Crítica: The Mosquito Coast é a série que você precisa descobrir

The Mosquito Coast

O arquétipo do anti-herói encontrou espaço na TV e tem crescido cada vez mais. Desta forma, Tony Soprano, Walter White, Don Draper e outros símbolos da televisão moderna representam os nossos tempos. Assim, saem os mocinhos íntegros e entram em cena os homens e mulheres que são e fazem o que for preciso. Logo, aprendemos a torcer por gangsteres, traficantes, golpistas e assassinos. The Mosquito Coast bebe na mesma fonte dos vilões envolventes e aposta na nossa identificação com personagens sob perigo. Não sabemos o que Allie Fox fez, mas torcemos por sua sobrevivência mesmo assim.

Continua após publicidade

Na trama, Allie Fox (Justin Theroux) é um simples trabalhador. Alheio às tecnologias, o sujeito tenta viver do modo mais simples possível. Com esposa e dois filhos adolescente, Fox quer viver no maior anonimato possível. Mas Fox esconde um segredo e não tarda para o FBI aparecer. Allie, na verdade, é um fugitivo e está na estrada há anos, levando sua família na carona do perigo. Nesta perspectiva, frente à nova ameaça, Fox precisa reunir sua família e fugir novamente.

Continua após a publicidade

Continua após publicidade

Crimes e mistérios: torcendo pelos bandidos

Não fica claro, então, qual é o crime de Fox. Sonegação de impostos? Assassinato? Tráfico de influência? Qualquer coisa pode sujar a ficha do aparentemente tranquilo pai de família. O que sabemos é que Allie é um homem aparentemente tranquilo e bem humorado, amado pela família e inteligente. Além disso, pouco ou nada conseguimos descobrir. E aí reside uma das grandes forças de The Mosquito Coast: Allie Fox é um enigma e Justin Theroux tem um das melhores performances de sua carreira.

Carismático, Theroux mescla o mistério de sua persona com um carisma inquestionável. Logo, não fica difícil torcer pelo seu sucesso. Seu personagem é o mais próximo de um socialista que a TV americana permitirá em um de seus projetos. Para Fox, a cultura americana capitalista é a mais nociva que existe, pois não considera cidadãos, mas consumidores. Desta forma, Mosquito Coast traz alguns dos debates mais interessantes da TV do último ano. Neste sentido, é quase como um Capitão Fantástico com anabolizantes, FBI e perseguições.

Continua após publicidade

Ação e suspense em uma das melhores surpresas da temporada

Do mesmo criador de Luther, Neil Cross, The Mosquito Coast é uma competente mistura de ação e suspense. Os três primeiros capítulos já liberados pela Apple atingem um nível técnico e narrativo que poucas séries atingem em tão pouco tempo. Desta forma, sem perder tempo, somos apresentados à família Fox e, quando percebemos, já estamos mergulhados em uma fuga perigosa. O terceiro episódio, por exemplo, inteiramente ambientado no deserto entre Estados Unidos e México, estabelece uma coragem surpreendente por parte do projeto. É impossível assistir aos planos abertos que filmam a imensidão do deserto e não lembrar de Breaking Bad. 

Neste sentido, a produção de Mosquito Coast merece aplausos. Da direção à trilha sonora, cada aspecto técnico funciona de forma irretocável. Os dois primeiros capítulos, por exemplo, são comandados por Rupert Wyatt, diretor de Planeta dos Macacos – A Origem, e trazem um escopo cinematográfico ao drama dos Fox. Assim, a Apple, com o dinheiro que tem, não poupa esforços para criar séries visualmente belíssimas, e The Mosquito Coast não foge à regra. Com fotografia digna de Emmys, a estreia enche os olhos. Além disso, o show merece todos os elogios por sua trilha sonora. Composta pelo brasileiro Antonio Pinto, a música da série chama atenção já nos créditos iniciais e acabam conquistando por completo através de cordas irresistíveis. Se o mundo for justo, teremos um brasileiro levando um Emmy em 2021.

Justin Theroux tem uma das melhores atuações de sua carreira

Quem também merece atenção dos prêmios é Justin Theroux. Depois de protagonizar uma das melhores séries da HBO, The Leftovers, o ator encabeça o enxuto e competente elenco de Mosquito. Na pele de Allie, Theroux tem a chance de explorar as diversas nuances de seu talento. Allie Fox é engraçado, sedutor e inteligente, mas possuir um olhar misterioso, atitudes que indicam uma explosão iminente e um passado turvo.  Junto a ele, Melissa George é outra que tem chance de brilhar, mesmo sendo subaproveitada por anos na indústria. Os adolescentes também dão conta do recado e os filhos dos Fox fogem dos problemas que acometem a maioria dos filmes e séries: os rebentos que não servem para nada.

Com isso, The Mosquito Coast é a série que você precisa descobrir. Com poucas opções de qualidade surgindo nas plataformas de streaming este é o momento ideal para se dedicar a uma trama envolvente como a da série. Sobre as chances de renovação ou prêmios, tudo vai depender de como o programa se sairá nas próximas semanas. Trata-se de um projeto visivelmente caro e ambicioso. A Apple tem verba e ousadia para renovar, e o programa tem aspectos suficientes para fazer bonito no Emmy. Do lado de cá, já estamos torcendo pela renovação.

E então, vai dar uma chance para The Mosquito Coast? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.