Crítica: Político mentiroso e nenhuma surpresa no 1×06 de FBI

Imagem: Divulgação CBS.
Imagem: Divulgação/CBS

Episódio de FBI apresentou caso previsível

Pouco surpreendente, é o que podemos dizer desse sexto episódio de FBI. Um político mentiroso, que não nos é novidade, envolvido em histórias varridas para debaixo do tapete. Gostaríamos que crianças fofas e inocentes não estivessem envolvidas, contudo estavam.

Continua após publicidade

Mag e OA correram contra o tempo para encontrar a filha do Senador

Não existe certo e errado quando você precisa encontrar seu filho raptado. Embora a mensagem dizia “não envolva a polícia”, o Senador chamou o FBI e fez o certo. Além dos sequestradores estarem pedindo 100 milhões, eles pareciam saber demais. Entretanto, como a principal suspeita era uma ex-amante do Senador, ele realmente demorou para revelar essa importante informação. Coitada da babá, não pouparam a mulher.

Continua após a publicidade

Os parceiros Mag e OA começaram a montar o quebra-cabeça, isso porque logo que a van foi encontrada, a babá já foi excluída como suspeita. Acho engraçado como eles suspeitam primeiro do mais pobre envolvido, e se for imigrante então, socorro. Com a babá morta, eles foram do chefe da campanha até amigos do passado do Senador. Só esqueceram de passar um detector de mentiras nesse homem que vive para mentir.

Continua após publicidade

Uma ex-amante acaba fazendo todas as loucuras do episódio

Nicole, com quem o honesto Senador teve um caso, e também um filho, atentou contra sua vida e também do seu pequeno. Doente, a moça estava doente, claramente sofrendo, e acredito que esse pai deveria auxiliar essa mulher e seu próprio filho. Homens devem entender que públicos ou não, eles possuem deverem com os filhos que fazem. Além disso, sua recusa que levou ao suicídio de Nicole, fato esse conectado ao verdadeiro culpado do sequestro, um amigo ou melhor ex-amigo.

Dana e Jubal ficaram no escritório para não chamar a atenção da imprensa. Contudo, o próprio chefe de campanha entregou tudo para a imprensa. Ainda bem que o sequestrador não tinha agenda para matar uma menina de 2 anos de idade. Ele só estava tentando provar um ponto, erroneamente claro. OA lidou com tudo com mais clareza que Mag, ela consegue ser muito dura com as situações mesmo que com lágrima nos olhos. Ponto para a esposa do Senador que sugeriu adotar o filho fofo do seu marido, agora órfão de mãe.

Continua após publicidade

Estamos gostando das evoluções e construções. E você, o que espera que aconteça em FBI nessa primeira temporada? Eu espero um grande e instigante final.