida no museu no qual ela trabalha, consegue segurar as contas, enquanto seu marido não encontra um novo trabalho. Já foi comprovado que muitos casais não sobrevivem a uma crise financeira, e que esse é o motivo que os divórcios acontecem. E isso não sou eu que estou dizendo, são diversas pesquisas pelo mundo que comprovam. E quando que, além das questões financeiras, ainda existe um relacionamento abusivo que precisa ser eliminado? Não há relação que se sustente. 

Antes do divórcio, Darby começa a fazer terapia e, nesse episódio, recheado de flashbacks, que conhecemos Luke Ducharme, que vem ser a primeira decepção amorosa de Darby, e então vemos como ela enfrentou essa rejeição. Realmente, inventar que está com câncer não foi a melhor maneira. 

Relacionamento tóxico

Já em seu sexto episódio, “Magnus 2”, a série mostra de uma forma bem real, como podemos estar em um relacionamento tóxico sem perceber. Por diversos momentos vemos Darby cobrar uma atitude de seu marido com relação a sua recolocação profissional, e ele fica jogando a responsabilidade em cima dela, dizendo que buscaria qualquer emprego somente para agradar sua esposa. Mas que ele acredita que pode conseguir algo melhor. O que deixa Darby se sentindo culpada. 

“Imagem: HBO Max/Divulgação”

Darby e Luke se reencontram, agora ambos casados e em uma ótima fase profissionalmente, cada um em sua área. Chega a rolar um clima entre eles, mas Darby é fiel ao seu marido.

Ela chega a pedir para que seu primeiro crush, que agora é advogado, dê uma orientação no caso judicial de seu marido. No entanto, além de Magnus não aceitar os conselhos profissionais de Luke, ele ainda o trata de forma grosseira, o que empurra, ainda mais, esse casamento para o fim.

Claudia e Sara

Depois do divorcio de Darby, Love Life adota uma tática ligeiramente diferente, ao se concentrar mais nos laços entre mãe e filha, e entre Darcy com sua melhor amiga. Com isso, combina realismo com drama de uma maneira bem coerente.

Já havíamos conhecido a mãe de Darby durante sua jornada, mas em “Claudia”, 6 meses após o fim de seu casamento, Darby precisa fazer uma cirurgia de emergência, e conta com sua mãe para ajudá-la na recuperação. Com isso, entendemos um pouco mais sobre como foi a vida e a educação familiar de Claudia, incluindo o fato de ela ter que se defender o tempo todo, e que explica seus traços de personalidade.

Imagem: HBO Max/Divulgação

Neste ponto da vida, Darby está indo muito bem profissionalmente. Sua amiga Mallory ficou noiva de Taryn e está muito feliz, o que não podemos dizer o mesmo de Sara. A melhor amiga de Darby, perdeu Jimmy, o seu namorado de longos anos, perdeu o emprego, está endividada e, além de beber muito, ela começa a se drogar. Assim é quando vemos Darby deixando um pouco seus problemas de lado, para ajudar sua melhor amiga.

Augie, novamente

Desde quando deixou Darby para trabalhar com política, chegamos a encontrar Augie em alguns momentos dessa jornada. Ela descobre que ele largou sua carreira na política, arrumou uma nova namorada, e que chegaram a viajar juntos pelo país de carro.

Porém, quando duas pessoas estão predestinadas a criar uma história juntas, podem passar anos, e outros amores, mas elas se reencontrarão. E isso acontece com Darby e Augie, novamente. No penúltimo episódio, Darby vai passar o dia de ação de graças na casa do Jimmy, e fica surpresa quando descobre que Augie também foi convidado.

Não demorou muito para eles reconectarem, e além de passarem a noite de ação de graças juntos, eles esticam até o Natal, passam a virada do ano juntos e, alguns meses após a chegada do novo ano, Darby descobre que será mãe.

“Imagem: HBO Max/Divulgação”

Quando se trata de Darby e Augie, é notável que há um equilíbrio, mas eles são a prova de que, mesmo que os opostos se atraem, isso não quer dizer que essas diferenças irão mantê-los juntos.

Enquanto Darby gosta de rotina, alguns pequenos eventos, mas prefere investir em algo que lhe permita estabilidade, Augie, por outro lado, mostrou que não tem dificuldades em cortar suas raízes. Assim, possui muita facilidade em mudar de carreira, (e de amores). Com isso, Darby decide terminar com ele, antes mesmo de contar que ele será pai, mas isso não impediu que eles criassem esse filho juntos. Nesse ponto vemos o quanto Darby evoluiu e está bem resolvida. Chega a ser um exemplo.

Darby encontra a pessoa certa

Darby e Augie dividem a guarda de Theo, e conseguem dividir as tarefas. E, finalmente, Darby chega em uma fase de sua vida onde ela percebe que as coisas não precisam ser perfeitas, (muito menos ela também não precisa ser), para poder encontrar a pessoa certa. 

E assim ela conhece Grant, um britânico, divorciado, que não desafia Darby. Ele não é alguém que irá usá-la financeiramente ou que fará com que ela se sinta insegura. Com ele, Darby pode, simplesmente, ser ela mesma, e é bem nítido que há reciprocidade. Ele ainda a ajuda com Theo, e embora Darby e Grant não terminem a série casados ou algo parecido, no final fica bem implícito que ele é a pessoa certa, e que ela sabe disso.

Mensagem que Love Life passa

Enfim, o ponto principal que podemos tirar de “Love Life” é que, você até pode buscar ser a pessoa perfeita, ou querer encontrar a perfeição em outras pessoas, mas tenha em mente que isso será passageiro. Portanto, é melhor ser honesto sobre suas falhas, saber levar na brincadeira, e deixar claro que você não apenas reconhece seus problemas, mas que também está trabalhando para melhorá-los. 

Achei a série com uma história leve, porém, com conteúdos importantes que valem à pena questionarmos durante a nossa vida amorosa e profissional. Além disso, cada um dos seus episódios possui uma duração de 30/35 minutos, o que deixa a série ser mais fácil para uma rápida maratona. 

E é isso, agora precisamos aguardar mais detalhes da segunda temporada, para saber quem será que iremos acompanhar em sua jornada amorosa e profissional. E você, o que achou de Love Life? Por favor, deixe seu comentário aqui embaixo e continuem acompanhado todas as novidades do seu seriado favorito aqui no Mix de Séries. 

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
"Nota da Temporada"9
"Critica da "primeira temporada" de "Love Life, da "HBO Max"
9

No comments

Add yours