Crítica: The Flash segue com episódio mediano em 4×19 “Fury Rogue”

Imagem: The CW/Divulgação

Após um excelente episódio na semana passada, The Flash teve um episódio mais fraco. Fury Rogue veio para cumprir a cota de participação da Galeria de Vilões (Rogues, no original) por temporada. Na série, infelizmente o grupo de vilões se resume a apenas Leonard Snart. E dessa vez tivemos o retorno de Leo da Terra-X, uma versão mais heroica do personagem.

Leo foi a saída que a produção do Arrowverso encontrou para manter participações esporádicas de Wentworth Miller nas séries. Como vimos no grande crossover desta temporada, Leo continua agradando fãs e produção. Seja com sua atuação mais expressiva e cartunesca, ou com suas piadas afiadas e experiência sentimental e em combate físico. A participação do personagem também teve certa relevância nos momentos de aconselhamento a Barry.

Continua após a publicidade

Por falar em Barry, nosso herói maduro e melhor desenvolvido teve uma queda neste episódio. Todos os sentimentos retraídos de todas as perdas que já sofreu na vida veio à tona agora em luto por Ralph Dibny. Como Dibny não era um dos meus personagens favoritos, acho difícil comparar a morte dele com as de Ronnie, Eddie ou mesmo os pais de Barry, como tentaram fazer no episódio. Essa não foi a primeira vez que alguém se culpa pela morte de outro no Arrowverso. Mas entendo que ele precisava desse momento para trabalhar esses sentimentos, afinal de contas ele é um humano como todos nós. Só torço para que isto não se prolongue nos próximos episódios evitando assim voltar aquele sentimento pesado presente na temporada passada.

A participação de Katie Cassidy no episódio como Sereia-X foi uma grata surpresa. Quem acompanha Arrow sabe que a atriz se sai muito melhor interpretando uma vilã. Melhor ainda agora que conhecemos mais uma versão da Sereia Negra de outra Terra. Só acho que houve uma grande falha de roteiro quando vimos ela ouvir a chegada do Flash à delegacia e conseguir derruba-lo desafiando as leis da física. Momentos assim não podem acontecer numa série enraizada na ciência. Acaba tirando toda a credibilidade do episódio e tornando a cena boba.

Imagem: The CW/Divulgação

Não demorou muito e Wells compartilhou o problema que tem passado com Cisco e cia, o que é um bom sinal. Mais uma mostra do diferencial em relação às temporadas passadas. Os dois personagens sempre fizeram uma ótima dobradinha em termos de cenas cômicas ou sentimentais. Neste episódio não foi diferente. A torcida é para que Wells encontre uma solução para seu problema e continue firme no grupo. Caitlin também descobriu que Nevasca não se foi por completo, o que deixa margem para seu retorno ainda nesta temporada, ou mesmo na próxima.

DeVoe não teve um grande momento neste episódio que não fosse mostrar suas habilidades com o corpo elástico de Dibny. Sua relação com Marlize está completamente abalada e, já disse aqui antes, acredito que ela irá de alguma forma se aliar ao team Flash. Talvez numa tentativa de conseguir seu velho amor de volta.

Também começamos a ver pela primeira vez os planos do vilão começar a falhar. Não sei se a saída mostrada pela série me agrade tanto (ou mesmo a todos). Como seus poderes advém do cérebro super inteligente, o personagem age pela razão de tudo. A falta de sentimento, a que se absteu, poderá ser seu grande ponto fraco. Já prevejo cenas ou mesmo um final clichê baseado no sentimento de união, amizade, etc. Mas continuo na expectativa da temporada nos surpreender também em seu final. Quais as suas teorias?

CURIOSIDADES:

– DeVoe chama Sereia-X de Banshee. Nos quadrinhos, existe uma vilã chamada Banshee Prateada que tem poderes semelhantes a da Sereia-X. A personagem inclusive já fez algumas aparições em Supergirl.

Referências Nerds:

  1. Leo diz que Barry pode literalmente viajar De Volta para o Futuro, fazendo referência ao filme de mesmo nome.
  2. Cisco menciona que Fissão está tão fora do radar que seria preciso dois livros do autor Tom Clancy para Jack Ryan o encontrar. Jack é um personagem dos livros do autor cuja série de TV estreará em agosto na Amazon Video. Será estrelada por John Krasinski (Um Lugar Silencioso).
  3. Quando Cisco usa o chapéu pensador, ele grita “Pikachu!”.
Tags The Flash
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

No comments

Add yours