Crítica: Preparação para grande crossover se inicia em The Flash

O foco está voltado para a preparação para a Crise nas Infinitas Terras

Este episódio deixou claro que o grandioso evento tomará uma parte maior da trama de The Flash. O mesmo tem ocorrido em Arrow, sendo que ambos receberam a mensagem que devem ou irão morrer durante a Crise. Como tudo na linha do tempo é incerto, muitas reviravoltas ainda podem ocorrer. Prever o que está por vir, assim como o próprio Barry comprovou neste episódio, não será uma tarefa fácil.

Terra 3

A Flash of the Lightning” foi tão bom quanto seu antecessor. Neste episódio acompanhamos Barry tendo que lidar com a verdade destruidora que está por vir na vida de todos. E apesar de aqui vermos um Barry mais denso e sentimental, o oposto do que vimos no anterior, mais otimista e alegre, não houve uma estranheza ou quebra de narrativa. Tanto roteiro quanto atuação encaixaram bem dentro do que o episódio propôs.

Assim, é muito bom podermos ver Barry trabalhando sozinho sem a equipe Flash por trás. Seja enfrentando um meta-humano, ou mesmo recorrendo a ajuda de velhos amigos. Jay Garrick é sempre uma boa adição aos episódios em que está presente. Isso graças ao carisma de John Wesley Shipp. Toda a trama passada na Terra 3 foi instrutiva para o que tem acontecido aos múltiplos universos alternativos. Além disso, um ponto especial foi a aparição de Joan Williams, que na Terra 1 seria a mãe de Barry. O toque sentimental que os diálogos e cenas trouxeram foi de aquecer o coração dos fãs e dos personagens.

Nova personagem

Além disso, neste episódio também tivemos a adição de uma nova personagem regular. A história de Allegra em The Flash, apesar de diferente da dos quadrinhos, foi fraca, mas não deixou de entreter. Apenas acabou destoando um pouco do que estávamos acompanhando com Barry. Entretanto soube entregar um bom desfecho.

Continua após a publicidade

Paralelo a isso, Íris parece estar ganhando o espaço que merecia. Seu trabalho como jornalista tem sido ótimo até aqui, e agora que sua equipe tem aumentado, poderemos esperar um bom rumo para a personagem. Quanto a Nevasca, apesar de momentos bobos e sem grande importância ao episódio, tem mostrado um lado mais cômico e divertido ao seu jeito. Foi a primeira vez que a vimos do começo ao fim assumindo o corpo de Caitlin, e parece estar funcionando para a série.

Novidades em The Flash

Todavia, diferentemente da temporada anterior, a apresentação e o desenvolvimento do novo grande vilão da temporada, Bloodwork, tem acontecido de pouco em pouco. Talvez por estar “competindo” espaço com a vindoura Crise nas Infinitas Terras. Se neste ano realmente tivermos um vilão por metade de temporada, significa que o novo antagonista possa não ter grande papel na trama. O que não impede também dos roteiristas o trazerem de fora futuramente. Ao menos tem sido significativo e interessante o que foi mostrado até aqui. Pode ser que Flash ganhe um novo grande vilão na série.

Eric Wallace parece saber o que The Flash precisa e como executar. Mudanças podem ser notadas nesses primeiros episódios. Desde Barry mais independente até ao posicionamento de cada personagem dentro de seu papel. A direção e os roteiro parecem trabalhar em conjunto para entregar enfim uma temporada coerente, divertida e interessante. Enfim, a torcida é para que esse seja realmente o caminho que The Flash irá trilhar até o fim de sua temporada, e mais, daqui em diante.

Imagem: The CW/Divulgação

CURIOSIDADES:

– De acordo com os cálculos de Jay Garrick, a onda de anti-matéria irá engolir a Terra 2, o que acaba acontecendo em Arrow 8×01.

– Na visão de Barry, vemos Cisco novamente como Vibro. Tanto pode significar que Cisco irá recuperar seus poderes em breve quanto que essa tenha sido uma visão de outra linha do tempo alternativa.

– Nos quadrinhos, Allegra Garcia era a filha adotiva do vilão Eduardo Reyes, o Wavelenght. Nascida na Amazônia e criada nas favelas do Rio de Janeiro, ela herdou do pai a habilidade de controlar luz eletromagnética. Depois de condenada a Arkham, Deathstroke e os Titans são enviados para resgata-la. Ela retorna ao Brasil onde mata seu pai biológico. Slade então coloca nela um colar a fim de controlar seus poderes. Sua rápida aparição nos quadrinhos aconteceu em 2011.

– O homem que salvou Esperanza estava usando a logo da organização Black Hole, que nos quadrinhos está ligada ao Godspeed.

– Referências Nerds: Cisco chama Nevasca de White Walker, de Game of Thrones.

Nota do Episódio8.5
Review do segundo episódio da sexta temporada de The Flash, da The CW, intitulado "A Flash of the Lightning”.
8.5
Tags The Flash
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

Post a new comment