supergirl 4x04

Crítica: Supergirl aparece com novo uniforme no episódio 4×04

supergirl 4x04

Imagem: The CW/Divulgação

Supergirl e seu novo uniforme

Após ter ficado entre a vida e a morte, Supergirl enfim pronta para voltar a ativa? Não necessariamente. A Kryptonita ainda não saiu da atmosfera, e a situação era preocupante. Mas, a série é da bonita, e mais um episódio de escanteio já poderiam mandar cancelar, não é mesmo?

O mundo estava precisando da nossa heroína, mas ela não estava pronta para isso. Gostei da dinâmica para colocá-la de volta a ativa. Uma coisa que curti foi a química entre Brainy e Lena, que aliás tudo se deve a ele. Quando Winn saiu na última season finale, pensei comigo o porquê desse personagem ter sido promovido a regular. Sinceramente? Até o momento estou pagando minha língua.

Pra poder entrar em ação, sem ter o risco de morrer, foi criado um uniforme exclusivo para nossa heroína. Vocês se lembram do uniforme mostrado na San Diego Comic Con, e que muitos questionaram sobre o mesmo? Pois bem, parece que agora tudo faz mais sentido.

Com Supergirl de volta, mesmo que não totalmente, uma coisa me incomodou. J’onn teve um surto do nada, se arrependendo de ter saído do DEO, enquanto Alex mostrou-se totalmente desesperada. Gente, apenas melhores e aquietem seus fachos. O marciano quis sair, ela aceitou a proposta de sucedê-lo. Amadureçam, apenas isso. Sério, esses dois me irritaram profundamente nesse episódio.

Uma nova ameaça a caminho?

Imagem: The CW/Divulgação

No meio dessa bagunça toda, fomos apresentados a um novo personagem. Manchester Black já havia sido mencionado, também no painel da série na SDCC, que estaria nessa temporada. Eu pensei que sua aparição aconteceria no segundo, mas como quase sempre, errei!

plot do rapaz soube se interligar com os acontecimentos desse episódio, o que me deixou bem atento. O melhor de tudo isso foi a sua interação com J’onn, o que achei bem bacana. Me chamem de exagerado, mas eu curti isso, e não demorou muito para eu torcer para um bromance entre os personagens. O rapaz nos quadrinhos é um dos inimigos de Superman, mas não acredito que na série possa a vir um verdadeiro vilão. Na minha opinião, ele terá traço de um anti-herói, mas com grande papel fundamental na reta final dessa temporada.

Eu achei tudo que aconteceu aqui muito perdido, entretanto uma coisa me deixou bem feliz. Finalmente os irmãos Grave rodaram. Já tivemos a história do Agente da Liberdade mostrada inicialmente, e agora a chegada de Manchester Black, logo a presença deles já estava saturada.

Não foi só Kara que foi resgatada do churrasco, sua versão russa também. Apesar da rápida aparição, a Supergirl comunista também que se isolar da Kryptonita no ar. Ainda bem que isso já acabou, pra não termos que ver a original outra vez com aquele uniforme horroroso. Agora essa sua versão aí, está mais que na hora dela ser explorada em cena. Agiliza aí, meu povo!

PS: A burrice de Lena me incomoda demais. Mesmo com todo esse pandemônio, ela não conseguiu sentir falta de Kara na CatCo. Me ajuda Brasil!

Tags Supergirl

Share this post

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!