Crítica: Mistério da Nação Fantasma é revelado no emocionante 2×08 de Westworld

Imagem: HBO/Divulgação

Continua após as recomendações

“A morte é uma saída deste mundo violento” – Akecheta para o Homem de Preto.

Akecheta, líder da Nação Fantasma, foi o centro das atenções do episódio 8, rumo ao final de Westworld. Junto a sua narrativa, descobrimos mais sobre como ele e sua tribo estão acordados e sabem da verdade dos bastidores do parque. Uma história triste, bonita e que poderiam até ser um filme de Nicolas Sparks, só que com um pouco de sangue. Tudo é contado por ele próprio para a filha de Maeve. Assistimos nesse episódio toda ilustração do seu conto épico e voraz.

Para quem sentiu falta de filosofias e todas aquelas enigmáticas sempre presentes na série, deve ter ficado muito satisfeito. Depois do caos tomar conta na semana passada, agora foi a vez de tentarmos segurar as lágrimas com tudo que aconteceu. Akecheta, afinal de contas, sempre foi um homem comum, com um amor comum e vontade de ter sua vida da forma mais simples possível. Foi o labirinto que mudou sua vida e o fez despertar. A partir de então, seu viver teve a transformação decretada, ao ser seu objetivo fazer a verdade chegar a todos.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Uma figura, há muito tempo sumida, retoma sua presença. 

Sim, estamos falando de Logan. E graças aos poucos momentos de diálogo dele com o Akecheta, os rumos da série são traçados para um desfecho de guerra. “Este é o mundo errado”. Essa frase do Logan fez uma revolução na Nação Fantasma, pois provocou em seu líder a vontade de saber onde é o mundo certo. Apesar de ter perdido seu amor uma vez, ele a conseguiu recuperar. Estava prestes a entrar em uma nova jornada, quando os cientistas capturam sua esposa. Um momento de partir o coração.

Imagem: HBO/Divulgação

Mas mais forte ainda foi sua tentativa de chegar até ela “do outro lado”. Igual a Maeve na primeira temporada, ele se deu conta de que morrer seria uma forma de voltar para Kohana. E não estava errado. Ele a achou, mas apenas sombra do que ela realmente é. Que forte este momento! Só não ganhou do encontro dele com o Ford.

Sim, sempre o Ford por detrás de tudo. Quando eles conversam sobre “a vida, o universo e tudo mais”, o Ceifador, ou Deathbringer – na versão em inglês – vira o tema. Ford diz que ele encontrará a porta quando o Ceifador retornar. E o momento é agora (você saberá disso principalmente se assistir o teaser do próximo episódio) Maeve, Lee e a Central de Comando tiveram presença. E que presença!

Surpresas e mais surpresas!

Lee está sendo a grande surpresa da temporada. Sempre apagado em meio aos acontecimentos, além de virar um alívio cômico, ele mostrou aqui o potencial que tem para existir uma relação dele com Maeve. Os poucos momentos juntos vistos neste capítulo foram suficientes para completar o que vimos em ShogunWorld: há um laço entre eles. O fato dele estar preocupado e dar informações sobre a anfitriã mostra sua ambiguidade, algo que era necessário estar claro, afinal, ele é um personagem com esta característica marcante.

Quanto ao Homem de Preto permanece mais vivo que qualquer outro, graças à sua filha. Resta saber os reflexos dessa ação. A teoria que eu levantei semana passada, ao que parece, não estava tão incorreta assim. A Nação Fantasma não obedece às ordens diretas do Ford, mas é o que é por conta de sua intervenção fora da narrativa programada. Estranho ver que ele sabia de tudo que estava acontecendo e nunca ter tomado medidas mais enérgicas. Ele aliás nunca demonstra medo, o que o torna um verdadeiro senhor de Westworld.

E o fim se aproxima. Mas o de hoje, o que foi aquilo? Foi épico!

E no que diz respeito ao desfecho, QUE DESFECHO. Cheguei a arrepiar. Incrível como segundos dessa série nos fazem quase cair da cadeira. Maeve, mais para lá do que para cá, estava dando comandos de onde estava. E isso através da própria filha. Que espetacular foi isso! A “rede” de conexão, por fim comprovada, no caso da Maeve virou uma rede de comando. Se isso estava programado pelo Ford para ser, o que duvido muito, só saberemos quando houver um encontro entre os dois. De certo Charlote irá explorar essa habilidade da anfitriã em breve, pois ela sabe ser inconveniente como sempre.

Continua após a publicidade

Resta agora sonhar com um amor tão verdadeiro quanto de Akecheta e Kohana. E vocês, já encontraram o true love <3?

AKECHETA: “Tome meu coração quando você for.”
KOHANA: “Tome o meu em seu lugar.”

Tags westworld
Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours