Crítica: Riverdale caminha para o fiasco com episódios da 3ª temporada

Nem a entrada de um novo possível vilão faz com que as coisas melhorem em Riverdale

Que a trama de Riverdale vem se perdendo, está mais do que claro. São tantos casos aleatórios, que o conjunto da obra está horrível. O enredo principal – G&G foi um fracasso desde que se iniciou e, agora, as novas histórias que aparecem conseguem ser ainda piores.

Família Cooper

Alice está totalmente fora da caixinha e não é mais aquela mãe que tentava proteger suas filhas. A personagem entrou em decadência total. Seu vinculo com a fazenda, de início, era para manter as filhas – e a si mesma – salvas. Entretanto, os mistérios que ocorrem durante a trama nos leva a perguntar: Quem é o problema maior?

A trama de G&G surge na mesma regularidade em que some. Não há novas informações, não há suspeitos. A fazenda, que em tese era para proteger, vem mostrando ainda mais problemas para Alice que parece não querer enxergar. Sendo assim, sobra para a melhor personagem da trama – Betty – cuidar de tudo. Até mesmo da mãe e irmã.

Continua após a publicidade

Família Lodge x Jones

Então a mãe de Jughead voltou para ficar. E, pelo que parece, veio para tomar o lugar de Hiram como vilão. O que para mim é até interessante, já que a trama necessita de outros antagonistas. Contudo, a briga de egos em Riverdale é o que decepciona. Essa briga de Glaydis Jones x Hiram Lodge mal começou e já pode acabar. E piora quando vemos Veronica mergulhada nessa bagunça até o pescoço.

Claro que, o que conta mais em uma trama, são os problemas. E essa briga de famílias ainda renderá muito nessa temporada. Talvez seja interessante apenas pela ideia de ver Hiram perdendo, enfim, uma batalha.

Serpentes de Jughead x Pretty Poisons de Toni

Outro drama pra lá de desnecessário é a briga entre os grupos de Jughead e Toni. A ideia, na teoria, parecia até mesmo interessante. Mas quando colocada em prática, foi difícil de assistir. Jug baniu Toni dos Serpentes erroneamente, já que cansou de passar a mão na cabeça de outros membros que fizeram coisas ainda piores, até mesmo si própria. Toni era uma das integrantes que mais carregava a essência do grupo e a ideia de começar um novo grupo com Cheryl foi ótima.

O problema aqui é colocar, sempre, um contra o outro quando não há necessidade. Claro que, como líder dos Serpentes, Jug se vê na posição de confrontar Toni a fim de que ela pare de recrutar seus antigos membros para seu novo grupo. Mas o pessoal do SouthSide está em decadência total. Jug, em alguns momentos, é um péssimo líder. Agora com Glaydis por perto, pode-se esperar que ele perderá o posto mais alto do grupo para ela.

Para concluir, sem delongas, Archie segue com um plot extremamente mal formulado, desnecessário e sem importância nenhuma. Não tem nem o que comentar.

Confira a promo do próximo episódio!

 

Tags Riverdale
Avatar

Letícia Garcia

Paulista, jornalista e apaixonada por séries e futebol. Grey's Anatomy é a série da vida, mas também é fã de Spartacus, Supernatural, Vikings, Sons of Anarchy e Friends

No comments

Add yours