Crítica: Rapina e Columba são destaques no episódio 1×02 de Titans

Imagem: Divulgação

Titans acerta em desenvolvimento de personagens

Algo que está extremamente interessante em Titans é a forma como a série está mantendo sua trama, digamos, um pouco mais subjetiva. A causa disso é o foco no desenvolvimento dos seus personagens.

Ao pensarmos em adaptações de HQs, logo imaginamos o quão excitante é ver determinadas batalhas presentes na forma de live action. E ainda que a série tenha ação em doses cavalares, não é apenas isso que vemos aqui. E isso é bom… Muito bom!

Protagonismo divide o foco com novos personagens

Como esperado, o foco continuou sob Dick e Rachel. Mas nesse episódio eles dividiram o protagonismo com outros dois personagens. Ao invés de Estelar e Mutano, como esperado, tivemos destaque para Rapina e Columba. Particularmente, achei um interessante e curiosa escolha do roteiro.

Continua após a publicidade

Algo que ficou bem evidente é que Robin/Dick, Rapina, Columba e Donna Troy (a garota maravilha) foram uma equipe, em algum momento. E algo me diz que isso não acabou muito bem. De qualquer forma, foi com seus dois ex-parceiros que Dick decidiu procurar abrigo para Rachel. Não sei qual era o objetivo do personagem com isso. Sinceramente, achei um pouco jogado e forçado, como se fosse apenas uma desculpa para os personagens aparecerem na série.

Traumas do passado?

Além disso, no início do episódio, notamos que fisicamente – e talvez mentalmente – o Columba já não combate mais o crime como antes. Logo de cara, nos é revelado que Dick e Rapina possuem um passado para lá de caliente. Obviamente que, em algum momento, isso iria causar uma série tensão entre os “machos alfa” e os dois saíram na porrada. Ou pelo menos tentaram, já que a Ravenna trevosa como sempre saiu quebrando tudo. Ela separou a briga sem encostar o dedo em ninguém.

Apesar de lento, o desenvolvimento da Ravenna e, consequentemente, dos seus poderes é totalmente plausível. A personagem está conhecendo os seus poderes. Igualmente, o fato deça não saber sobre a sua origem não ajuda em nada. Por mais que os nossos corações de fã peça, acredito que ainda vai demorar muito para a personagem dizer a sua famosa frase: Azarath metrion zinthos!

Qual é a do Robin de Titans?

Comparativamente, Dick é o personagem mais interessante nesse momento e não a Ravenna. Algumas coisas a respeito do personagem precisam ser explicadas. Por exemplo: Porque, necessariamente, ele deixou o Batman? Porque ele luta violentamente daquela forma? Existe uma áurea sombria atualmente no personagem, porque? No episódio anterior, Dick falou que se separou do seu parceiro porque “estava ficando muito parecido com ele“. Se o Morcego é tão violento quando o Robin, então o Batman do universo de Titans é muito parecido com o do Ben Affleck em Batman vs Superman

Correspondentemente aos quadrinhos, esse é um aspecto que não deixa de ser interessante. Batman não possui um código de ética irrepreensível, de maneira semelhante ao Superman por exemplo. Entretanto, o Morcego possui regras bem concretas quanto ao uso da violência em demasia, tanto que isso já o colocou em rota de colisão com o Jason Todd, o segundo Robin, por diversas vezes.

O que esperar o próximo episódio?

Aparentemente, o próximo episódio, finalmente, mostrará a “equipe” reunida. Estelar e Mutano devem ser introduzidos à trama principal e as coisas ficarão ainda mais interessantes.

Acredito que Rapina e Columba ainda irão aparecer mais na série e, apesar de que seria uma escolha interessante, não acho que o roteiro vai matar a Rapina tão cedo. Aquela família de vilões me deu medo, mas eles parecem ser bem interessantes, espero que aparecem bastante ainda também.

Até a semana que vem 🙂

Easter Eggs e outras nerdices:

– Rapina e Columba foram criados por Steve Ditko (o criador do Homem Aranha) e Steve Skeats lá na década de 60.

– Os vilões do episódio são conhecidos como “A Família Nuclear”. Nos quadrinhos, como o próprio nome diz, eles possuem poderes nucleares, algo que a série decidiu não abordar.

Leia também: Nova série de heróis, Titans agrada – mas é repleta de violência

No comments

Add yours