Daybreak: história e tudo sobre a nova série da Netflix

Imagem da série Daybreak da Netflix

Daybreak é a nova série da Netflix

Os usuários da Netflix se depararam nestas quinta (24) com a estreia de Daybreak, nova série adolescente da plataforma.

Estreando sem muitos alardes, a Netflix veio fazendo uma divulgação tímida da série levando o elenco inclusive para a New York Comic Con deste ano. Mas afinal, do que se trata a série? Saiba agora em uma matéria especial do Mix de Séries.

Um apocalipse nada convencional

A série aborda um apocalipse nada convencional em sua trama. Embora existam criaturas semelhantes a zumbis em Daybreak, na verdade eles não são zumbis. As criaturas são chamadas ghoulies neste mundo e, embora não saibamos exatamente o que aconteceu (algo que parece uma bomba nuclear, mas provavelmente é biológico, já que todos os maiores de 18 anos são ghoulie), todo adulto está andando pela cidade repetindo sem pensar a última coisa que eles disseram – até encontrar carne fresca. Sem adultos sencientes por perto, os adolescentes herdaram a terra. Portanto, Los Angeles foi dividida em territórios com base em panelinhas do ensino médio. O TVGuide qualificou que se Garotas Malvadas e Mad Max tivessem um bebê, este seria Daybreak.

Inspirada em Graphic Novel

A série é produzida pelos roteiristas Aron Eli Coleite, Jeff Fierson, e o diretor Brad Peyton. Porém, este trabalho é inspirado na Graphic Novel de mesmo nome, criada por Brian Ralph. A trama já havia sido adquirida por Peyton, mas não foi até a Netflix apresentá-lo a Coleite e Fierson, que o projeto saiu do papel. O trio diz que se apaixonou pela ideia de que “o fim do mundo como o conhecemos”, poderia realmente ser o catalisador para nossos jovens heróis “viverem suas melhores vidas”.

Continua após a publicidade

O elenco inclui alguns rostos conhecidos

Enquanto a maioria do elenco é relativamente desconhecida, há duas caras que todos na NYCC reconheceram. Colin Ford, que estrela o programa como Josh Wheeler, foi o jovem Sam em Supernatural. O outro é Matthew Broderick, rei das comédias adolescentes, também conhecido como Ferris Bueller. Não espere que ele interprete um personagem no estilo Ferris. Aqui ele é diretor Burr, um papel que lembra bastante o vilão de Curtindo a Vida Adoidado.

Todos os personagens de Daybreak tem profundidade oculta

Enquanto Josh é o centro da série, os membros do elenco prometem que cada personagem tem seu tempo para brilhar, mesmo os antagonistas. “No começo, você a vê como uma atleta durona“, disse Jeanté Godlock, que interpreta Mona Lisa, a única mulher do ex-time de futebol de sua escola. “Mas então você vê que sua força, sua agressão vêm de um lugar de bondade. Ela está aqui fazendo o que faz por seu amigo, Turbo. Ela está falando por ele quando ele não pode.” Godlock continuou acrescentando no painel: “Mas também, ela percebe que Turbo não está certo. Ele está matando crianças… Mona Lisa realmente gosta disso ?!

Jornada em Daybreak

Josh fará uma jornada árdua e inesperada tentando encontrar Sam. Ford e Simnett provocaram a ideia de que seus personagens se reúnem até o final da série, mas nenhum deles se comprometeu a nos dizer se veremos Sam fora de um flashback.

Há uma conexão com Supernatural

Já dissemos que Colin Ford esteve em Supernatural como o jovem Sam. Mas notou que a garota protagonista temo nome dos dois irmãos da série Supernatural, Sam Dean? Os produtores juraram ao TV Guide que não foi intencional.

Referências escondidas

Daybreak é uma série com MUITAS dicas, referências e homenagens a todas as nossas atrações favoritas de década. Portanto, fique de olho em cada cena, com direito a diversas homenagens ao clássico Curtindo a Vida Adoidado.

 

Todos os episódios de Daybreak já estão disponíveis na Netflix.

Com informações: TVGuide

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Bryan 3 novembro, 2019 at 08:10 Responder

    Gostei do começo, porém logo virou um seriado 100% Lgbt , perdeu o foco sobre apocalipse, parei de assistir , the walking dead tinha casal lésbica, nem por isso perderam o rumo da História.

Post a new comment