Crítica: Sob Pressão – Plantão Covid surpreende ainda mais na parte 2

Sob Pressão encerra especial Plantão Covid de forma emocionante

Se as emoções tomaram conta da primeira parte desse especial de Sob Pressão Plantão Covid, se segure na cadeira. Isso pois a segunda parte traz ainda mais a tona realidades vividas por todos nós. Apreensão e medo são sentimentos que passaram na cabeça de toda a população durante essa pandemia. Foi somente sentindo na pele que muitos puderam realmente acreditar na gravidade da doença. Foi exatamente assim que Plantão Covid conseguiu surpreender a todos mais uma vez.

Voltando ao passando para compreender o futuro!!

Antes de tudo, que excelente escolha de elenco. Ao olhar Ravel Andrade em cena eu só conseguia ver Julio. O ator que faz a versão mais jovem do doutor Evandro é irmão do protagonista. Alguns momentos eu poderia jurar que a equipe de maquiagem tinha bolado algo tão criativo que rejuvenesceria Evandro.

Mas é apenas uma simples semelhança familiar. Além da cumplicidade entre irmãos, percebemos o alvoroço dos fãs na rede. Já tinha sido mencionado em entrevista exclusiva que teríamos flashbacks neste especial. Acho que foi um curioso jeito de abordar o sonho de Evandro pela sua carreira e poderá ser ainda melhor utilizado nos próximos anos. Em outras palavras, estamos bastante ansiosos com o que pode vir por aí!!

Alguns meses se passam e pouco muda…

Por mais apreensivos que muitos ainda estejam, é nítido a “tranquilidade” que a população mundial está tratando a doença. Na série, vimos o papel de Marcello Melo Jr. enfrentar a equipe de saúde de forma similar a realidade. O mundo não queria parar suas atividades e muitos não o fizeram. Nesse sentido, somente vivenciando na pele a dor da perda para perceber os erros da ignorância. Eu consegui sentir a dor da culpa de seu personagem quando a irmã veio a falecer. Ao mesmo tempo, senti um nó na garganta com suas críticas a Carolina e seu modo de trabalhar.

Continua após a publicidade

Não somente este ponto, mas diversos outros trouxeram lembranças do que está sendo a pandemia. As tão mencionadas fake news na porta do hospital deram o que falar. Assim como visto na série, até hoje ainda se discute qual seria a receita caseira ideal para o combate da pandemia. Muito se falou e pouco se viu. O que a medicina moderna possui de científico está ligado a produção de vacinas e esperança em um mundo melhor. Assim como disse Fabiula Nascimento na pele da mãe de Evandro: as vezes basta ter fé.

Duas mensagens de esperança!!

Em suma, a série de produção exemplar veio em momento crucial. Com toda a rigorosidade da produção realizada nos últimos meses, o especial traz sentimentos únicos. Como já havia mencionado em outra matéria, a música especial de Chico Buarque e Gilberto Gil se fez presente no episódio. Com o título de Sob Pressão, ela traduz sentimentos tão íntimos e pessoais que vivem os profissionais de saúde no meio da pandemia.

Logo abaixo, deixo o vídeo da excelente composição liberado ontem no canal de Gil. Dessa forma, como não poderia ser diferente, Evandro finaliza o especial com um discurso inspirador. No meio de tanta especulação, de tanta indiferença, de tanta despreocupação; temos um pedido de socorro. Todavia, ele não é feito no desespero, mas, sim, na esperança.

“Eu sei que ser profissional de saúde nesse momento tá muito difícil. Todo mundo tá exausto. Mas quem trabalha aqui dentro, entende a vida de outra maneira. A gente precisa defender a saúde pública. A gente precisa acreditar na ciência. Só assim vamos ter um mundo mais justo. Um país mais humano. Bora trabalhar gente…”

E você, gostou do especial? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades das séries aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do Episódio9.5
Segunda parte do especial de Sob Pressão - Plantão Covid, exibido na última terça (13/10/2020) pela Rede Globo e disponível no Globoplay.
9.5
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Arthur Barbosa 16 outubro, 2020 at 18:33 Responder

    Na verdade, o “flashback”, muito diferentemente do que você afirmou no texto acima, Lucas, mostrou que o Evandro nunca teve o sonho de ser médico, e sim seguir carreira de fotógrafo, por influência de seu pai. Foi a partir do momento que ele conheceu o Dr. Samuel que tudo mudou, e olha que foi mostrado muito pouco dessa escolha dele, né?!

Post a new comment