Crítica: The Good Doctor traz 2×12 com tudo que precisávamos mas não sabíamos…

Sim, meus amigos, tivemos um episódio carregado de emoção e sem casos clínicos em The Good Doctor. Mesmo que esperássemos as consequências, nunca imaginaria um impacto tão grande. Houveram tantas provações de caráter e momentos intensos que nunca imaginaria. Lim e Melendez vivendo um amor adolescente escondido? Isso sim que o público quer ver… O casal se tornou o queridinho de muitos fãs e acredito ter um futuro brilhante – apesar de já ter defendido Brown e Melendez diversas vezes por aqui.

Continua após as recomendações

Consequências trazem medidas inesperadas em The Good Doctor

Mencionando nossa querida doutora, mais um plot familiar intenso e, por mais estranho que possa parecer, com uma solução inusitada. Embora Reznick não seja a flor mais perfumada do jardim, esse episódio trouxe surpresas. A personagem está em um processo de desenvolvimento interessante, onde suas características podem ser usadas de maneira mais agradável. Um gênio difícil, uma garota de opinião forte, uma pessoa que passou por muita coisa no último episódio, mas é também alguém que corre atrás do que quer e quase sempre consegue.

Imagem: ABC/Divulgação

Continua após a publicidade

Falando em corridas, o que foi aquele kart? Podia jurar que Glassman iria bater e o episódio iria virar ainda mais impactante. Mas pelo menos não aconteceu nada, ainda. Infelizmente, não sei se tenho boas expectativas para nosso preceptor sênior de vida. O mestre está cada vez mais debilitado pela sua doença e muitos já perceberam isso dentro da série. Vai ser triste uma possível partida dele e Shaun ter que se virar sozinho. Contudo, acredito que estão conseguindo estabilizar bem a condição do nosso protagonista com seus colegas de trabalho e sua relação. Lea mesmo é um exemplo, ele finalmente teve a coragem de tentar se soltar, mas parece que foi tarde demais. #ShaunGenteComoaGente

O Dia de São Valentim está chegando!

Em clima de declarações e amor, além da aventura adolescente dos preceptores, temos a possível volta de Park com a esposa. Não sei se estão fazendo isso para destruir o casal no futuro, mas tenho sérias esperanças nesse comeback. Acho que ela tem uma importância crucial na vida dele, como podemos perceber neste episódios, e será interessante vê-lo trabalhar a personalidade. O filho tem um impacto muito importante neste retorno e acredito que na série como um todo, podemos esperar mais do garoto. Embora ainda recente, a adição deste plot promete repercussões…

Nosso plantão habitual de The Good Doctor retorna na próxima semana e com ele uma proximidade entre médico paciente no que se diz respeito a patologia. O dilema de Shaun em entender sua própria condição e auxiliar pessoas que convivem com o mesmo quadro. Segue um pouco do que vem por aí e aguardo vocês. Até lá!

Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours