Critica: Sangue e Água, nova série Netflix, é competente no que se propõe

Critica Sangue e Agua Netflix

Conheça a nova série teen da Netflix

Se tem uma coisa que a Netflix provou é, não importa o país ou a escola, estudantes são todos iguais. No entanto, alguns podem ser mais interessantes que outros. Sangue e Água

Sangue e Água (Blood & Water) é a mais nova produção da categoria “drama adolescente”. A plataforma sabe que possui um nicho fiel sedento por novas histórias que exploram os dramas e alegrias dos jovens e a prova disso é a quantidade de conteúdo nesse seguimento que só aumenta.

Sangue e Água é a segunda produção original africana da plataforma e conta a história de Puleng Khumalo (Ama Qamata), uma jovem de 16 anos que vive a sombra do desaparecimento da irmã mais velha que nunca conheceu. Tudo muda quando ela conhece uma garota em uma festa e começa a desconfiar que ela possa ser sua irmã. Puleng, então, decide mudar de escola para se aproximar de Fiks (Khosi Ngema) e investigar a vida da garota para descobrir a verdade.

A introdução da série pode ser um pouco mórbida, mostrando uma família em luto comemorando o 17° aniversário da filha sequestrada. Mesmo abordando alguns temas delicados, a série não abraça seu lado sombrio. Ao invés disso, entrega uma trama vibrante cheia de sol, romance e musica.

Continua após a publicidade

Série se mantém interessante ao explorar seus personagens e tramas

Em Sangue e Água quase todo mundo está escondendo alguma coisa, e a trama trabalha com todos esses segredos e mentiras. A investigação de Puleng acaba esbarrando em uma história complicada sobre trafico de crianças que envolve sua família e as famílias de seus novos colegas de escola. Os alunos têm seus próprios segredos que se revelam no decorrer da temporada.

Fiks é a menina de ouro do colégio, a melhor nadadora e cheia de privilégios. Provar que ela é sua irmã não é tão simples assim e Puleng percebe isso à medida que se infiltra em uma nova realidade social e no ciclo de amigos de Fiks adotando um novo nome. A relação das duas é problemática, o que dificulta ainda mais a investigação de Puleng. Uma trama envolvendo a relação de um professor e uma aluna toma proporções midiáticas e explora as consequências desse tipo de relacionamento.

Grande parte da ação se passa na Parkhurst College, uma escola preparatória de elite. Como toda escola de privilegiados, os alunos são reflexos de suas famílias. Mas aqui alguns estereótipos são subvertidos. É interessante ver a aluna branca e loira como a traficante da escola e a garota negra como a líder do grupo popular. A questão da bissexualidade ou pansexualidade é tratada de forma divertida e nada apelativa. Existe uma boa parcela de sexo, mas a série não se apoia nela.

Considerações

Sangue e Água traz uma trama interessante e dá espaço para representação aos jovens sul-africanos, algo pouco comum. Mas ainda é uma série adolescente. Festinhas com álcool, drogas, sexo, romance e invasões ao colégio estão presentes. A produção também dá espaço para critica sobre classes, raça e privilégios. Sem dúvida. o tema sobre tráfico humano é importante e se destaca.

Quando se fala em continente africano, a maioria tem em mente uma imagem bem especifica, no entanto, Blood & Water apresenta ao publico imagens exuberantes que pode surpreender o publico. Filmada na Cidade do Cabo, na África do Sul, a série apresenta paisagens de encher os olhos.

Quase todos os personagens são bem explorados. Eles são motivados e suas ações causam reviravoltas interessantes que movimentam a trama. Apesar de notar que são jovens atores o elenco no geral cumpre bem seu papel. A tecnologia e seus riscos também estão presentes. Pode ser comparada com Elite e Gossip Girl pelos uniformes e os dramas adolescentes, mas com uma atmosfera menos pesada e mais vibrante.

Infelizmente, a conclusão não é muito satisfatória. No entanto, a produção acertou na quantidade de episódios e entrega uma temporada bem amarrada com potencial a ser explorado em futuros episódios. Uma série protagonizada por uma negra, com um elenco predominantemente negro aliado a uma boa história de investigação são motivos suficientes pra quem dá valor a representatividade.

A primeira temporada de Sangue e Água é composta por 6 episódios.

Confira abaixo o trailer da série:

Nota da temporada8
Critica da primeira temporada de Sangue e Água, produção original Netflix.
8
Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. Adoro realitys. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, Blindspot , Ozark, La Casa de Papel entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.

No comments

Add yours