Crítica: The Flash desconstrói grande vilão dos quadrinhos em 5×18 “Godspeed”

The Flash enfim voltou de seu último hiato antes do fim da temporada

O aguardadíssimo episódio de The Flash que introduziria o grande vilão Godspeed enfim chegou, mas com ele veio sentimentos contraditórios. Por isso, nessa review, escolhi analisar o episódio através de tópicos que contém diferentes pontos estruturais do episódio.

Direção

Danielle Panabaker, nossa querida Caitlin Snow/Nevasca, fez sua estreia como diretora. Ela tinha em suas mãos um episódio muito importante para a temporada, então a pressão pode ter sido alta. Mas podemos dizer que ela teve sua missão cumprida. Desde enquadramentos e planos, a direção de atores, tudo esteve bem fluido dentro do episódio e da trama da temporada. Sua experiência desde o episódio piloto como parte central do elenco de The Flash teve papel importante nesta conquista.

Diferente de outras séries onde membros de seu elenco decidem se aventurar por trás das câmeras, o que acho interessante em The Flash é a oportunidade que dão a eles colocando em suas mãos episódios centrais da temporada. Com Tom Cavanagh foi assim, já que ele chegou até a dirigir o 100° episódio, e agora com Danielle não poderia ser diferente. Torço para que ela possa continuar dirigindo mais episódios nas futuras temporadas.

Godspeed

Decepção. Esta é a palavra que melhor descreve essa introdução do deus da velocidade em The Flash. Usaram um dos melhores recentes vilões dos quadrinhos da forma mais medíocre possível. O tornaram num velocista inferior que depende do uso da droga Velocity-9 para ter seus poderes, e que é facilmente derrotado por Nora que, não só tinha acabado de descobrir seus poderes, como mal sabia utilizá-los. Como um velocista desse se auto-intitula deus da velocidade? Para completar essa lamentável concepção, usaram um ator desconhecido e inexperiente para dar vida ao seu alter-ego, que teve pouquíssimos segundos em tela. Eu prefiro acreditar que o personagem volte no futuro da série repaginado. Quem sabe com a viagem no tempo de Nora o velocista ganhe uma nova formação.

O uniforme do personagem não foi de todo ruim, mas poderia ter sido melhor. Os olhos negros na máscaras pareceram artificiais a todo momento. Tanto que te faz questionar se está realmente vendo um ator uniformizado ou um personagem criado 100% em CGI. Sei que Nora precisava de um velocista em sua história de fundo, e que também já temos Cicada e Thawne como vilões centrais nesta temporada. Mas a expectativa para uma grande participação de Godspeed nesta quinta temporada era alta.

Nora

Enfim a história de fundo de Nora, a XS, foi contada. Toda a trama passada no futuro foi em parte intrigante. Foi interessante vermos como a personagem descobriu seus poderes e como isso abalou o relacionamento com sua mãe. Assim como todos os outros segredos que Barry e cia esconderam dela sua vida toda. Nora continua sendo uma personagem infantil e imatura para a idade da personagem e para The Flash em si. Mas o que realmente tem salvado sua participação são os recentes acontecimentos e seu relacionamento com Eobard Thawne. Essa sem dúvida tem sido a parte mais instigante para a personagem. Após Barry isola-lá no presente e abandoná-la no futuro, acredito que Nora irá se aproximar ainda mais de Thawne e quem sabe acompanharemos sua transformação numa vilã. Não definitivamente, mas que poderá trazer trabalho para Barry.

Thawne/Barry

O ponto alto do episódio. A hostilidade entre Eobard Thawne e Barry Allen é desde o início da série o motivo central. Há tempos não víamos os dois personagens cara a cara e agora talvez seja a hora certa de resgatar a questão. Esse seria um fechamento perfeito para a quinta temporada de The Flash, não Cicada. Barry tem me surpreendido muito nestes últimos episódios. Quando Thawne está envolvido, não tem quem ou o quê que lhe faça mudar de opinião. Nem mesmo quando quem está envolvida é sua própria filha. Sua reação e a forma como agiu com Nora tanto no episódio passado como neste me deixou chocado. Disso pode irromper grandes obstáculos para os personagens, mas não vejo isso como um problema. Me deixou na verdade ansioso para ver o que pode desencadear.

Restam poucos episódios para o fim da quinta temporada e o futuro é incerto. Se levarmos em consideração os acontecimentos deste episódio, podemos esperar um desfecho interessante. Mas não podemos esquecer que ainda temos que aturar mais episódios envolvendo Cicada (vendo este episódio tinha até me esquecido de sua existência), que já poderia ter saído de campo há tempos. Os planos dos roteiristas para a vilã ainda são imprecisos e temerários. Mas a torcida é para que The Flash possa ainda amarrar a temporada dando seu melhor.

Imagem: The CW/Divulgação

Curiosidades em The Flash:

– Nos quadrinhos, Godspeed tem uma ligação mais pessoal com Barry Allen. Eles eram amigos que acabam se tornando inimigos. O irmão de August Heart é assassinado e August ganha seus poderes em uma tempestade de raios. Barry acaba contando a ele que é o Flash. Após matar o principal suspeito de assassinar seu irmão, ele se vira contra Barry, o que o leva a se tornar um vilão.

– A história de origem de Nora fez varias referências a de Barry no episódio piloto. Nora chegando atrasada numa cena de crina; Nora acordando do acidente ao som de “Poker Face”; A primeira vez usando seus poderes e parando dentro de um caminhão.

– Nos quadrinhos, Lia Nelson é o Flash da Terra-9.

– Nos quadrinhos, os irmãos ladrões Bug e Byte são inimigos do Nuclear. Apareceram pela primeira vez em The Fury of Firestorm #23 em 1984.

– Nora pega o anel do Flash em uma caixa com o rótulo “Uniforme do Flash versão 16” com a logo da Choi Industries. Referência a Ryan Choi, a futura versão do Átomo, que ajuda a criar o anel do Flash.

– O caminhão que Nora tromba nomeado como Gambi & Sons pode ser uma referência a Black Lightning. Peter Gambi é amigo de Jefferson Pierce e quem cria o uniforme de Raio Negro. Nos quadrinhos, Peter é irmão de Paul Gambi, que desenvolve uniforme para os vilões de Central City. Principalmente da Galeria de Vilões.

– No vídeo que Barry filma para Nora, é possível ver um céu vermelho e ouvir a voz de Oliver Queen. A cena provavelmente se passa durante a Crise nas Terras Infinitas, o grande crossover da próxima temporada.

Nota do Episódio8
Review do décimo oitavo episódio da quinta temporada de The Flash, da The CW, intitulado "Godspeed".
8
Tags The Flash

Share this post

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.