Crítica: The Flash entrega final insatisfatório no episódio 7×03

Imagem: The CW/Divulgação

O final original da sexta temporada

The Flash enfim chegou ao episódio que deveria ter sido a season finale da sexta temporada. O que significa o fim da trama da Mestre… ou melhor, Monarca dos Espelhos.

Continua após publicidade

Apesar dessa segunda parte da temporada ter tido seus altos e baixos, era de se esperar ao menos um episódio mais grandioso e uma trama mais intricada. Afinal de contas, os roteiristas tiveram um longo intervalo antes dos episódios finais para trabalhar, ou reajustar, os roteiros. Houve a tentativa, mas o episódio falhou.

Continua após a publicidade

Quando escolheram adaptar uma nova versão do Mestre dos Espelhos para a série, era de se esperar uma trama não tão intricada como as outras. Afinal de contas, apesar de ser um vilão clássico dos quadrinhos do Flash, o Mestre dos Espelhos não é dos grandes. Ou seja, precisariam criar uma boa história que se estenderia por metade de uma temporada completa. Sendo assim, o final deveria ser a altura.

Continua após publicidade

Até tentaram ao colocarem um exército de cópias de Eva atacando a todos pela cidade, mas os efeitos visuais foram fracos (o que pode até ser “justificável” já que o episódio agora estava inserido no meio da temporada). E para completar, a resolução para a trama foi ruim. Mais uma vez os roteiristas optaram por apelar pelo lado emocional dos personagens, trazendo um final superficial e vexatório. Resultado: uma Eva emotiva, deixando seu lado mais humano falar, desistindo de seus planos para voltar a viver no mundo dos espelhos.

Personagens escassos

Para completar, fizeram com que Íris fosse a fonte necessária para o retorno da Força de Aceleração e dos poderes do Flash. Íris foi uma personagem que teve uma boa melhora ao longo da sexta temporada, e espero que continue assim nesta sétima temporada. Mas algumas coisas acabam sendo demais. Como a tentativa de dar novos poderes a ela, o que, ainda bem, aconteceu apenas neste episódio. Totalmente enfadonho para a enredo.

Continua após publicidade

O mesmo pôde-se dizer das cenas envolvendo Joe e Cecile sendo perseguidos por uma das cópias. Não só foi desinteressante, como chegaram ao ponto de fazer Joe desistir e se entregar para o mundo dos espelhos. Em outros pontos ao longo da série seria até “aceitável”, mas nessa situação mostrou o quão escasso está o casal de personagens em The Flash.

Um “cliffhanger” que promete

Apesar desses pontos baixos, o episódio também teve seus pontos notáveis. A começar pelo trio original lutando juntos: Flash, Vibro e Nevasca. Mesmo que por pouco tempo, a cena dos três enfrentado as cópias de Eva trouxe aquele calor para os fãs de The Flash. O mesmo pôde-se dizer do resgate do Dr. Harrison Wells original. Apesar de sua abrupta despedida, provavelmente o veremos mais ao longo da temporada. Também foi interessante e cômico como conseguiram trazer Ralph Dibny de volta para se despedir da série, sem precisar trazer o ator de volta.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

O cliffhanger para a trama central dessa sétima temporada foi, talvez, o ponto mais importante e empolgante do episódio. Isso porque aqueles raios coloridos disparados ao céu, no momento em que Barry recupera seus poderes com a ajuda de Íris, trouxe não só a Força de Aceleração (raios amarelos), como também outras três forças. Sendo: Força da Inércia (raios verdes), Força da Sagacidade (raios azuis) e Força da Força (raios vermelhos). “Force Quest” foi um dos arcos mais recente nos quadrinhos do Flash, ao qual cada uma dessas forças busca um “avatar” que o represente, com o Flash sendo de Aceleração. Pode vir a ser uma trama curiosa para este sétimo ano que ainda pode trazer a origem de Godspeed, tanto especulado pelos fãs.

Agora que a trama da sexta temporada enfim se encerrou, a sensação que fica é de alívio. A série já tem seis anos de experiência e sabem bem quais são seus pontos fracos, é só saberem evitá-los.

Principalmente como o fato de Barry perder seus poderes constantemente ou precisar constantemente de auxílio quando em campo. Mudanças são sempre bem-vindas. Então, agora poderemos entrar de vez em uma história nova, o que os fãs de The Flash já estão além de preparados. Que comece então de verdade a sétima temporada!

E você, o que achou do episódio? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.