Critica: Tensão e perigo no episódio 3×18 de Blindspot

Imagem: NBC/Divulgação

Watch your back!

Depois de sua última pausa, Blindspot está de volta para os últimos episódios da temporada. E seu retorno não poderia ser melhor. Nossa equipe estava com alvo nas costas e tive que lutar para sobreviver em uma noite que nunca será esquecida.

Hank finalmente lembrou do plano de matar a equipe do FBI e Roman precisou agir, agora não mais para provar sua lealdade, mas, sim, para destruir a nova família de sua irmã. O episódio apresentou a dinâmica de mostrar o ponto de vista de cada personagem e isso trouxe tensão, suspense e um bom ritmo de ação.

Para falar a verdade, não tive dúvida que a equipe tivesse alguma baixa, mas ver cada um sendo caçado por assassinos profissionais deu uma certa adrenalina.

Continua após a publicidade

Todos os agentes escaparam e eliminaram seus assassinos menos Jane. Roman sempre reserva algo especial para a irmã. Ela precisava ser sequestrada para ele entrar em contato só para informar que antes dela morrer ele teria o prazer de mostrar sua equipe eliminada. Um terror psicológico que ele gosta de fazer.

Penso que o plano nunca foi matar Jane, apenas Kurt e os outros. Apesar de ser movido a ódio e vingança, Roman não tem coragem de matar a irmã, mesmo que isso fosse pelas mãos de uma assassina contratada. Ele chegou no mesmo ponto que Jane já esteve. Mesmo tendo a oportunidade de matar, faltou coragem.

Apesar da raiva de Roman e dos esforços em selecionar um time classe A de assassinos, sua missão não deu certo. Como um criminoso procurado pelo FBI, que manda eliminar a equipe que está bem perto de capturá-lo, decide simplesmente desistir de eliminar o problema para focar em outra coisa?

A equipe teve que lidar com os ataques e todo o turbilhão que estão vivendo.

As tramas continuam se desenvolvendo e Reade está e maus lençóis. A investigadora do FBI sabe que ele guarda algum segredo e depois de tudo que aconteceu com Hirst, qualquer possibilidade de corrupção no FBI precisa ser eliminada.

Infelizmente, ela estava no local errado e na hora errada e acabou sendo eliminada pelo assassino de Reade. Talvez a investigação de Reade não dê em nada, agora que a investigadora morreu e Rich destruiu a carta de suspensão de Reade.

Zapata e Patterson ainda estão na mesma. Eu até pensei que Patterson poderia reatar a amizade depois que Zapata  salvou sua vida. Ainda bem que fugiram desse clichê e mostram uma personagem realmente decepcionada com a traição de uma amiga.

Trazer o passado de Zapata serviu apenas para a personagem se reencontrar depois de toda confusão e crise profissional. Apesar de seus meios, Zapata é melhor como agente do FBI. É ali que estão seus amigos e sua família.

E o que dizer do discurso final “Nós vamos mudar o mundo”? Só eu lembrei do plano doentio de Sherperd? Hank está prestes a reativar o programa Sandstorm ou ele nunca foi desativado? Vamos aguardar!

Até o próximo episódio!

Tags Blindspot
Yuri Alves

Yuri Alves

Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Um escritor a procura do meu espaço. Amante dos livros e da boa música. Adoro realitys. A série da minha vida , The OC. No Mix, sou responsável pelos textos de algumas séries como, Blindspot , Ozark, La Casa de Papel entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.

No comments

Add yours