Crítica: The Flash revela origem de personagem em 5×06 “The Icicle Cometh”

Imagem: The CW/Divulgação

The Flash enfim trabalhou a origem da vilã mais querida da série: Nevasca.

O aguardado episódio de The Flash prometia um grande momento para a mitologia da série. Entretanto, foi aquém do esperado. Infelizmente, isso se deve a um grande problema que tem permeado a série de um tempo pra cá: execução.

A trama desta temporada tinha um grande potencial desde sua essência. A escolha do vilão, a chegada de Nora do futuro, as consequências do desastre do satélite, e o retorno e origem da Nevasca. Só que todas essas diferentes tramas têm sido mal executadas na série. Desde roteiro, passando por caracterização (novo uniforme do Flash) chegando a direção.

Origem de Nevasca

O episódio dessa semana foi bem dividido, mas teve um bom começo. As coisas estavam acontecendo rápido e de forma interessante até chegarmos a divisão dos grupos. Claramente, o que salvou o episódio foi o foco na trama de Nevasca. Ver o trio original se reunindo para apoiar Caitlin em um momento difícil foi de aquecer o coração. Faz falta acompanharmos os três juntos investigando um meta-humano e tendo que lidar com os problemas sozinhos. Mas com o crescimento do elenco, tem se tornado raros tais cenas.

Continua após a publicidade

Kyle Secor foi uma boa escolha para encarnar o vilão Geada e pai de Caitlin. Só que toda sua história se mostrou um pouco rasa em tela. Talvez por um roteiro previsível e não tão rico, até mesmo por uma boa direção para contornar esses problemas. De toda forma foram feitas ótimas referências a personagens dos quadrinhos assim como enfim vimos o retorno de Nevasca. Danielle Panabaker sempre esteve muito bem na personagem e dessa vez parece que acertaram na caracterização da personagem (maquiagem e peruca). Gostaria de ter visto mais do embate de gelo, mas agora teremos que aguardar mais por esse momento.

Pontos baixos

O restante do episódio foi ladeira abaixo. Com o afastamento de Jesse L. Martin das filmagens de The Flash, muito foco tem se dado a Danielle Nicolet que não tem conseguido sustentar sozinha a casa West. Sua parceria com Ralph neste episódio foi desinteressante ao extremo e apenas para preenchimento de roteiro. Já do outro lado, tivemos uma boa interação entre Íris e Nora, apesar de não termos visto o momento do resgate de parte do satélite do mar. Só que ainda incomoda o fato de Nora ser muito infantil, em atitudes e palavras. Prova de que a personagem não tem sido bem dirigida, inclusive por parte de roteiro.

Com o constante apelo para uma história leve e cômica, The Flash tem se limitado. Sabemos que não é preciso ter uma trama pesada para se ter uma ótima história. Só ver pelas duas primeiras temporadas. A má execução na produção da série tem desmerecido seu grande potencial. Torço para que a produção recupere o gás que um dia já tiveram e consigam reverter a situação, fazendo com que essa quinta temporada ainda surpreenda e empolgue o público.

Imagem: The CW/Divulgação

CURIOSIDADES FLASH:

– O título do episódio faz referência a duas obras. A peça “The Iceman Cometh” (1973) e a edição de The Flash: Season Zero (adaptação da série em quadrinhos), com o título “The Strongman Cometh”.

– Nos quadrinhos, existem dois Geadas. O primeiro é Joar Mahkent, vilão do Lanterna Verde que usava uma arma de raios de gelo, mas foi morto na Crise das Terras Infinitas. O segundo, seu filho Cameron Mahkent, nasceu meta-humano com poderes criogênicos.

– No fim do episódio 5×01 “Nora”, vemos que a certidão de óbito de Thomas Snow foi assinada por Cameron Mahkent, nome do Geada nos quadrinhos.

– Thomas disse ter se consultado com uma cientista chamada Louise Lincoln. Nos quadrinhos, este é o nome da primeira Nevasca antes de Caitlin Snow.

– Thomas também diz manter contato com Victor Fries, o Sr. Frio, vilão do Batman.

– A meta-humana que vemos Cicada atacar neste episódio é Raelene Sharp, a Razorsharp (Serrilha, no português). Foi atacada pelo parasita alienígena Venev e descobriu que pode transformar seus braços em lâminas que cortam qualquer coisa. Sua primeira aparição foi em 1993 em Robin Annual e morreu nas Crises Infinitas em 2006.

– Referências Nerds:

  1. Ralph chama Cecile de Deanna Troi, personagem de Star Trek: The New Generation (1987).
  2. Cisco chama Caitlin de Dr. Quinn, série de 1993.
  3. Cecile chama Vance Brandon de Bagger Vance, de Lances da Vida (2000).
  4. Cisco chama Thomas de “Snow Country for Old Men”, referência a Onde os Fracos Não Tem Vez (2007).
Tags The Flash
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

No comments

Add yours